quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Da chucha

Ontem o João foi para a cama às 21h15, depois do Panda Boas Noites, como é hábito. Pediu a história das bolas (um dos livros do Noddy) e depois ferrou a dormir. Referências ou pedidos de chucha: zero.

Acordou às 7h30, pediu o leitinho e o canal Panda. Referências ou pedidos de chucha até agora: zero.

Só espero que assim continue!

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

O João e a chucha

O João e a chucha sempre tiveram uma relação muito íntima e próxima. Quando a Rita nasceu, a pediatra aconselhou a que não lhe tirássemos para já e que até aos 3 anos ainda tínhamos tempo. Concordámos com ela, mas dissemos ao João que não lhe compraríamos mais chuchas - salvo erro, na altura, tinha umas quatro. Quando estas se estragassem ou perdessem, não havia mais. E assim foi. Duas delas deu-as aos cães que as esfrangalharam em 10 segundos. Uma acabou por se estragar e, como eu lhe disse que estava a ficar com dói dói na boca por causa da chucha, ele meteu-a no lixo. Restava, portanto, uma... que está com a tetina feita em fanicos e com um buraco onde ele enfia o dedo indicador, já há alguns dias. Temos falado com ele, explicando-lhe que está estragada e que assim não pode tê-la e bla bla bla. Mas temos esperado sempre que seja ele a tomar a iniciativa de a deitar para o lixo. Há bocado, depois de ver que o buraco estava cada vez maior e que ele ainda se engasgava com algum bocado da borracha, o papá perguntou-lhe se podia por a "xuxu" no lixo e ele consentiu. Ao jantar contou-me que o papá a tinha deitado fora e eu expliquei-lhe que só o fez porque ele deixou e que agora, que já é um menino crescido, que já tem os dentes todos, já não usa fralda de dia e que fala muito bem, já não precisa dela. As chuchas são para os bebés como a mana, sem dentes - porque os dentes estragam as chuchas (estou para ver o que lhe vou dizer quando os dentes começarem a nascer à cria mais nova, mas depois logo penso nisso...). Aproxima-se uma noite, a primeira, sem a sua inseparável amiga... vamos ver como corre, mas atrás já não pretendemos voltar. Desejem-nos sorte!

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Dos presentes


O meu pai este ano perdeu a cabeça. Nunca na vida foi às compras, mas este ano achou que era uma boa ideia ser ele a escolher os presentes. O resultado está à vista :o)
Nunca o vi tão feliz e entusiasmado a querer que os netos abrissem os presentes escolhidos a dedo por ele - de um bom gosto inquestionável! :p

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Vacinas e amamentação

A Rita foi hoje levar as vacinas dos 5 meses. Chorou quando levou as picas mas passou-lhe depressa. Esteve sempre bem disposta e, até ver, sem qualquer reacção às mesmas.
...
Já que estou a falar da princesa... fica o registo de que se acabou a maminha. O meu leite já não era muito, mas ia-lhe sempre dando a mama na mesma. Infelizmente, na semana passada tive alguns dias em que não lhe pude dar de mamar porque não estava em casa a horas e não tive tempo nem cabeça para tirar com a bomba e o leite acabou por se evaporar... Paciência... durou o que durou e estou feliz por ter conseguido que ela mamasse durante estes meses.

Tem comido muito bem a sopa e a fruta. Ao início só ia à bola com banana, mas agora já come maçã e pêra cozidas. Já provou sopa com alho francês, alface e brócolos e os últimos foram os favoritos. Continuo a fazer sopas exóticas, com batata doce e maçã ou pêra. A papa continua a marchar que é uma maravilha.
...
Faz hoje uma semana que faleceu uma amiga que me era muito querida. Apesar de a vida nos ter afastado um pouco, foi a minha melhor amiga durante muitos anos. Era filha da vizinha da minha avó e, apesar de vivermos longe, mantínhamos a nossa amizade por carta - na altura mal se falava em internet, mails e redes sociais. Tenho centenas de cartas dela e ela minhas... Passávamos as férias sempre juntas. Foi a pessoa que me ajudou a perceber que o que sentia pelo meu marido não era só amizade. Era e é muito mais. Tudo isto há mais de 15 anos atrás. É uma dor que vai ficar para sempre... e é sempre nestes dias que me questiono que raio de deus é este que, do nada e num segundo, destrói a estabilidade e a alegria de uma família - ficam dois filhos sem mãe - e tira a vida a uma pessoa com apenas 33 anos. Não percebo e recuso-me a aceitar...

domingo, 26 de dezembro de 2010

Do Natal

Depois de uma semana atribulada e muito (imensamente...) triste, lá chegámos ao Natal. O terceiro do João, o primeiro da Rita. Fomos passar a véspera a casa dos meus pais. O João ficou doente uns dias antes e estava a antibiótico - e ainda está - mas já sem febre e bem disposto, dentro do possível. Ele e o primo Rodrigo deliraram com tantos presentes e fartaram-se de brincar. Valeu mesmo pela alegria deles que foi contagiante. Acertámos em cheio no presente que escolhemos para o João: uma mesa de ferramentas. Só lhe falta dormir com o "buquim" (berbequim) e com o "matelo". A Rita fez a sua rotina normal e à hora de abrir os presentes já ela estava ferrada a dormir.

(Fotos retiradas)

O dia de Natal já foi passado cá, em casa dos meus sogros. Foi um almoço muito calmo e igualmente divertido.

(Fotos retiradas)

A Rita esteve sempre bem-disposta e muito serena, sem estranhar nada o "corre-corre" de um lado para o outro. O João ainda anda com os horários todos trocados, mas já estamos a tratar de voltar a entrar nos eixos outra vez.

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

sábado, 18 de dezembro de 2010

O João

(Fotos retiradas)
(O João é a coisa mai linda deste mundo, mesmo quando lhe falta o papel e faz da cara tela para os seus devaneios e para as suas pinturas).
...
Depois de ter estado com duas queridas amigas e de termos partilhado algumas angústias e desabafos de mães à beira de um ataque de nervos, fiquei a saber que ao meu filho, para anjinho, só lhe faltam as asas. Acho que balbuciei duas ou três queixinhas e depois achei que era melhor remeter-me ao silêncio antes de levar duas lambadas de duas criaturas (que eu adoro) que sofrem de privação de sono. A verdade é que o João às vezes é um pestinha, birrento e desobediente. Mas dorme. Dorme muito e deixa dormir (e a irmã também, a bem da coerência e estabilidade familiar ;o)). O João dorme das 21h às 7h/7h30. E depois de almoço dorme uma sesta que varia entre 2 a 3 horas. Pronto, pronto... não me batam mais!...
...
A propósito de comportamento, desde há duas semanas, ele tem estado tão mais calmo e tão meiguinho que um dia destes nos convencemos que só poderia estar doente... Veio cá a tia e tudo para verificar que o rapaz não tinha aftas, nem febre, nem maleita nenhuma. Estava, simplesmente, calminho e bem-comportado :o)

Punção

Punção feita. Fui sozinha porque o papá da casa teve que ficar com o João e com a Rita. Friozinho no estômago e lá fui eu. O exame em si acabou por ser mais fácil do que estava à espera (andei o tempo todo a pensar que quem pariu dois filhos, um deles com a epidural mal dada, também aguenta uma agulha a perfurar o pescoço - coisa pouca), puseram um spray anestesiante gelado e depois senti a pressão da agulha a entrar - não vi nadinha, estive sempre de olhos fechados para não "panicar". A parte pior foi a recolha das células em si, que estava difícil por ser um nódulo sólido. Enfim... a médica lá tirou o que conseguiu e no final disse-me que se o laboratório achar que não é suficiente terei que lá voltar para repetir o petisco. A parte pior é mesmo a posição em que ficamos, desde que saí de lá que tenho umas dores de cabeça imensas... O resultado vai ser enviado para o hospital. Quando perguntei quanto tempo demora, a resposta foi um esclarecedor: "depende". Perguntei na recepção e costuma demorar 2 a 3 semanas, excepto se for com indicação de ser urgente. Resta-me esperar (e tentar não desesperar).

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

5 meses

(Foto retirada)
E aos 5 meses a nossa Ritinha:
- Está linda, gorducha e bochechuda;
- É simpática que se farta e é tagarela, mas só quando está no seu ambiente;
- É cusca, tão cusca, mas tão cusca! A cabecinha dela parece um cata-vento a tentar descobrir e ver tudo o que está à sua volta;
- Já simpatiza com os cães;
- Come muito bem a papa - grita e chora se não formos suficientemente rápidos a enfiar as colheradas na sua boca;
- Come bem a sopa se for misturada com banana; já provou pêra e maçã cozidas a mandou-me comer a mim; a sopa dela leva sempre batata doce e/ou maçã para adocicá-la, mas apenas come metade e farta-se, o resto só vai misturado com banana;
- Ainda mama de manhã e à noite e às vezes a seguir à sopa ou à papa quando não fica satisfeita;
- Os intestinos funcionam muito melhor agora do que quando só bebia leite;
- Já começa a ter os seus horários bem definidos, tanto para comer como para dormir;
- Chora quando entende que chegou a hora do banho - que adora; assim que se apanha dentro de água é o delírio, chafurda, ri-se e faz uma festa;
- Já gosta mais de colinho, mas mesmo assim quando se farta dá logo a entender;
- Dorme a noite toda - e eu agradeço que assim continue;
- É apaixonada pelo irmão e derrete-se toda com ele; eu quase preciso de fazer o pino para lhe arrancar uma gargalhada, com ele é quase instantâneo;
- Vira-se de barriga para baixo num abrir e fechar e olhos e depois diverte-se um bocadinho a explorar esta nova perspectiva até se fartar e desatar a berrar;
- Começou agora a reparar nos pés, principalmente quando está sentada no bumbo ou na cadeira da papa;
- Já tenta agarrar os comandos e os telemóveis e fica fascinada quando ponho algum destes objectos a jeito de ela lhes mexer.

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Da Rita

Hoje foi dia de peso da "badabucha". Com 4 meses e 29 dias a princesa pesa a módica quantia de 6,160 kg. Aumentou 680 gr. num mês. Disse à enfermeira que já lhe estou a dar sopa e fruta ao almoço e papa ao lanche e, como a lontrinha aumentou bastante, ela sugeriu que lhe dessemos papa apenas dia-sim dia-não "porque não queremos bebés obesos". Já ficou marcada a consulta dos 6 meses para o dia 20 de Janeiro.

Os dentinhos têm dado qua fazer cá em casa. Baba-se com fartura, mete tudo o que consegue apanhar na boca e esta noite ouvia-a gemer algumas vezes...

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Hoje

Hoje é daqueles dias em que preciso de uma dose extra de calma e bom-senso. Hoje apeteceu-me chorar como nunca fiz - e só não o fiz por estar sozinha e em público. Engoli as lágrimas - a minha especialidade. Ouvir da boca de um médico as palavras "nódulo" e "maligno" na mesma frase, ainda que a sua correlação seja apenas uma mera possibilidade (10%) foi coisinha para hoje me deixar com o estômago virado do avesso. Isso e verificar como realmente funciona o nosso SNS. Hoje dou graças a todos os deuses e mais alguns por poder recorrer ao factor "C". E fi-lo sem peso algum na consciência; suporto tudo menos a angústia e a incerteza da espera. E toda a angústia e incerteza se tornam ainda mais insuportáveis quando se é mãe.

Passo a explicar. Fui à tal consulta de cirurgia, o médico foi extramente simpático, paciente e prestável. Mas quando percebi que não iria fazer já a punção - porque não tinha ecografo - e lhe perguntei se deveria ficar preocupada, ele deu-me a resposta politicamente correcta: "os contornos do nódulo são normais, não é muito grande, mas é sólido; certezas só lhas posso dar depois de ser feita a biópsia; mas, seja maligno ou benigno, vamos já deixar tudo preparado para o caso de ser necessário extraí-lo". E assim foi, marcou a próxima consulta e marcou-me todos os exames necessários para fazer até lá. E depois requisitou a biópsia, para eu me dirigir aos serviços e marcar, blablabla. Esclareci mais umas questões e lá fui...

Não tenho cabeça para descrever exaustivamente, mas da maneira como tudo se estava a encaminhar nos "serviços" iria saber alguma coisa lá para a primeira quinzena de FEVEREIRO. Saí de lá desolada e preocupada. Telefonei ao George e já pensávamos em fazer tudo no privado quando o nosso querido (que é querida) factor "C" entrou em campo. Estava a sair do hospital quando me telefonam para voltar lá porque afinal o dr. X tinha dado indicação para agilizar o processo e blablabla... E afinal a punção e a respectiva biópsia serão esta sexta-feira.

Não sou de dramatizar, sou uma optimista, mas caramba... não tenho nervos de aço! E se a possibilidade existe, eu quero saber o mais rapidamente possível. É só isso...

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Amanhã...

... tenho que estar no hospital distrital às 9h40 da manhã para uma consulta de cirurgia, com indicação para levar todos os exames feitos até agora (penso que seja para fazer a punção ao quisto). Confesso que estou com um aperto no estômago...

Ai as saudades...

... que eu NÃO tinha do meu querido Mr. Red...

sábado, 11 de dezembro de 2010

Da Rita

Hoje adicionei três pequenas rodelas de alho francês à sopa. Comeu metade, depois começou a reclamar e acabei por misturar a banana esmagada com a sopa - não é inédito cá em casa - e comeu quase tudo. Estava com medo que a introdução da sopa, da fruta e da papa lhe prendesse os intestinos, mas até agora isso não aconteceu. Tem feito os seus cocós duas vezes por dia.

Hoje reparámos que já são bem visíveis duas pontinhas de dentes (os incisivos centrais inferiores) a quererem furar. Vai ser uma questão de dias até estarem de fora. Os do João nasceram a poucos dias dos 7 meses, ela vai tê-los bem mais cedo.

Pequeninos...

... de PU-TU-GAL! Um site com coisas giras, ideal para quem não tem vontade nenhuma de se enfiar em "shópes" e afins para fazer as compras de Natal. Vamos lá ver se o menino Jesus põe alguma destas no sapatinho da Rita e do João ;o)

Esta era perfeita para o João ;o)

Se bem que ele costuma dizer: "o João hoje potou-se um caínho mal..."

("O João hoje portou-se um bocadinho mal")

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Da sopa, da papa e da banana

Hoje repeti a sopa - cenoura com batata doce - e comeu muito bem! Quando não quis mais, não forcei, mas experimentei dar-lhe meia banana esmagada. Pois... mais houvesse que tinha marchado! Comeu tudo e lambeu-se toda e depois ainda quis mamar um bocadinho. A papa ao lanche voltou a ser um sucesso e já nem foi preciso dar-lhe o peito.

Não vou deitar foguetes antes da festa... mas numa semana parece-me que o saldo é positivo (e hoje já tivemos direito a cocó sólido e tudo - já cá faltava a conversa da m***a).

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Patrão fora...

... dia santo na loja. Ou em casa, que vai dar ao mesmo :o)

Hoje tive que ir fazer as ecografias aos pulsos (enfarda lá com uma tendinite em cada um) que estava marcada para as 12h30. Consequentemente, foi o papá que ficou encarregue de dar a sopa que deixei feita à Ritinha (igual à de ontem: batata doce e cenoura). Quando cheguei a casa ainda estava a tigela com o restinho de sopa que ela não comeu - uma colherzinha apenas. Contou-me o papá que a Rita comeu a sopinha quase toda com vontade e revelando maior habilidade a engolir. Quando se fartou da sopa começou a chorar, ele deu-lhe leitinho e meteu-a a dormir uma sesta que durou 2h30!

Quando acordou da sesta esteve um bocado entretida no ginásio e depois comeu muito bem a papa - sendo que o muito bem é sempre relativo em relação a uma bebé de 4 meses e meio, mas para mim foi mesmo muito bem -, mamou um bocadinho e ficou satisfeita até à hora da banhoca.

domingo, 5 de dezembro de 2010

Coisas nossas

(Fotos retiradas)
O dia de hoje foi passado em casa (e sem vontade nenhuma de sair). Como passámos o dia inteiro com falhas de luz - que duram até agora e devem estar para continuar - tivemos que inventar alguma coisa para entreter o João. Lembrei-me de um estojo de pintura que traz umas aguarelas, o papá arranjou os pincéis e depois foi só dar asas à imaginação. Com a ajuda da mamã - ui, lol - o João preencheu 3 telas - e mais houvesse! Ficaram giras e coloridas (e borradas, lol). Ele adorou e eu descobri que pincelar pode ter efeitos terapêuticos. Depois de almoçar - e fazer o almoço foi alucinante, tendo em conta que tanto a bimby como o fogão só trabalham com electricidade... mas lá me safei - ainda tive a sorte de passar pelas brasas no sofá. Foi um dia bem passado...

Entretanto, ontem experimentámos dar papa à Rita e a técnica do papá resultou - que é deixar que ela "mame" na colher, assim sempre vai entrando alguma coisa. Hoje fiz-lhe sopa só com uma batata doce e uma cenoura e não fez má cara. Ao lanche voltei a dar-lhe papa. Não se pode dizer que esteja a ser um sucesso, mas já não faz cara de vómito. Acho que a dificuldade maior passa mesmo pelo facto de ela ainda não saber engolir. Mas com tempo e paciência vai lá. Durante o lanche de hoje lembrou-se de fazer "brrrrrrrrrrr" com a boca cheia de papa. Mãe sofre, lol! :o)

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Da província

Porque viver numa terreola também tem destas coisas, basta cair uma chuvita, haver trovoada ou uma bela nortada e lá se vai a TV Cabo (que aqui é mesmo por satélite...), a internet e o telefone. Valha-nos a vodafone e a bela da vita net que o mariduxo foi às pressas carregar porque já não me podia ouvir a resmungar...

Isto tudo porque queria registar que a Rita agora deu-lhe para emitir gritinhos (parece uma gaivota, lol) e hoje começou a fazer brrrrrrrr e bolhinhas de cuspo - um mimo!

Da sopa, só ontem lhe voltei a dar porque no feriado não estivemos em casa e hoje também não deu jeito. Ontem comeu 1 colher de sopa e lambeu um pouco da colher da maçã, mas nada de relevante... Manifesta é sempre bastante interesse quando me vê a comer pão - espertinha, sabe o que é bom! Amanhã devo tentar a batata doce - que com o João foi um fiasco. Sem stress, até porque ontem e hoje recomeçou a mamar melhor e já não chora quando a ponho na mama. A ver vamos.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Das fraldas reutilizáveis

Como surgiram questões, fiz algumas adendas ao post que tinha escrito em Maio, falando também um pouco da experiência que tenho tido com a Rita, já que o João só as usou a partir dos 4 meses. Ela teve mais sorte e usa em exclusivo desde os 11 dias.

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

EcoFashion

(fotos retiradas)
... em exclusivo desde os 11 dias de vida!

terça-feira, 30 de novembro de 2010

A primeira sopa


Depois de ontem termos tido cenas dignas de um filme dramático, em que a Rita à noite não quis sequer pegar na mama (até aero-om lhes pus em cima a ver se ela assim pegava), decidi que hoje iríamos começar com a sopa e a fruta. E assim foi. Uma cenoura pequena, uma batata média e um pedacinho de cebola. A fruta escolhida foi a maçã, cozida e triturada.

Montámos o estaminé todo, com ela sentada connosco à mesa e com o João a achar um piadão a toda a movimentação, e lá comecei a dar-lhe a sopa. Ou, melhor dizendo, a tentar. A primeira colher entrou e a sopa foi prontamente cuspida. Seguiram-me uma série de tentativas frustradas, ora com a sopa, ora com a fruta, e o resultado foi sempre igual. No máximo engoliu uma colher e o restante tempo foi passado a puxar o vómito ou a rir-se para o irmão (como ela se ri com a boca toda aberta eu aproveitava essas alturas para enfiar a colher).

Um dia de cada vez e amanhã há mais. Depois do que passámos com o João com a introdução da sopa na alimentação dele, estamos prontos para tudo. Só gostava de ter tido esta calma e tranquilidade quando foi com ele. Com o segundo parece tudo mais fácil, sem pressas e sem pressões. Que é como quem diz que o mundo não acaba se ela só começar a comer (bem) a sopa daqui a umas semanas.
...
ADENDA: Quando foi do João começámos com a papa, tal como sugerido pela médica de família que tínhamos na altura; a médica de família que temos agora recomendou que se começasse com a sopa (com a teoria de que a papa é doce e depois é um castigo para os habituar à sopa). A pediatra deles é indiferente porque diz que depende de cada bebé. E, aliás, se bem me lembro, quando foi do João, ela disse para lhe dar sopa ao almoço e papa ao lanche na consulta dos 4 meses. Quando levei o João a esta consulta com a pediatra já ele tinha comido papa 2 ou 3 vezes e ela não levantou nenhum problema. O problema foi mesmo ele aceitar a sopa... foi uma saga de que nunca me vou esquecer e, talvez por isso, tenha optado, desta vez, por começar com a sopa em vez da papa. AQUI está, dá sempre jeito ter tudo registado.

domingo, 28 de novembro de 2010

Desabafo

Há dias em que parece que só andamos com o pé esquerdo. O João faz birras atrás de birras, já nem sei bem se por ciúmes da irmã ou se pelo seu próprio (mau) feitio. Os castigos não resolvem, as palmadas não servem de nada, os ralhetes, o tentar explicar a bem... NADA! Tem ataques de maldade pura (sim, maldade), grita connosco a torto e a direito, esperneia e bate. E depois, de repente, passa. Às vezes mais parece que temos dois meninos diferentes em casa... Ontem fez das boas (not...) em casa do meu irmão à frente de toda a família - penso que seria para ver como eu reagia e se tinha alguma margem de manobra por ter tanta assistência. Saiu-lhe o tiro pela culatra, levou duas palmadas no rabo e ficou de castigo. Isto tudo deixa-me triste e desanimada... não sei que mais podemos fazer para ele perceber que o amamos com todo o coração e que a chegada da irmã não mudou em nada o que sentimos por ele. Todos os dias me desdobro para ter tempo de qualidade com ele e para fazermos coisas sozinhos, mas nunca parece suficiente. Também não acho justo deixar de dar colo e mimo à Rita só para ele não sentir tantos ciúmes e, como é evidente, não o faço. Também ela tem todo o nosso amor e atenção. Caraças pá, já não sei mesmo o que fazer.

Com isto tudo (e outras coisas) ando uma pilha de nervos e há dias em que só me apetece chorar. É um desespero que só passando por isso... para ajudar à festa tenho tido muito menos leite e há alturas do dia em que a Rita tenta mamar e acaba por ficar a chorar (ela e eu...). Acabo por lhe dar suplemento porque não quero a miúda com fome e vai-se criando um ciclo vicioso. Nos últimos dias só fica satisfeita com a mama em duas das cinco refeições que costuma fazer... Já me ando a passar da marmita e estou a pensar começar a dar-lhe sopa ao almoço porque assim sempre é menos um biberão de LA por dia...

E, posto isto, estou com um humor de cão...

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Os manos, os meus bebés...

... os meus amores... (a minha baba!)...
Ontem fomos com eles ao fotógrafo tirar algumas fotos para oferecer no Natal. Foi um verdadeiro filme, entre o terror, a comédia e o suspence, tivémos de tudo um pouco. A fotógrafa também não pareceu ter muito jeitinho para a coisa e muito menos para lidar com crianças... enfim... Hoje já fui buscar as provas e, apesar de não estarem nada de especial, há uma ou outra engraçada e que deve dar para o que eu quero.
...
Hoje foi dia de vacinas para a Rita. Chorou um bocadinho, mas nada de especial. Tem estado bastante rabugenta e passou a tarde quase toda a dormitar ao meu colo e ao colo do pai, mas sempre muito chorosa e queixosa (penso que tem dores na pernoca...).

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Do Natal

Ontem, aproveitando o temporal - que dá outra magia à época - montámos a nossa árvore de Natal e o presépio. Tive a ajuda do João e da minha avó, que passou a tarde connosco. O João estava super-entusiasmado a dar-me os enfeites e a dizer onde queria que eu os colocasse e o presépio também já foi personalizado por ele. Claro que ficou vidrado nos presentes, principalmente num saquinho do Mickey - que ele adooooora!

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

E zumba!

Aos 4 meses e 1 dia, a Rita virou-se de barriga para baixo.

Consulta

Hoje foi dia de peso e consulta dos 4 meses no Centro de Saúde. Quando lá chegámos estava a ser feita uma apresentação, pelas estagiárias de enfermagem, sobre extracção e formas de conservação de leite materno. Gostei de ver, achei interessante e aproveitei para falar da minha experiência. Todos os centros de saúde (no caso é uma Unidade de Saúde Familiar) deviam ter este tipo de informação à disposição.

Vamos a números. A Rita está com 5,480 kg, 61 cm (nota-se bem na roupa que está toda a ficar curta) e 39,8 cm de PC. Na próxima semana são as vacinas dos 4 meses e daqui a 1 mês volta a ser pesada.

Da consulta, a médica de família achou que a Ritinha pode estar com anemia e receitou-lhe ferro para fazer durante um mês. Falou em fazer análises mas, como ainda é muito pequenina, optou por fazer o ferro baseada no que observou (tom da pele e viu-lhe os olhos). A pediatra está de férias mas vou enviar-lhe um e-mail a pedir a opinião dela... Falou em começarmos a introdução da sopa aos 5 meses, consoante a evolução da amamentação e do peso (nestas duas semanas aumentou apenas 150 gr., mas mantém o percentil). A constipação entretanto deu tréguas e todos os restantes pârametros de avaliação estão normais.

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

4 meses

(Foto retirada)
Jasus! A minha menina já tem 4 meses e está tão diferente!
- Cada vez mais simpática e risonha;
- Interage muito com o irmão;
- Já teve o primeiro contacto com os dois cães que temos dentro de casa e ficou com ar de curiosa; já os procura quando a sento no bumbo;
- Há uns dias que a pomos uns bocados no bumbo e ela fica lá bem e gosta (além disso fica ao nível do mano que assim que me vê ir buscar o bumbo vai a correr buscar os brinquedos dele para fazer estardalhaço ao pé da mana);
- Segura lindamente o pescoço e tem imensa força nas costas;
- Um dia destes pu-la de barriga para baixo no muda fraldas e ela virou-se de barriga para cima; nunca mais repetiu, mas é um marco a registar;
- Palra imenso;
- Só chora quando tem fome, quando tem alguma crise de cólicas (cada vez mais raras, felizmente) e quando quer ir para a cama;
- Continua a não ser muito fã de estar ao colo a não ser que seja em pé a andar de um lado para o outro;
- Já gosta da chucha;
- Acorda sempre bem-disposta, a palrar e com um enooooorme sorriso desdentado;
- Vai continuar a ser amamentada e vamos adiar a introdução dos sólidos enquanto for possível;

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Das miúdas

Rita constipada, com muitos espirros e muito ranho... 5ª feira tem a consulta dos 4 meses do Centro de Saúde.

Eu vou ser encaminhada pela médica de família para o hospital distrital para fazer a citologia ao quisto. Vamos lá ver quanto tempo vou ficar à espera - detesto esperar, nestas coisas então devia ser tudo para ontem!

That's all, folks!

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Da mamã

Pois bem... há três semanas que ando com uma impressão na garganta, como se tivesse um ben-u-ron 1000 entalado na mesma. E, pelos vistos, o tamanho da coisa não anda muito longe da realidade. Fui hoje fazer uma ecografia à tiróide e saí de lá a saber que tenho um quisto com 11 a 13 mm e que vou ter que fazer uma citologia ao mesmo. Isto significa que me vão espetar uma agulha bem fininha pela garganta dentro para retirar líquido ao dito cujo e analisar o conteúdo.

Ainda não digeri bem a notícia. Só sei que somos mesmo uma poeirinha mimúscula neste imenso universo e que temos mais é que estar gratos por cá andar. Sinto essa gratidão todos os dias, seja a abraçar os meus filhotes, a beijar o marido, a pousar a cabeça no colo da minha avó ou a ver o pôr-do-sol enquanto faço o IP6 em direcção a casa.

Fiz também o electrocardiograma que está normal. Amanhã vou à consulta com a médica de família...

sábado, 13 de novembro de 2010

Chata

A dois dias de completar 31 meses o João chamou-me, pela primeira vez, CHATA!

Só porque lhe disse para tirar os ténis e ir para a cama. Depois de um sonoro "não" da parte dele e de um sonoro "eu não estou a pedir, estou a mandar" da minha parte, ouviu-se, entredentes, um "chata"... Mas tirou os ténis. E já está na cama, a dormir a sesta.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Repuxar

É oficial. Demos início à época alta do repuxar das mamas.

A Rita ouve um barulho qualquer e vira a cabeça para ver de onde vem. Sem largar a mama.
A Rita ouve o irmão ou o pai e vira a cabeça para ver melhor. Sem largar a mama.
A Rita vê luzes e vira a cabeça para ver melhor do que se trata. Sem largar a mama.
A Rita ouve os cães a ladrar e vira a cabeça para ver onde estão. Sem largar a mama.
A Rita é uma grande cusca e vira a cabeça em todas as direcções possíveis. Sem largar a mama.

Tenho cá para mim que, se ela ouvir um alfinete a cair no chão a 20 metros de distância, se vai virar para ver o que é. Sem largar a mama.

É caso para dizer: mama(ã) sofre!

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Das férias...

... que já acabaram, foram boas e souberam a pouco, o que é bom sinal! Estivemos em Cabanas de Tavira a gozar a semana gratuita a que temos direito por sermos membros da Interpass. Estivemos no Cabanas Park Resort e gostámos bastante, apesar de ter feito uma reclamação em relação à limpeza que deixou muito a desejar. Não conhecia aquela zona do Algarve e fiquei rendida. Gostámos muito de Tavira, de Cacela Velha (onde comi um bife de atum de cebolada de comer e chorar por mais) e da praia da Manta Rota. Um destino a repetir, principalmente porque têm boas condições para irmos com os miúdos.
(Fotos retiradas)
O João delirou com a "casa das férias" e portou-se muito bem. Começou a praticar os "R" que não conseguia dizer e de vez em quando lá vai dizendo que a mana se chama "Rrrrrrrrrrita" em vez de "Bita", lol! Trouxe para casa uma colecção de conchas que apanhou na Ria Formosa e na praia da Manta Rota.
(Fotos retiradas)
A Rita esteve sempre bem, comilona, dorminhoca e calminha. Começou nestes dias a palrar imenso e é uma delícia! Já tinha saudades de ouvir estes sons - mesmo que se façam ouvir às 5 ou às 6 da manhã, lol! Fala, fala, fala, ri-se muito e depois acaba por adormecer sozinha. Anda fascinada com as mãos e passa a vida a meter tudo o que apanha na boca - babete, chucha, cordão da chucha, algum brinquedo que lhe vá parar às mãos, as mangas das camisolas...
(Fotos retiradas)
Foi bom, acabou depressa e para o ano haverá mais!

terça-feira, 9 de novembro de 2010

"Gosto muito de ti...

... mana!"

O meu dia hoje começou com outra cor. Foi a primeira pessoa a quem o João dirigiu estas palavras...

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Primeiro...

... amanhecer (ou devo dizer madrugar) das férias:

A Rita choramingou às 5h40.
Para não acordar o irmão - estamos os 4 ao molho no mesmo quarto -, o pai mudou-lhe a fralda e depois veio mamar um pouco.
Enquanto o pai mudava a fralda e eu punha a mama de fora, o João sentou-se na cama e perguntou: "qué ixto?!" (o que é isto?). Disse-lhe para se voltar a deitar e dormir que ainda era de noite.
Pois... está bem abelha... O pai dorme. A filha dorme. O filho está eléctrico a saltar no sofá e a correr pelo mini-apartamento. A mãe está à beira de um ataque de nervos (podemos também culpar parcialmente o meu Benfas que levou 5 na pá e não bufou...).

Um belo começo de férias, portanto. Vale pelo nascer do sol que presenciei, com a Ria Formosa como pano de fundo.

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

O que faz falta...

(Fotos retiradas)
... é animar a malta!

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Peso e outras coisas

Hoje, depois de mais uma manhã infernal com o João, fui com a Rita ao peso. Conta com 5,330 kg. Daqui a duas semanas voltamos ao Centro de Saúde para a consulta dos 4 meses.
...
Durante a tarde fomos visitar a minha mãe, que foi novamente operada a um dos rins. E, antes do final do ano, ainda será brindada com mais uma operação... foram tantas nestes últimos anos que já lhes perdi a conta... O João ficou com os avós paternos e a Rita foi connosco. Estou derreada e, como já vem sendo hábito desde que a Rita nasceu, vou deitar-me antes das 10 da noite.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Da Rita e do João

Tenho tido tanto que fazer e ando com a cabeça de uma maneira que à noite - hora da calmaria cá em casa - o Tico e o Teco já não trabalham suficientemente bem para escrever nada de nada...

A Rita está linda e a crescer a olhos vistos! Está gorducha e continua dorminhoca. Teve apenas algumas noites em que acordou para mamar por volta das 5h30 da madrugada e depois queria converseta e era só rir-se para nós - que mais parecíamos dois zombies, lol! Depois de ficar um bocado a resmungar sozinha, lá ferrava a dormir até às 10h. Esta noite ainda a ouvi a palrar e entretida na cama, às 2h da manhã, mas como não chorou, nem sequer me levantei para ver o que ela queria - farrobadó, de certeza - e acabou por voltar a adormecer. É uma bebé que não aprecia muito estar ao colo... se antes adormecia na mama, agora nem isso. Começa a espernear e a chorar e só acalma quando a pomos na cama dela, onde adormece sozinha. Já experimentei sentá-la no Bumbo e, apesar de se aguentar muito bem, não achou grande piada. Já o João delirou a ver a irmã sentadinha ao pé dele.

O João, na semana que passou, teve algumas crises de parvoíce aguda. A manhã de ontem foi para esquecer, mas hoje parece um anjinho... Pensei que a fase da parvoeira estava a passar, mas enganei-me redondamente. E, com a mudança da hora, ainda destabilizou mais porque, mesmo a deitar-se à mesma hora, tem acordado às 6h da manhã (antigas 7h...) e ninguém o convence de que ainda é muito cedo para se levantar, ficando no quarto a fazer barulho, a chamar (gritar...) por nós e a dizer que quer ir para o chão. Tem andado rabugento, birrento, desobediente, com surdez selectiva - só ouve o que lhe interessa - e voltou a ter uns ataques de agressividade que, na semana passada, deram para o torto... Estamos com dificuldades em impor-lhe limites e já tentámos todas as vias e mais algumas... Há dias em que parece que só me ouve se estiver aos berros com ele e mesmo assim... E ainda por cima, para me animar (NOT), tenho que ouvir os comentários alheios a dizerem que ainda vai piorar quando a irmã começar a fazer outras gracinhas, como sentar-se sozinha e gatinhar... Se ele tem estado mal, nem quero imaginar como será pior...

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Consulta

Como a pediatra dos miúdos vai de férias em Novembro, antecipámos a consulta dos 4 meses da Rita para hoje. Ela está óptima, muito espevitada e cheia de força. Como comecei a dizer que é muito simpática e calminha, resolveu brindar a médica com uma monumental choradeira - tivemos que a acordar para ser observada - e só acalmou depois de uns minutos ao meu colinho. Depois sim, foi só sorrisos a torto e a direito. Aos 3 meses e 11 dias, a Rita pesa 5,240 kg, mede 59 cm e tem um PC de 38. Tudo indica que tem pele atópica como aqui a mamã, mas tudo o resto está bem. As gengivas já estão inchadas e, tal como o mano, começou a babar-se muito e a ter "raivinha dos dentes" aos 3 meses. É para continuar com a amamentação, de preferência até aos 6 meses em exclusivo. Se for necessário, dar-lhe suplemento a seguir à maminha. Curioso é que nos últimos dias ela tem rejeitado o biberão e tem ficado só com a maminha (óptimo!).
...
O João também foi à consulta e portou-se muito bem. Hoje começámos muito mal o dia (quando digerir o assunto depois falo nisso), mas acabámos muito bem - para equilibrar a balança. Pela primeira vez quis ajudar-nos a fazer um bolo porque viu muitos montinhos de bolacha maria em cima da bancada - espertinho! A minha mãe faz amanhã 55 anos e vai ter o privilégio de comer um bolinho de bolacha feito pelo genro, pela filha e pelo neto, que ficou responsável por mergulhar as bolachas no café :o)

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Problema resolvido

Tal como combinado ontem pelo telefone, hoje fui à consulta no Centro de Saúde e antes de entrar já a médica me tinha dito que tinha conseguido encontrar um medicamento compatível com a amamentação. Fiquei feliz e aliviada. Aproveitei para me queixar de mais umas coisitas (que isto não anda nada famoso...) e toma lá com mais análises e uma ecografia à tiróide... Vamos ver no que dá...

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Vacinas

Hoje foi dia de a Rita ir levar as vacinas dos 3 meses (as do PNV mais a Prevenar - 1ª dose - e a Rotarix - 2ª dose). Chorou que se fartou... ia cheia de sono porque tive que a acordar cedo, mas depois acabou por passar... Mamou e dormiu bastante depois das vacinas e, até agora, tem estado bem disposta.
...
Foi também dia de ir fazer a minha endoscopia. Estou com o esófago inflamado (esofagite peptica de grau B - quer dizer que tem lesões com mais de 5 mm), mas como estou a amamentar não posso tomar anti-ácidos (o que é um pau de dois bicos). Estou com uma neura daqui até à China porque a médica que me fez a endoscopia ficou a olhar para mim quando lhe disse que a Rita tinha 3 meses e estava a amamentar e perguntou-me até quando o pensava fazer... Pois... Vou tentar falar ainda hoje com a médica de família a ver o que se pode fazer que, de preferência, não implique suspender a amamentação.
...
Adenda: Já falei com a médica de família. Tenho mesmo que fazer medicação, mas ela vai-se informar melhor para procurar alguma que seja compatível com a amamentação. Fiquei de ir ter com ela ao Centro de Saúde amanhã à tarde.
(Cheira-me que um dia num SPA também era capaz de ajudar a tratar o "azedo"...)

Adenda 2: Lá se foi a boa disposição da Ritinha... está agitada e irritadiça...

sábado, 23 de outubro de 2010

O nosso menino

O João entrou para a natação com 5 meses e meio. Adora água. Adora o mar. Adora a piscina. Não tem medo nenhum, já dá braçadas sozinho, mergulha, mete a cabeça debaixo de água, abre os olhos, consegue apanhar objectos submersos, é um autêntico peixinho, portanto. Antes da Rita nascer íamos sempre os dois com ele para a água, mas agora tem sido o papá a ir todos os Sábados, uma vez que eu estou sempre dependente da hora a que a Rita acorda para mamar, nuns dias consigo ir vê-lo para a galeria, nos outros, como hoje, fico em casa.

O papá hoje, quando voltaram da aula, trazia um sorriso diferente. Hoje foi o dia em que dividiram a turma - após 7 aulas de avaliação - entre os que iam começar a ficar na água sem ajuda (com os pais dentro de água, mas sem intervenção nos exercícios) e os que continuariam com o auxílio dos pais. O João não tem propriamente pé... em bicos de pés na parte mais baixa da piscina fica com a água pelo queixo, mas, devido à sua desenvoltura no meio aquático, foi para a turma dos "grandes". O meu bebé, na turma dos "grandes"... E, segundo o pai babadíssimo, esteve à altura do desafio.

É também assim que nos vamos apercebendo que o João já não é um bebé (para mim vai ser sempre...), é um menino desenrascado, destemido, determinado (e teimoso que nem uma mula), meigo e malandreco. Lembro-me bem dele tão pequenino a fazer a sua primeira aula de natação. Sempre sem choros, sem medo e com entusiasmo. Diz-se que quem sai aos seus...

PS: E agora podem trazer o babete para eu limpar a baba ;o)

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Peso

Lá fomos esta manhã, eu e a Rita, ao Centro de Saúde para o peso: 5,120 kg e toneladas de sorrisos e simpatia distribuídos a torto e a direito (dela, porque eu ainda tinha o cérebro congelado com os 8º que estavam às 9h da manhã...).
...
Esta semana tem sido uma maratona. Mal tenho tido tempo para me sentar quanto mais para escrever seja o que for... Amanhã vou eu fazer análises para ver se está tudo bem, uma vez que me tenho sentido muito fraca e cansada (azamboada, mesmo); na segunda faço uma endoscopia (mais uma...) para controlar a esofagite de refluxo que piorou brutalmente depois da Ritinha ter nascido; o electrocardiograma também já está marcado (o que fiz no 3º trimestre de gravidez acusou um bloqueio qualquer e a médica quer verificar); rx e ecografia das partes moles dos dois punhos por suspeita de inflamação nos tendões (esta dos tendões dava pano para mangas, mas digamos que tem sido uma tragédia grega - com direito a muitas dores, ida ao ortopedista, emplastros com anti-inflamatório porque não posso tomar orais, reacção alérgica, cortocóides locais para evitar que eu arrancasse a pele dos pulsos à dentada... enfim... uma tragédia grega mesmo!)

domingo, 17 de outubro de 2010

3 meses

(Foto retirada)
Já passaram 3 meses... xiça penico!
Aos 3 meses a Rita:
- Dorme a noite toda na caminha dela; adormece sozinha depois da maminha (ou biberão) da noite e de manhã é sempre a última a acordar (normalmente acorda com a "ajuda" do mano que depois grita todo contente: "mãe, a mana 'codou"!);
- Estamos a habituá-la, com sucesso até agora, a fazer a sesta depois da mamada do almoço na cama dela, ao mesmo tempo que a sesta do João - o meu momento Zen do dia, quando tudo corre bem;
- É muito vivaça e bem-disposta;
- É uma bebé tranquila e pouco chorona (agora que as cólicas parecem ter dado de fuga e já faz cocó sozinha o choro passou a ser apenas quando tem fome ou sono);
- É cusca que se farta, aquela cabecinha parece um cata-vento;
- Farta-se de dar às pernas e as braços e quando deitada de costas arrasta-se para cima (um perigo, portanto);
- Já tem bastante força nas pernas, nas costas e no pescoço e já se aguenta alguns momentos direitinha;
- Fica fascinada com a televisão - coisa a que não estou nada habituada, uma vez que o João só começou a ligar à TV a partir dos 18 meses;
- Tem um sorriso doce e lindo, de derreter corações :o)
- Quer palrar e já emite sons;
- Já dobrou o riso - coisa deliciosa!
- Já me conhece a milhas e quando me ouve vira logo a cabeça na minha direcção;
- Também reconhece o pai e o mano e derrete-se toda com eles;
- Tem uma paixão inexplicável pelo meu pai e fica toda sorrisos quando ele se mete com ela - e só se vêm de 2 em 2 semanas, com sorte...

E, que me lembre, é isto. Está a crescer tão depressa, a nossa menina!

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

30 meses

Que é como quem diz 2 anos e meio. DOIS ANOS E MEIO!!! Tenho que repetir em voz alta porque me custa acreditar. O meu bebé pequenino já é um menino crescido, lindo e rabino :o) Já come sozinho, não usa fraldas - só à noite porque suspendemos temporariamente o desfralde nocturno -, fala pelos cotovelos, parece um papagaio a repetir tudo o que dizemos. É mandão, teimoso que nem uma porta e já quer fazer tudo sozinho - lava os dentes com supervisão e calça-se sem ajuda. Gosta de ser ele a escolher a roupa que vai vestir, de preferência tudo o que tenha o Rato Mickey ou o Pluto estampado - que enjoo, meu deus! Gosta de ver os dvds do Panda vai à escola, do Noddy, do Carteiro Paulo e do Dartacão. Agora deu-lhe para dançar e mais parece um boneco (des)articulado - sai a mim ;o). Adora água e delira com as aulas de natação, mas a paixão dele é mesmo a praia - tem a quem sair. Ainda usa chucha e anda sempre com a Xmata (fralda de pano) atrás. É simpático, sociável e não estranha ninguém. Está sempre a pedir para ir para casa da avó ou para a quinta do avô. É meiguinho, mas não pára mais que 5 segundos ao colo a não ser que esteja cheio de sono. Adora animais e andar de bicicleta. Stressa se tiver que passar um dia fechado em casa. Adora a irmã e connosco já acalmou; a agressividade já passou, felizmente! É um doce, o nosso menino! E enche-nos de orgulho - baba, muita baba!
(Fotos retiradas)

domingo, 10 de outubro de 2010

Aos 2 meses, 3 semanas e 3 dias...

... a Rita dobrou o riso. Uma delícia de se ouvir! Já tinha ameaçado esta semana - mas achei que era impressão minha - e hoje, com as macacadas do papá e do mano, lá se fez ouvir aquele riso que me derrete toda. E já repetiu, desta vez comigo. É mesmo uma bem-disposta risonha, esta miúda! :o)

Desafio

Recebemos este desafio da Filipa, que consiste em enumerar 9 coisas sobre mim. Aqui vai, então:
1 - Tenho uma espécie de relação extra-conjugal com um - muitos - frasco(s) de Nutella, lol!;
2 - Tenho umas saudades do caraças de praticar Taekwon-do, coisa que não faço há mais de 3 anos... - shame on me, mas não tenho tempo para tudo;
3 - ODEIO centopeias, tenho um pavor de morte deste bicharoco nojento...
4 - Adoro cozinhar e a bimby é a minha melhor amiga nesta área :o)
5 - Às vezes tenho saudades de usar óculos. Foram meus companheiros inseparáveis dos 11 aos 26 anos, altura em que fiz a cirurgia a laser para corrigir a miopia e o astigamatismo;
6 - Eu e o George casámos ao ar livre, na ilha do Baleal - praia onde nos conhecemos há 15 anos atrás;
7 - Adoro futebol e sou fanática pelo Benfica;
8 - Já tinha dito isto aqui uma vez, mas vou repetir: abdiquei - não sei durante quanto tempo - da minha carreira profissional. Neste momento sinto-me plenamente realizada e preenchida a ser mãe, gestora do lar a tempo inteiro e terapeuta nas horas vagas, lol, e não trocava esta oportunidade por nada; I'm blessed :o)
9 - Estou gorda que nem uma lontra e neste momento gostava de ter força de vontade para perder os 10 kg que tenho a mais... coisa que se torna difícil devido ao meu íntimo relacionamento com os frascos daquela coisa do demo que referi no primeiro ponto :o)

Et voilá! Não passo a ninguém porque sou do contra, quem quiser responder "be my guest"!

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

A primeira...

(Foto retirada)
... noite da Rita na cama de grades e acordou assim :o)
Decidimos ontem que estava na hora de a mudar para a cama e, depois da mamada da noite, pusémo-la lá. Adormeceu sozinha por volta das 23h e dormiu até às 8h - hora a que a acordei porque tínhamos que ir para o Centro de Saúde.
(não dá para ver, mas o João estava pendurado nas grades e ela está a sorrir para ele)

Peso

Todas vaidosas e prontas para o Outono, lá fomos pesar a Rita ao Centro de Saúde. Linda e bem-disposta, aos 2 meses e 20 dias conta com uns modestos mas bem distribuídos 4,880 kg. É para manter a amamentação + 90/120 ml de suplemento sempre que ela quiser (tem sido 1 ou 2 vezes por dia e sempre a seguir à mama). Daqui a duas semanas voltamos para nova pesagem.
(Foto retirada)

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Das férias

Foram apenas 6 dias, mas já foi melhor que nada. Fomos na sexta-feira para Vilamoura e, no Sábado, juntaram-se a nós a minha irmã, o meu cunhado e os meus sobrinhos. O João divertiu-se à grande e brincou com o Rodrigo até cair para o lado. Foi a rambóia total naquela casa. A Rita teve o primo Diogo como companhia (só têm um mês e meio de diferença) e são os dois uns "come e dorme". Ela esteve sempre muito bem-disposta e não estranhou nada a mudança de ares. Já se põe de lado sozinha e parece-me que pouco lhe falta para se pôr de barriga para baixo. Na segunda-feira voltámos a ficar só nós os 4 e ontem passámos o dia no Zoomarine. O João adorou os golfinhos e as focas, delirou com os leões marinhos e com os peixes e o tubarão no aquário grande - temos que o levar ao Oceanário!

(Fotos retiradas)

Eu estou com uma grande neura-pós-férias-que-aqui-chove-e-está-um-frio-do-caraças-e-no-Algarve-estava-sol-e-calor... E a modos que é isto... De volta à rotina, amanhã é dia de ir com a Rita ao peso.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Ainda em modo férias...

... que acabam já amanhã, pareceu-me importante partilhar que a Rita, desde Sábado, tem feito duas grandes cagadas por dia. É inexplicável a alegria que uma mãe pode sentir com uma m***a destas! :o)

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Compras

Como a Rita e o João tinham pouca roupa para meia-estação, ontem tirámos o dia para ir fazer umas compras para eles - e para mim - e aproveitámos para comprar já alguns presentes para o Natal - não sou de deixar tudo para a última da hora e tenho fobia à confusão das compras na altura do Natal. Desta vez perdi-me na H&M que tem coisas lindas! Apetece começar numa ponta e acabar na outra e levar quase tudo! A Primark, desta vez, tinha pouca coisa que me interessasse e achei alguns preços mais inflaccionados do que estava habituada.

Tivémos uma excelente companhia durante estas andanças e o João, desde ontem, não pára de falar na "Sanda", que lhe deu um estojo enorme cheio de lápis e canetas do Rato Mickey :o) Fiquei com os pés feitos em fanicos e o João, como não dormiu a sesta, aprodeceu de cansaço no carro, a caminho de casa. A Rita mamou antes de sair de casa (às 9h30) e esteve a dormir até às 14h! Deixou-me almoçar descansada e tudo - coisa rara! Depois atestou a barriguinha outra vez e ferrou novamente. É uma "anja" a nossa menina :o)

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

O João e a Rita

(Foto retirada)
E é sempre assim. Cada vez que ponho a Rita na cama de grades, o João pede para ir para a cama da mana. Eu ponho-o lá e depois fico a babar-me com os meus bebés lindos :o)

domingo, 26 de setembro de 2010

Uma salva de palmas...


... para mim! :o)

sábado, 25 de setembro de 2010

Com tranquilidade

(Foto retirada)
As gracinhas do papá :o)

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

"João anda babeta depessa" pode dar nisto:

(Fotos retiradas)
E foi mais ou menos assim que aconteceu, mas a interveniente "mamã" era a avó:
"Naquela linda manhã,
estava a brincar no jardim,
a certa altura a mamã
chamou-me e disse-me assim:
- Não andes só a correr, tropeças sem querer,
se cais ficas mal.
Respondi: pronto, está bem.
Depressa, porém, esqueci-me de tal...

Não me lembro depois como foi,
escorreguei, caí no chão.
No joelho ficou um dói-dói
no nariz um arranhão".

Lalalalalalala e por aí fora...
Claro que depois chegou a casa todo orgulhoso dos seus arranhões - deve ter chorado pouco, deve...

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Consulta e vacinas

Lá fomos nós esta manhã para o Centro de Saúde com a Rita, depois de termos deixado o João com os avós. Do peso: 4,420 kg; os restantes valores são iguais aos da semana passada; do gabinete de enfermagem seguimos para a consulta com a médica de família que, após examinar minuciosamente a Ritinha, concluiu que ela está óptima, muito crescida e igualmente curiosa. A amamentação é para continuar e, tal como a pediatra, não vê mal nenhum em suplementar a última mamada da noite - ou sempre que eu perceba que ela ficou com fome depois de mamar. Sugeriu que experimentassemos outro leite (deu-nos uma lata, não me lembro do nome, só sei que é susposto ser anti-cólicas) porque os leites HA podem provocar prisão de ventre (a Rita tem bebido o S26 HA porque existe em latas pequenas e o normal não - o que acabaria por ser um desperdício de leite que iria para o lixo ao fim dos 30 dias após a abertura).

Depois da consulta foi levar as vacinas... ai que dor na alma... Chorou tanto a minha menina que nem me quero lembrar... A nossa enfermeira de família dá as vacinas com os bebés no colo das mães porque parece que os acalma e ajuda a que estejam mais descontraídos. Pois... mas ela chorou que se desunhou na mesma. Levou as vacinas do PNV e depois tomou a Rotarix todinha como se estivesse a saborear um belo petisco para, logo de seguida, se atracassar à minha mama até adormecer. Agora, já em casa, começou a ficar mais molinha, febril, chorosa e rabugenta. Se eu vir que ela piora ou que tem dores lá vai ter que se estrear com o ben-u-ron...

Do João

Apesar de a Rita ainda dormir no berço que nos emprestaram, esta semana o papá montou a cama de grades que era do João para ela lá ir ficando uns bocados para se habituar. Cama montada e feita - tudo muito pink - e toca de o João começar a pedir para se deitar lá dentro. Mas, pelo menos, refere-se à cama como sendo da mana, já não é mau...

Ainda em relação a camas e à hora de dormir, há algumas semanas começou a fase de não querer dormir com as luzes todas apagadas - lá arranjámos uma luz de presença que fica acesa só até ele adormecer - e quer que a porta fique aberta - temos conseguido convencê-lo a dormir de porta fechada, dizendo-lhe que, se ele precisar de nós, estamos mesmo ali ao lado e é só chamar. Temos tido mega-birras todos os dias porque não quer dormir a sesta, mesmo estando a esfregar-se todo e a revirar os olhos de sono. Acabamos por lhe dizer que até pode nem dormir, mas que tem que ficar um bocadinho na cama para descansar e ganhar forças para brincar depois. Invariavelmente, acaba por dormir 2 ou 3 horas :o)

Agora anda numa de fazer desenhos - que é como quem diz, manda-me a mim fazê-los (logo eu que desenho como uma miúda da segunda classe, lol) - e faz uns riscos muito artísticos e criativos pelas folhas fora dizendo que está a fazer o sol :o)

domingo, 19 de setembro de 2010

Do fim-de-semana

(Fotos retiradas)
Ontem fomos ao Balão Mágico assistir ao teatro de marionetas. Foi muito giro! O João não percebeu nada da história - claro, lol! - mas ficou intrigado com os bonecos e só queria saber onde se tinha escondido a "pincesa" - que por acaso não era a princesa era a rainha :o) Quando acabou a peça, todos os miúdos quiseram saber o que se escondia atrás do pano preto. A Rita também foi e portou-se lindamente ao colo da mamã.
Depois das marionetas, seguimos para a Ericeira. Estava um final de tarde fabuloso e ficámos com o meu irmão e uns amigos numa esplanada até o sol se esconder. Chegámos a casa tarde e a más horas, mas soube mesmo muito bem.
Hoje fomos à Feira Alternativa que este ano decorreu no Jardim Tropical, em Belém. O local é muito giro, mas a localização dos expositores deixava muito a desejar, principalmente para quem tem que circular com carrinhos de bebé... Acabámos por não ver nada de jeito, mas valeu pelo passeio.

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

2 meses

(Foto retirada)
Com 2 meses a Rita:
- Sorri muito;
- Fica com umas covinhas lindas nas bochechas quando sorri;
- Tem umas pestanas enoooooormes - como o pai e o mano;
- Já se esforça para tentar palrar qualquer coisa;
- Tem bastante força no pescoço e levanta bem a cabeça durante algum tempo;
- Gosta muito de colinho - e quem não gosta?!;
- Adormece algumas vezes no berço, outras vezes ao colo;
- Dorme a noite toda;
- Tem uma fixação enorme pelo irmão, principalmente quando este se põe a fazer macacadas;
- Adora tomar banho e fica toda zen com as massagens do papá;
- Já passa uns bons bocados no ginásio e na espreguiçadeira e entretém-se bem sozinha;
- Adora "converseta" e "tontices", abre logo um sorrisão;
- Já se percebe bem quando tem fome e quando está satisfeita;
- Não é grande fã da chucha, mas lá vai aceitando - de preferência com um pinguinho de aero-om;
- São raras as vezes em que faz cocó sozinha;
- As cólicas estão a querer melhorar, mas ainda a atormentam um pouco...

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Consulta

Hoje foi dia de consulta dos 2 meses da Rita na pediatra. A nossa menina está óptima e a crescer muito bem. Conta com 4,290 kg, 55 cm de comprimento e 36 cm de PC. É para continuar com a amamentação em exclusivo. Falámos sobre as cólicas e sobre o facto de a Ritinha não conseguir fazer cocó sozinha e é tudo normal, com tendência a melhorar a partir dos 3 meses. Até lá, é para continuar com o Biogaia e com o Infacol. Para ajudar a fazer cocó desaconselhou o uso do termómetro (a pontinha tem mercúrio) para fazer a estimulação e recomendou que o fizessemos, se necessário, de 2 em 2 dias, com a cânula do Bebegel (cortar o fundo da pipeta, despejar o conteúdo da mesma e usar a cânula para estimular o intestino).

Como o João também foi connosco, a médica aproveitou para o auscultar e ver os ouvidos :o) Uma querida, portanto, já que a última consulta dele foi em Janeiro deste ano e, se este Inverno correr como o do ano passado, o João só terá uma consulta a sério aos 3 anos.

Aproveitei para desabafar com a pediatra uma questão que me tem andado a atormentar, principalmente por eu ainda não estar totalmente imune aos comentários e palpites alheios que nos têm interrogado, como se eu e o George fossemos aberrações da natureza, se "o menino NÃO vai para a escola este ano?!" - com olhos esbugalhados e tudo... O meu desabafo foi qualquer coisa do género: "ainda estamos a ponderar se valerá a pena pôr o João na creche já este ano ou se esperamos para o ano lectivo que vem". A resposta da médica foi imediata: "para o ano, mamãe, se pode ficar com ele em casa, então fique! Ele está óptimo... e o riso dele é uma delícia de se ouvir, é um menino feliz!" (Ela tinha estado a fazer-lhe uma série de perguntas às quais ele respondia correctamente e aqui a mamã babava... e depois era ouvi-lo papaguear a torto e a direito e a rir à gargalhada - este miúdo fala pelos cotovelos!). Senti-me aliviada, é um facto. Não quero privar o João de viver a infância dele, nem de ter as mesmas experiências e aprendizagens que os outros meninos, mas, na verdade, ele está mesmo óptimo a todos os níves: é sociável, inteligente, desenrascado, desafiador qb, não sabe mais nem menos que os meninos da idade dele. Claro que o facto de vivermos onde vivemos e de ter os avós paternos e os bisavós, os tios e as primas por perto tem ajudado. Tem contacto diário com outras crianças - é raro o dia em que não o levo ao parque - tem aulas de natação todas as semanas, tem contacto com a terra e com animais da quinta - na quinta do avô - e em casa tem uma espécie de jardim zoolólico :o) O George bem me tenta acalmar e chamar à razão dizendo apenas que quem nos questiona com esse ar tão superior e indignado tem é inveja de não ter a oportunidade que nós, felizmente, temos tido. Portanto... não se fala mais nisso, assunto encerrado. O João fica mais um ano em casa comigo e com e mana.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Perfeito, perfeito...

(Fotos retiradas)
... é um fim-de-semana assim.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Peso

(Foto retirada)
Duas semanas depois, voltámos ao Centro de Saúde para pesar a Rita que aumentou 430 gr, mantendo, assim, o ritmo de crescimento. Com 1 mês, 3 semanas e 2 dias, a miúda pesa 4,100 kg. A maminha da mamã é boa e recomenda-se (e não são os 60 ou 90 ml de suplemento que ela bebe quase todas as noites que têm grande influência).
...
Aproveitei para falar à enfermeira nas cólicas e ela confirmou o que foi comentado no post anterior. Cada bebé é diferente e se ela for muito sôfrega a mamar (que é...) acaba por engolir muito ar (seja na mama ou no biberão, é igual). O que não ajuda muito é, também, o facto de ela chegar a estar mais de uma hora agarrada às mamas, alternando o mamar com o contorcer-se com dores e o choramingar. Acaba por não mamar nada de jeito e piora a situação intestinal... Enfim... é mesmo esperar pacientemente que ela cresça mais um bocadinho que todas estas maleitas acabarão por se resolver. Coincidência ou não, hoje as cólicas têm dado tréguas, mas já tivemos que a ajudar a fazer cocó (que ela faz todos os dias, sempre às "toneladas" de cada vez, mas só com ajuda...).

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

As cólicas

As cólicas da Rita deram tréguas alguns dias para depois voltarem em força... Quinta e sexta-feira da semana passada foram dois dias para esquecer. Chorou os dias inteirinhos e não estava bem em lado nenhum. É indiscritível o sofrimento dela e o nosso desesepero por não poder fazer grande coisa para a aliviar. Acabei por encomendar o Infacol na sexta de manhã e chegou ontem à hora de almoço. Espero que ajude alguma coisa... Além das cólicas, é muito raro ela conseguir fazer cocó sozinha, conto pelos dedos das mãos as vezes que o fez sem ter sido estimulada... Apesar de tudo, as noites continuam a ser tranquilas e muito bem dormidas, o que ajuda a que consigamos manter a sanidade mental em níveis aceitáveis para enfrentar estes dias menos bons.

Nós não sabíamos o que eram cólicas a sério... O João, felizmente, nunca teve nada disto.
...
Nota: A Rita está a tomar o Biogaia (e eu também) há algumas semanas e aliviou as cólicas na altura. Só na semana passada é que a "coisa" piorou brutalmente... e não tenho comido nada que possa ter provocado estas cólicas tão fortes...

sábado, 4 de setembro de 2010

Dão ares...

... um do outro, mas não os acho muito parecidos. Acho o João mais parecido comigo e a Rita com o pai.
(Fotos retiradas)

terça-feira, 31 de agosto de 2010

1 mês e meio

(Foto retirada)
A nossa menina já tem um mês e meio e está a crescer a olhos vistos. A Rita é muito risonha, gosta de xinfrim, farrobadó e converseta. Continua a mamar bem e os dias são sempre uma surpresa - tanto lhe dá para chorar todo o santo dia, como para dormir e dormir e dormir. As noites continuam a ser santas e tranquilas ;o) Apesar de o Biogaia estar a fazer maravilhas em relação às cólicas, ela tem que ser estimulada quase todos os dias para fazer cocó e é muito raro conseguir fazer sozinha...
...
E hoje à noite nasce o meu sobrinho Diogo, filho da minha irmã - o Rodrigo vai ganhar um mano e o João e a Rita mais um primo para brincar com eles.

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Ontem

Ontem tivémos a visita destes amigos, que vieram conhecer pessoalmente a Rita. A xôdona Sofia, que já tinha oferecido uns quantos presentes à Ritinha, ainda trouxe mais um e outro para o João - que tratou logo de lhe dar uso. Quando vi este conjunto no blogue tinha pensado em encomendar um para a miúda... mas já não fui a tempo! :o) Já está cá em casa e é ainda mais bonito ao vivo!

O desfralde nocturno

Os descuidos do João durante o dia e as sestas por causa da chegada da irmã duraram apenas 2 dias. Concluído está, portanto, o desfralde diúrno. No nocturno ainda nem tínhamos pensado, até o João ter começado a fazer umas mega-birras porque não queria pôr a fralda à noite e queria dormir com as cuecas. Após alguma hesitação, ontem decidi ter uma conversa com ele, depois do já habitual "não qué fralda, qué «quecas»" - (cuecas, lol!) e expliquei-lhe que para dormir sem fralda tinha que nos chamar para ir fazer xixi quando tivesse vontade durante a noite (isto porque sou completamente contra andar a acordar os miúdos durante a noite de x em x horas para ver se fazem xixi). Perguntei-lhe se ele tinha percebido e ele respondeu que sim. E assim foi, o João dormiu sem fralda durante a noite pela primeira vez e a cama está sequinha - e eu que estava já mentalizada para mudar os lençóis durante a noite... Chamou-me às 3h da manhã, meio estremunhado a balbuciar "João tem «quecas» mamã", perguntei-lhe se queria ir fazer xixi, ele disse que sim e levei-o à casa-de-banho onde fez um mega xixi. Voltou para a cama e dormiu até às 8h (coisa rara). Veio ter connosco à cozinha e disse que tinha xixi, tendo ido a correr para a casa-de-banho fazer, sozinho, o dito cujo. De referir que o João costuma dormir das 21h às 7h/7h30. Parece-me que acordar apenas uma vez durante a noite para fazer xixi é muito bom sinal! Estou muito babada e orgulhosa do meu menino!

domingo, 29 de agosto de 2010

Indiscutivelmente...

... o nosso filho tem bom gosto.
(Foto retirada)
Na passada segunda-feira o João herdou do primo este equipamento do Benfica, que ele insiste em dizer que foi o avô "Carros" (Carlos) que lhe deu. Agora... quem é que explica a esta pequena criatura que o equipamento não é para ser usado 24h por dia, que não é um pijama e não se dorme com ele, que tem que ser lavado e que tem 3759 peças de roupa diferentes para usar, além do equipamento do Glorioso?

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Palavras giras

O João já não diz "carromião"... mas faz estas inversões engraçadas:

- Pachéu - chapéu;
- Panta - tampa;
- Barro - rabo.
...
A propósito de "rabo", este miúdo surpreende-nos todos os dias. Já consegue subir para a sanita sozinho sem usar o redutor - põe-se em posição de "cavaleiro", virado para a parede - faz o que tem a fazer e depois limpa o rabo sozinho - não fica imaculadamente limpo, mas pelo menos tenta e depois puxa o autoclismo e limpa a sanita com o piaçaba, lol! Baba... rios de baba!

Consulta

Da revisão pós parto está tudo bem. Costura bem cicatrizada e, como disse a médica, "o útero já está quase pronto para outra!" - engraçadinha, lol! Vou começar a tomar a Cerazette enquanto amamentar, e depois retomo a Diane 35.
...
A Rita ontem teve um dia terrível cheia de gases e cólicas... só estava bem pendurada nas mamas... À conta disso, hoje tenho uma bela - NOT - bolha no bico da mama direita que me dói que se farta... Hoje a princesa nem parece a mesma. Passou grande parte do dia a dormir tranquila e os períodos em que esteve acordada, e em que não estava a mamar, esteve a distribuir sorrisos, simpatia e charme por onde passava :o)

Peso e vacina

Já fomos e já voltámos do Centro de Saúde. A Rita aumentou mais 220 gr (é muito certinha, a miúda!), contando com 3,670 kg. Agora só volta a ser pesada daqui a 2 semanas.

O João levou o reforço da Prevenar 13. Foi o pai que entrou com ele, eu estava com a Rita no peso... ouvi-o chorar alguns segundos e mais nada. Quando saí do gabinete da enfermeira estava ele a comer pão e com um ar muito "dói dói". Mostrou-me o braço que levou a pica e esteve alguns minutos lamechas e a fazer beicinho. Depois passou... e começaram os disparates em força. Já está de castigo... e acabou por adormecer (até ressona!).
...
À tarde é a minha vez de ir à consulta de revisão pós-parto.

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Constatação

A amamentação é como um casamento:
- Não se deve desistir logo à primeira contrariedade;
- Não deve ser uma prisão, nem uma obrigação;
- Não deve ser um sacrifício;
- Deve ser um prazer mútuo;
- Deve ser um acto de amor.

Eu tive muitas contrariedades na amamentação do João. Com a Rita nem por isso. Só na última mamada, à noite, é que sinto o peito mais vazio e dorido e a miúda fica nitidamente insatisfeita. Mama sempre das duas mamas e ainda emborca um biberão de 60 ml de LA ou de leite meu congelado. E ontem dormiu das 23h até às 7h10. E esta noite dormiu das 22h30 até às 6h, mamou 20 minutos e voltou a adormecer (e ainda está a dormir). É por esta hora que tenho dado à bomba porque fico com as mamocas bem cheias. E, só por causa disso, hoje vou laurear a pevide para o shopping, com a minha mãe e o George fica com os dois miúdos e leitinho meu para dar à Rita. Preciso de ir espairecer e não imagino nada melhor do que a Primark e a H&M para afogar as mágoas - as minhas e as da carteira - e para limpar o pó ao cartão de crédito - coitadinho! :o)
...
Adenda:
É tudo mentira! O segundo filho não é pior que o primeiro nem o primeiro pior ou melhor que o segundo. Tudo tretas de invejosos, lol! A mim diziam-me, sempre que eu dizia que o João é bonzinho e dorme a noite toda e come bem e caga bem, que o segundo é que era! Que eu nem sabia o que era ser mãe por ter um filho "bom" (?!). Pois... azarito... o João dorme a noite toda desde os 2 meses... a primeira noite foram logo 11 horas de empreitada - e eu, feita parva, acordada à espera que ele acordasse e depois acordada porque tinha as mamas a rebentar de leite, lol! E a Rita também tem dormido bem as noites, nunca menos de 6 horas... Não é por nada... acho que é mesmo uma questão de sorte, calhou assim - e ter o universo a conspirar a favor da minha sanidade mental!

domingo, 22 de agosto de 2010

Os meus pirulitos

(Fotos retirada)
E não é que a safadinha já reconhece o irmão e praticamente só ele tem sido brindado com os seus sorrisos?! Coisas "mais melhor boas" da minha vida!

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

...

Se há coisa que me tira do sério são as birras de sono. E o João tem dessas birras muitas vezes. E, quando se junta o sono com esta fase parva que ele está a atravessar - e não são só os ciúmes da irmã - em que ganhou a mania de nos desafiar e chega a gozar connosco quando o pomos de castigo, fico possessa. Anda desobediente, impaciente, agressivo e mal-educado. Tem ginetes que não lembram ao diabo e hoje saltou-me a tampa... De vez em quando dão-lhe uns amoques em que guincha estridentemente feito parvinho e depois põe-se a olhar para nós à espera do castigo, para prontamente desobedecer - costumamos mandá-lo para o quarto e vamos contando até 3, dando-lhe tempo para o fazer. Pois hoje de manhã embicou que não ia e começou aos murros e aos chapadões no muda-fraldas, onde eu estava a vestir a Rita. Foi por um triz que não lhe acertou e zumba, depois de lhe ter dito que não havia mais televisão o dia todo e de ele ter feito o ar de gozo do costume em que vai repetindo "nhão há t'visão, nhão há Paulo, nhão há Noddy, nhão há nada!" e ter dado um dos seus famosos gritos de guerra... enfiei-lhe com duas palmadas no rabo - que me doeram mais a mim do que a ele - e lá foi em prantos para o quarto, a gritar e a chorar compulsivamente como se alguém o estivesse a esfolar.

Já li tudo o que havia para ler, já falei com a médica de família, com a pediatra, com outras mães... e sei que temos que ter paciência e que é uma fase e blablabla e ciúmes da irmã porque ele era o "rei e senhor" da casa e agora tem que dividir o tempo e o afecto e mais não sei o quê... eu percebo isso tudo, mas não tolero esta agressividade desmedida e a má-criação que ele tem manifestado... e sei que não ajudou em nada ter-lhe dado as palmadas, mas foi só aí que ele parou e percebeu... Andamos cansados e tristes porque estas cenas repetem-se quase todos os dias e começamos a não saber muito bem como contornar a situação...

A crise

A crise de identidade "João vs Tu" voltou em força, após algumas semanas de ausência.

- O "tu" faz.
- O "tu" ajuda.
- "Tu" não faz xixi em xofá.
- O "tu" dá.
- O "tu" qué andar de babeta no paque.

O "tu" para cá, o "tu" para lá... :o)

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Peso e consultas

Hoje foi dia de a Rita ir ao peso e teve também consulta com a médica de família e, à tarde, com a pediatra. Está tudo nos trinques, voltou a aumentar 220 gr (está agora com 3,450 kg), o PC é de 35 cm e o comprimento 63 cm. Em Setembro vai fazer as vacinas dos 2 meses, no dia da consulta para não termos que lá ir 2 vezes, e, tal como o mano, vai fazer a Prevenar e a Rotarix. Tudo o resto está dentro do desejado para a idade dela. Está uma espertalhona, muito atenta e curiosa em relação ao que se passa em redor e hoje de manhã até brindou o mano com uns valentes sorrisos :o)

Em relação às artérias renais, ficou decidido que irá repetir a ecografia aos 6 meses e, se aí houver alguma alteração, fará então o doppler (não foi logo pedido pela médica porque o doppler não é comparticipado e tanto a médica de família como a pediatra acham que não há necessidade de o fazer se a eco renal não revelar alterações).

Para as cólicas ambas as médicas sugeriram o Biogaia - que já tinha comprado e já lhe estou a dar há alguns dias. Disseram também para lhe ir oferecendo umas colheres de água nos dias muito quentes - coisa rara para as nossas bandas em que é raro - raríssimo! - passarmos dos 27º C/28º C e temos que gramar com nortada uns 300 dias por ano :o)
...
Falei à pediatra da febre súbita do João e, como não teve outros sintomas, tudo indica que tenha sido um "golpe de calor". O meu menino sai a mim... dá-se melhor em climas temperados e mais frescotes e não suporta o calor em demasia. Também lhe falei de umas borbulhas que ele tem tido no rabo e que se anda sempre a queixar com comichão no dito cujo e vai voltar a tomar o Zentel - desparasitante. Vai também fazer a Prevenar 13.

terça-feira, 17 de agosto de 2010

1 mês de Rita

Fogo, pá! Já passou um mês... Assim chego a velha num instante...
(Foto retirada)
A Rita está a ficar uma espertalhona, linda, doce e manipuladora - já! :o)
- Quando está de barriga para baixo - coisa que detesta - já levanta a cabeça durante uns bocadinhos;
- Está a ficar uma grande "manhosa", gosta de adormecer ao colo - e nós adoramos sentir o calozinho dela no nosso colo, o que acaba por criar um ciclo vicioso. Temos sempre a desculpa de que não a podemos deixar chorar muito - principalmente à noite - porque acorda o João - o que não deixa de ser verdade. Cheira-me que estamos a criar um problema... depois se verá;
- Já passa alguns períodos acordada, mas tem dias. Já tivémos dias em que pura e simplesmente lhe apeteceu dormir o dia todo - acordando apenas para mamar - e tivémos outros em que fixe fixe é estar de pestana aberta e de preferência a fazer birras... de sono, claro está!;
- Passámos a hora do banho para a noite e também aqui ainda não se decidiu se gosta ou não: nuns dias berra, noutros nem pia;
- Adora maminha... Quer dizer, adoooooooooooooooooooora maminha; mama bem que se farta - e, felizmente, as mamas já estão a calejar e já não me dói (só nas duas últimas mamadas é que noto algum desconforto como se tivesse os mamilos "escaldados") - e é bem visível que está a engordar;
- Como mama bem durante o dia, já nos dá noites de 6 ou 7h (uma vez de 8h), o que é uma verdadeira bênção;
- Tem umas bochechas deliciosas;
- Começa a ameaçar uns sorrisos e já não deve faltar muito para sermos brindados com "o" primeiro sorriso;
- Já conhece a minha voz e o meu cheiro (deve ser por causa do leite, lol);
- Já se nota que fica atenta a algumas coisas quando está acordada, com os olhões bem abertos e a olhar à sua volta.

Filhota, tu e o teu irmão são a melhor coisa que nos aconteceu! Amamos-te muito e estamos tão, mas tão felizes por teres vindo colorir ainda mais as nossas vidas...

domingo, 15 de agosto de 2010

Orgulho da mãe

Mamã a tentar ensinar as cores ao João.

- Isto é uma maçã vermelha. Os sapatos do Noddy são vermelhos. E a cor do Benfica também é o vermelho.

Depois passámos para outras cores e passado um bocadinho volto atrás e pergunto-lhe:

- João, de que cor é esta maçã?
- Maxã... 'enfica!

Ah coisa mai linda, orgulho da mãe!!! :o)

sábado, 14 de agosto de 2010

4 semanas

(Foto retirada)
E num piscar de olhos já lá vai quase um mês...
...
É giro o coelhinho da Rita, não é? Foi presente do tio Rui e é um coelhinho do caneco! O João passa o tempo a pô-lo em cima dela para estar bem acompanhada :o)

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Peso, passeio e cólicas

Ontem foi dia da Rita ir ao CS ao peso. Aumentou 220 gr e conta agora com 3,230 kg (uma fartura, lol!). Brindou a balança com um mega xixi e tanto eu como a enfermeira somos capazes de jurar que a sacaninha esboçou um sorriso de gozo - e de alívio - enquanto o fazia :o)
...
Depois do peso fomos a Lisboa visitar o "tio dos ténis" - aliás, o papá foi em trabalho, convocado pelo meu irmão e nós fomos também. Aproveitámos para almoçar no local onde o papá da casa tem feito alguns trabalhos, e mais terá para fazer, e que recomendo. Não pensem duas vezes, entrem no ENTRA :o)
...
Já ao final da tarde fomos dar um beijinho aos avós maternos e rumámos depois a casa.
...
Como as cólicas - que no caso dela são mesmo cólicas, não chora só à noite, é a qualquer hora do dia; conseguimos ouvir e sentir a barriguinha dela "às voltas"... e vêmo-la a contorcer-se com dores - não davam tréguas, decidi comprar o Biogaia e estamos as duas a tomar. Tem sido remédio santo... tanto os intestinos dela como os meus começaram a trabalhar melhor e os gases diminuíram brutalmente.

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Resumo resumido

(profundamente irritada, com as hormonas descontroladas e com uma crise aguda de baby blues)

Para avaliar as artérias renais era suposto que a pediatra e a médica de família tivessem pedido um Doppler e não uma ecografia. Foi a miúda fazer um exame desnecessário, mas ficámos a saber que tem os rins normais - que já sabíamos pelas ecos feitas durante a gravidez. Ficámos, portanto, na mesma como a lesma e eu fiquei com uma vontade imensa de espancar alguém hoje. É nestes dias que tenho mesmo saudades e vontade de voltar às aulas de Taekwon-do.

Além desta estupidez ainda tivemos outra relacionada com problemas com a credencial - a Rita não tem n.º de utente porque o novo programa informático demora cerca de 3 meses a atribuir o mesmo - "compliquex", portanto. Como no CS das Caldas já é tudo informatizado, as credenciais não podem ser alteradas à mão. Deviam ter passado uma das verdes, à antiga, e usado o meu n.º da Seg. Social. A sra. da clínica foi impecável e compreensiva e tentou resolver tudo da melhor maneira. A querida sra. administrativa do CS respondeu que não era problema dela (hoje seria esta a tromba que eu visualizaria no saco de areia). Na clínica não podiam fazer a eco à miúda por causa disto e já eu estava disposta a "arrotar" com 50 euros - preço da dita cuja feita por particular - para não ter que lá ir parar outra vez. Mas, a sra. prestável convenceu a sra. traste a pedir à médica que fizesse outra requisição numa "verdusca" para eu lá ir buscar e não pagar nada. Tanta coisa para, afinal, se ter feito uma ecografia em vão.

E foi assim o nosso looooongo dia... uma coisa que se tinha despachado em 1 hora - pronto, vá lá, 1h30 - demorou 6h a ser resolvida...
...
Afinal o resumo não foi nada resumido, estou furibunda e vou mas é para a cama...

A febre...

... não voltou a dar um ar da sua graça. O apetite está a voltar progressivamente ao normal e as traquinices começaram logo pela manhã (despiu-se todo da cintura para baixo e esteve a "lavar" a roupa no bidé, lol; escusado será dizer que a casa de banho ficou cheia de poças de água no chão...). Haja saúde!
...
E daqui a bocado é a Rita que vai fazer a ecografia renal para verificar a existência - ou não - da duplicação da artéria no rim direito... Começa cedo nestas andanças...

terça-feira, 10 de agosto de 2010

O dia

A febre deu de fuga por volta das 9h da manhã e, até agora, não voltou a dar sinais (Ufa!!!). Depois de 24h quase sem comer, o Joni Bolinha, fazendo juz à alcunha carinhosa que o "tio dos ténis" lhe deu, almoçou que nem uma lontra e repetiu 3 vezes (e não comeu mais porque tive medo que ficasse mal disposto). Depois de almoçar fez uma mega sesta e quando acordou só quis lanchar uma gelatina. Passou o resto da tarde bem-disposto, a brincar e a ver televisão e muito, muito mimento. Tentou inúmeras vezes dar beijinhos à mana e quando eu lhe dizia que não podia porque tem dói dói, ele respondia-me que não, que já não tem dói dói - esta parte é mesmo difícil... fazer uma criança de 2 anos perceber (ou aceitar) que não pode dar miminhos à mana... Entretanto já tomou a sua banhoca e jantou bem... Está a ver o Panda e daqui a nada vai para a caminha. Vamos ver se a noite não traz a febre com ela... (bate na madeira...).

Da ida às urgências

Para não fugir da norma do que vou ouvindo das urgências pediátricas, examinaram-no, deram-lhe Brufen para baixar a febre e mandaram-no para casa esperar que apareçam mais sintomas... Se a febre persistir com o tratamento - ben-u-ron 250 intercalado com Brufen -, voltar lá daqui a dois dias para lhe fazerem análises à urina. E pergunto eu... para quê deixar uma criança de 2 anos a arder em febre durante mais 2 dias se lhe podiam ter feito as análises já e despistar o que houver para despistar?! Ainda por cima, se for algo contagioso, temos uma bebé recém-nascida em casa para resguardar dentro dos possíveis...

O João acordou às 8h muito quente - 38,1º - pediu água e quis ficar na cama. Por volta das 9h quis vir para a sala para ao pé de mim - sinal de que a febre deu tréguas, estava com 37,5º, mas já o noto a murchar outra vez. Perguntei-lhe se tinha dói dói e ele disse que sim, que tem dói dói na boca... A muito custo consegui que bebesse 100 ml de sumo de fruta e depois pediu-me duas bolachas. Agora estamos a ver o Noddy muito baixinho porque "tem dói dói e o pai e mana é óó" (o pai esteve de plantão a tomar conta dele e só foi para a cama às 8h da manhã...).

Se a febre voltar a passar dos 38,5 vou com ele à CUF a Torres Vedras... A juntar-se à febre e ao mau hálito juntaram-se as litradas de baba... "Cheira-me" a amigdalite ou estomatite aftosa, mas eu não sou médica... sou "só" uma mãe com o coração apertado.

Angústia...

A esta hora está o George a caminho das urgências com o João... visita que ele vai fazer pela primeira vez em quase 28 meses de vida... O ben-u-ron que lhe demos à meia-noite só fez efeito durante 2 horas e a febre volta a disparar. Chegou aos 40,1º... demos-lhe um banho de água tépida e nem assim... Eu fiquei em casa com a Rita e tenho um nó gigante na garganta...

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Rapidinha

Tivemos que ir a Aveiro no Domingo e, para não fazermos a viagem de ida e volta no mesmo dia, o que se tornaria muito cansativo, ficámos uma noite na Curia. Hoje fomos ao Portugal dos Pequenitos da parte da manhã e notámos o João murchinho e sonolento mas, como tinha acordado muito cedo, desvalorizámos. Só quando ele começou a pedir colo e a recusar comida - é sempre o primeiro sinal de que ele não está bem - é que fiquei com a pulga atrás da orelha. Mas, como estava um calor abrasador - que nos fez desistir de ficar lá mais tempo e rumar a casa mais cedo - pensámos que talvez fosse disso. Mas não... pelo caminho tornou-se evidente que ele não estava bem e lá foi o pai em busca do termómetro que levo sempre comigo na mala. 38,9º... Água, colo e um ben-u-ron e lá aguentou o resto da viagem. Já em casa, dormiu bastante e acordou com 37,6º e bem-disposto. Passado um bocado voltou a pedir colinho e notámos que a temperatura voltara a subir... Novo ben-u-ron e a febre baixou novamente... já está na caminha a dormir e vamos controlando a temperatura. Não tem mais sintomas, além de um que me faz desconfiar e relembrar a última vez em que ele esteve doente - com uma estomatite aftosa, em Setembro do ano passado -, o mau hálito... Espero que não e que seja só uma virose passageira e que não traga consequências. Vamos vigiando...
...
E, como somos tonhós e desnaturados, só hoje, ao examinar-lhe a boca e a garganta, descobrimos que o João já tem a dentição de leite completa :o)

sábado, 7 de agosto de 2010

3 semanas

(Foto retirada)

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

"Whati?!"

Denominadores comuns a ambas as situações:

- Rita vestida de cor-de-rosa dos pés à cabeça. Pink! Muito pink!;
- Mamã com uma carrada de sono em cima, com a miúda ao colo e de olho no mais velho a ver se não fazia mais asneiras e, como é evidente, sem paciência para conversas de "nhanha" com estranhos.

Situação 1
- Ah... um bebé tão pequenino! É menina?
- É, é menina.
- Vê-se logo, tem mesmo cara de menina!
- (pensei, mas não disse) Ridículo! Se estivesse vestida de azul teria, com toda a certeza, cara de menino. Adoro estes comentários sabichões.

Situação 2
- Que bebé tão pequenino, quanto tempo tem?
- Quase 3 semanas.
- Ah, pois... é tão pequenino! É menino, não é?
- (pensei, mas não dise) É, é... o cor-de-rosa da cabeça aos pés e a saia é mesmo só porque me apeteceu confundir os abelhudos.

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Da Rita e do João

Da Rita:
Fomos esta manhã ao peso. Aumentou 180 gr e está agora com 3,010 kg. Tanto a médica - que foi espreitar o peso - como a enfermeira acharam muito bom, tendo em conta que é só maminha - salvo a última toma da noite. Na próxima semana voltamos para nova pesagem.
...
Chegaram as cólicas em força e as últimas noites têm sido um martírio para o papá. Ele fica a tomar conta dela enquanto eu ponho o sono em dia. Tenho-me deitado sempre por volta das 22h e às vezes antes. O pai dá-lhe um biberão de leite meu - congelado - ou de suplemento entre a meia-noite e a 1h e ela ferra a dormir depois dessa toma, só acordando para mamar entre as 7h e as 8h, por norma. Claro que depois dorme o resto da manhã... E depois tem dias... nuns dias fica acordada a tarde toda e dorme à noite ou então faz o contrário. Bem tentamos que ela fique acordada alguns períodos de manhã e de tarde, mas é impossível acordá-la... a miúda ferra no sono que é uma coisa inexplicável... por isso, é deixá-la dormir que logo entrará na rotina dia/noite.
...
Já andámos a slingar com ela e adorou! Acalma e adormece num ápice.
(Foto retirada)
...
Também já está a usar fraldas reutilizáveis em exclusivo desde os 11 dias. Como nasceu pequenininha, experimentei-lhe as fraldas que tinha em casa e a que se adequa melhor ao corpo dela são as Fuzzi Bunz XS - tinha apenas 1. Comprei mais 10 e assim fica servida até aos 6 kg.
(Foto retirada)
...
Do João:
Nos últimos 3 dias tivemos uma regressão no desfralde e, pelos vistos, hoje vamos pelo mesmo caminho. Começou por voltar a fazer xixi na cama durante a sesta, coisa que já não acontecia. Ontem fez também um cocó na piscina dele e fez xixi no chão 3 ou 4 vezes. Hoje já fez outro... Comentei o assunto com a médica de família e ela referiu que é normal... temos que ter paciência e dar-lhe tempo. Também já percebemos que as birras maiores e os momentos em que ele parece que enlouquece - juro, descompensa mesmo... - e começa a guinchar que nem um maluco acontecem com maior intensidade quando eu ou o pai estamos com a Rita ao colo...

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

O presente

(Foto retirada)
Somos, assumidamente, uns pais desnaturados. Damos sempre uma lembrança ao João nas datas especiais (aniversário, Natal, Dia da criança...), mas os presentes "grandes" e mesmo especiais damos quando nos apetece ou quando achamos que chegou a altura certa de ele os receber. Dizem que é costume o irmão mais velho receber um presente do bebé quando este nasce, mas a única coisa que a Rita tinha "dado" ao João foi uma chucha, quando eu ainda estava grávida - ele deu a dele a um dos nossos cães, que a fez em fanicos, e depois encontrou uma que andava perdida cá por casa e meteu-se-lhe na cabeça que era da mana e que esta lha tinha dado.

Na segunda-feira, quando fomos ao super-mercado estavam lá estas e outras bicicletas em exposição e, pela primeira vez, o João pediu uma "babeta". Como ele tem um triciclo que já domina na perfeição e em grande velocidade e que até já se torna pequeno para ele, aproveitámos para experimentar as "binas" e ver se ele chegava com os pés aos pedais e se se desenrascava a pedalar. Ele embicou com um modelo de menina que tinha um cestinho, lol, mas lá o convencemos que a que tinha piratas e caveiras era muuuuito mais gira :o) E lá viemos nós com mais um veículo com rodas na bagageira do carro... Dissemos-lhe que era presente dos papás e da mana e ele ficou todo contente.

Ontem, apesar de se ter portado incrivelmente mal durante a manhã, fomos espairecer ao final da tarde e levámos a bicicleta para ele experimentar. Foi um verdadeiro sucesso e pedalou muito bem! É com estas pequenas coisas que vemos o quanto o nosso menino está crescido, já tem bicicleta e tudo! :o)

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Amor ao quadrado

(Foto retirada)

sábado, 31 de julho de 2010

Duas semanas


Já passaram duas semanas... A nossa menina tem sido muito calminha, muito parecida com o irmão. Esta noite que passou foi a pior de todas. O papá e eu pareciamos duas baratas tontas... cólicas, punzinhos, cagadas, maminha... levámos a noite toda nisto. Será que estamos a enfrentar o primeiro pico de crescimento? Talvez... O leite que tirei esta semana já está no frigorífico, descongelado, para ser usado como reforço esta noite.
...
A Rita já aguenta alguns períodos do dia acordada e gosta de estar na espreguiçadeira e na alcofa. Gosta de passeio. No automóvel adormece instantaneamente; no carrinho - na alcofa - já gosta de ir de pestana aberta, mas acaba por adormecer com os tremeliques.
...
Já foi almoçar fora umas quantas vezes e tem ido ao jardim quase todos os dias. Estamos mesmo satisfeitos com a alcofa, foi cara, mas tem sido muito usada! Além de confortável, sinto-a muito mais protegida lá dentro do que no ovo e é muito mais fácil manter os abelhudos à distância com ela deitada lá dentro. Vai sempre aconchegada e resguardada.
...
Até hoje, tomava sempre a banhoca de manhã mas, depois da noitada de ontem, decidi experimentar passar o banho para as 19h. Banhoca, maminha e agora dorme ferrada. Durante os primeiros dias berrava que nem uma desalmada durante o banho, agora nem por isso. Não vibra de satisfação, mas também já não chora - a não ser que esteja com fomeca.
...
Confirma-se que 24h não chegam para tudo, mas... vai dando para gerir. Multiplica-se o amor, as responsabilidades e o cansaço. E não se multiplicam só por dois, mas por muitos mais. Noto que a grande diferença do primeiro para o segundo é mesmo a descontração de quem, no fundo, até sabe o que faz, lol! A experiência conta - mesmo - muito e já não entro em stress com a rapidez que acontecia com o João. Ando muito mais "zen", mesmo com a rabugice da falta de sono.
...
E assim se passaram já duas semanas, filhota... e há duas semanas a mamã voltou a chorar de alegria - e alívio, lol - quando te senti sair de dentro de mim, quando te ouvi chorar em plenos pulmões, quando te vi e senti pela primeira vez. És a nossa princesa...
...
(É gira, não é?... A minha almofada de amamentação multifunções ;o) É obra desta menina e tem tido muiiiiiiito uso cá em casa!)

sexta-feira, 30 de julho de 2010

A amamentação

Lá vamos nós ao assunto polémico :o)
Aviso já que - depois da experiência traumática e dolorosa que tive com o João - não sou nenhuma freak da maminha. Isto é, se der... deu, se não ser... paciência! E foi com este espírito que parti para o segundo round da coisa.

Logo após o nascimento da Rita, colocaram-na na mamoca. A miúda estava bem acordada e deu umas valentes chuchadelas - lá se vão as teorias da conspiração que alertavam para o facto de "as meninas serem mais preguiçosas para mamar do que os meninos"; se assim fosse, tínhamos uma crise de identidade cá em casa. A Rita pegou logo muito bem na mama. O problema surgiu no dia seguinte, quando me apercebi de que ela não é como o irmão - que mamava a dormir. Não... ela, pura e simplesmente não acordava quando eu queria que ela mamasse - de 3 em 3 horas. E, por causa disso, seguiram-se toda a espécie de torturas e manobras de "como despertar um bebé que se está marimbando para comer e quer é dormir em paz e sossego, sff!", levadas a cabo pelas enfermeiras que, desesperadas, tentavam ajudar-me a acordá-la. Não, não é exagero... desde despi-la toda, a molhar-lhe os pés e a cara com água fria, a darem-lhe espécies de beliscões, a porem-me aero om na mama... tudo foi tentado. Mas a Rita queria mesmo era dormir.

Começou aí a saga " mas como raio vou alimentar a cachopa de 3 em 3 horas se ela não acorda?" Resultado: o leite não subia e na segunda noite a Rita abriu a goela com fome e eu não tinha pinga de leite ou de colostro para lhe pôr na boca. Vai de tocar à campaínha e "venha de lá o suplemento para a bebé que ela tem fome". Tive a sorte de não ter apanhado nessa noite uma enfermeira obcecada com a mama e lá veio o biberão para a Ritinha - que o bebeu de um trago e ferrou a dormir outra vez. E acho que foi nesse momento que caí em mim. Respirei fundo e pensei com os meus botões: que se lixem as teorias e os palpites... A miúda há-de comer quando tiver fome. Estava a ser tortura para mim e para ela, cheguei a passar 1h30 para a acordar e chorava porque ela não acordava... ora, mais valia que ela tivesse dormido descansada mais essa hora e meia - e eu também - e que depois tivesse acordado naturalmente para mamar - digo eu!

Felizmente o leite lá subiu e nunca mais voltámos a recorrer ao suplemento - mas a lata está comprada e guardada no armário, just in case. Viemos para casa e ela continuou a mostrar preferência por dormir e não havia nada que a acordasse... E quando abria a pestana dava-me duas ou 3 trincadelas no mamilo e ferrava a dormir...

Na primeira consulta com a pediatra lá ouvi o blablabla de no primeiro mês tem que mamar de 3 em 3 horas. E ontem ouvi mais do mesmo e além disso "tem que fazer intervalos minímos de 2 horas". Pois, está bem. E também já tive que gramar com os típicos comentários - conto sempre até 10 para não responder torto - do "vê lá se o teu leite é bom para a menina". Oh minha gente! Todas pessoas bem informadas sabem que o leite materno é o melhor que há para os nossos bebés. Ponto. Eu escolhi amamentar, mas só o farei se não se transformar na tortura que foi a amamentação do João. Ponto. E sim, também acho que é melhor o suplemento do que ter os bebés a passar fomeca. Ponto. E também sei as teorias todas da vinculação mãe/filho e não me parece sejamos melhores ou piores mães por dar mama ou biberão. Ponto. Não sou fundamentalista, mas sou comodista e, convenhamos que, dar mama é muito mais prático - há dúvidas?! (É um assunto que mexe mesmo comigo...)

Os dias foram passando e a Rita começou a ter mais períodos acordada e a mamar regularmente - chama-se a isto dar tempo ao tempo! Mama muito e muito bem durante o dia. Mama quando lhe apetece e tenho as mamas sempre abastecidas de leitinho, até já deu para congelar algum - do que não me caiu nos pés e na roupa ;o) Nas primeiras noites em casa ainda insisti e tentei, em vão, acordá-la para mamar - aqui já tinha chegado a "psicose do peso". Depois de conversar com uma amiga sobre o assunto (obrigada Meggy ;o)) fiquei a saber que a miúda dela nasceu com o peso inferior ao da Rita e o pediatra nunca a mandou acordar a bebé de 3 em 3 horas para coisa nenhuma. Mais uma vez, cada cabeça sua sentença. Fiquei a matutar e deixei falar o meu instinto... acorda quando tiver fome. Sei que as coisas se foram organizando de uma forma em que a Rita mama quase sempre entre a meia-noite e a 1h da manhã e é muito raro acordar antes 4h30/5h da madrugada. E depois acorda entre as 8 e as 8h30 e vai atestando a barriguinha até à noite. E mama muito bem, e não tem tido cólicas e já não a torturamos para acordar... E tem aumentado de peso...

Faço, portanto, um balanço positivo da amamentação da Rita. Os mamilos já gretaram e já me doeram muito - agora doem "assim-assim" quando ela pega a depois deixam de doer. O que foi massacrado na maternidade na altura do João continua, naturalmente, dorido - porque nunca deixou de me doer. Mas não são dores insuportáveis... são os ossos do ofício :o)
...
Ah, e só para esclarecer, salvo uma única excepção - tem que haver sempre uma ovelha ranhosa -, só tenho a dizer bem e a agradecer a todas as enfermeiras da maternidade das Caldas. Foram incansáveis, sensíveis e muito profissionais perante as dificuldades que enfrentámos nos primeiros dias.

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Consulta

Hoje foi dia da primeira consulta da Rita no Centro de Saúde. Começámos pelas medidas e pelo peso com a enfermeira: aos 12 dias a princesa está com 2,830 kg, 49 cm e 33,8 de PC. Depois fomos para a consulta com a médica de família e está tudo bem. Deu-me alguns conselhos e dicas sobre a amamentação - dá sempre jeito ter uma médica/mãe que sabe por experiência o que está a dizer - que é para continuar. Apesar de ter sido pesada em balanças diferentes, tudo indica que o leitinho da mamã é adequado e suficiente para a Rita.

Já trouxemos a credencial para a Ritó fazer a ecografia renal para verificar a existência (ou não) da duplicação da artéria do rim direito.

Na próxima quinta-feira voltamos para o peso e já ficou marcada a consulta do 1º mês da cachopa.

quarta-feira, 28 de julho de 2010

O João e a Rita

O João conheceu a Rita na maternidade. Ela estava a dormir e ele dizia repetidamente: "a mana óó?". Sentou-se na cama e pediu para lha pormos ao colo, fez-lhe festinhas, deu-lhe beijinhos e depois pediu para a tirarmos. Já em casa, continua a ser muito meigo com ela, salvo raras excepções em que não tem a mínima noção da força que tem... Está sempre de volta dela a pôr "úsica mana" (música para a mana) e puxa a corda do móbil que está na alcofa. Quando ela chora pergunta logo pela chucha da mana e se a encontrar tenta pôr-lhe na boca. Gosta de lhe fazer festinhas na cabeça.

Gosta de ajudar a dar banho à mana e de ver mudar a fralda. Anda sempre com um banquinho atrás para conseguir pôr-se ao nível das coisas e poder "ajudar-nos" nessas tarefas.
...
Como já tinha referido, foi connosco que o comportamento dele mudou. Ainda ontem estava a passar os olhos pelo Livro da Criança, do Mário Cordeiro, em que ele descreve esta fase que o João está a passar e ele encaixa na perfeição... Vai do 8 ao 80 em fracções de segundo. Passa da meiguice à agressão, da obediência ao confronto e à birra. Salta, grita, esperneia. Não tem sido nada fácil lidar com ele, mas tentamos fazer o nosso melhor. Deixámos de tentar controlar os ataques de fúria, deixamo-lo extravasar toda aquela energia e depois tentamos conversar com ele. Apesar de tudo, temos recorrido a alguns castigos - não ver o Noddy, ir para o quarto, ir dormir sem ver o Panda... Deixou de querer sair com o pai. Sempre que lhe perguntamos ele responde que "Nhão. 'oão fica casa com mamã e mana" (Não. O João fica em casa com a mamã e a mana).

Notamos que quando temos visitas ele se põe de parte e fica triste por não receber a atenção a que estava habituado. Nestas alturas, tentamos chamá-lo para perto de nós e se ele não quiser vir, então vai um de nós brincar com ele.

Gosta de se sentar ao pé de mim quando estou a amamentar a Rita e já sabe que a mana "bebe teitinha maminhas da mamã" (bebe o leitinho das maminhas da mamã). Já tentou abocanhar-me as mamas 3 ou 4 vezes vezes e eu expico-lhe que agora já não pode ser, mas quando ele era assim pequenino como a mana também bebeu o leitinho da mãe. Ele diz que sim e acaba por se enconstar a mim a receber festinhas na cabeça.

O pai tem passado muito mais tempo com ele, mas noto que o João sente a minha falta. Ontem de manhã, depois de dar mama à Rita, perguntei-lhe se queria ir comigo ao parque e à loja e ele, depois de confirmar se "papá e mana fica a casa" disse que sim e lá fomos só os dois. Sei que ele adorou este bocadinho e vamos repetir sempre que for possível.

Não tem sido fácil, mas vamos levando um dia de cada vez.