sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Ainda da mudança de cama

O balanço é, apesar do mega tralho desta tarde, positivo.

As noites têm sido, à excepção da primeira, pacíficas. Vamos para o quarto dele, brincamos um pouco, tento ler-lhe uma história - ele nunca deixa, quer é ver as ilustrações -, cantamos o Vitinho e ele deita-se sozinho. Não chora, não se levanta, limita-se a adormecer. O acordar também tem sido muito bom. Não sai do quarto, fica a brincar e nem sequer chama por nós. Durante a semana dormiu uma noite em casa da avó - para nós irmos jantar e ao cinema - e pensei que ia baralhar o esquema todo, mas não. Não teve consequências na nova rotina.

As sestas tem sido outra história... ou o deito completamente podre de sono ou então tenho fandango para a tarde inteira... Levanta-se, desarruma o quarto todo, vem para o nosso quarto, entreabre a porta da sala para me espreitar... eu ralho, ele volta para a cama e repete o ciclo até acabarmos, por vezes os dois - ele e eu -, a chorar. Hoje, que lá acabou por adormecer, caiu da cama... depois de o acalmar do susto - a cama é baixa e está rodeada de almofadas - arrochou durante 2 horas ao meu colo (nem vos conto o estado em que estão as minhas costas e a dormência nas pernas... ossos do ofício).

Apesar da resistência às sestas, parece-me que estamos no bom caminho. E que continuem a vir as noites tranquilas é o que mais se quer cá por casa.

Nota: O João passou da alcofa para a cama de grades aos 4 meses e desde essa altura que dorme no quarto dele. Nunca dormiu na nossa cama, só dormiu comigo os dias em que estivemos na maternidade. Não tenho nada contra os pais que decidem dormir com os filhos, mas a experiência da minha irmã (o meu sobrinho tem 5 anos e ainda dorme na cama dos pais), afastou qualquer hipótese de deixarmos o João dormir connosco. Fomos e temos sido radicais com esta decisão e não nos arrependemos. Felizmente temos um filhote que dorme a noite toda (10 a 12 horas seguidas) desde os 2 meses e que sempre se adaptou bem a este tipo de mudanças.

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Não quero...

... deitar foguetes antes da festa, mas hoje não tivemos birras para dormir.

Durante a noite passada, depois de adormecer, não se ouviu mais. Eu é que não dormi nada de jeito e passei a noite a ir espreitá-lo... encontrei-o em cada posição mais estapafúrdia que a outra, mas não caiu. Quando o fui acordar às 8h da manhã encontrei-o a dormir nos pés da cama, sereno e tranquilo. Acordou muito bem disposto. Fomos pôr o carro à revisão e quando voltámos para casa andou a brincar no quintal até à exaustão, fez birra para comer a sopa enquanto revirava os olhos com sono. Quando lhe dissemos que eram horas de ir fazer ó ó não houve birras, choros, nem tentativas de fuga. Ferrou a dormir durante 2 horas e quando acordou fez o mesmo que na sesta de ontem: ficou a brincar no quarto dele sem chamar ninguém.

Agora não foi tão simples, mas consegui deitá-lo sem lágrimas. Ia-lhe dizendo que estava quase na hora de ir para a caminha e ele respondia "nhão qué". Acabei por lhe propor irmos os dois para o quarto, para a cama dele, para eu lhe ler uma história e assim foi. Depois da leitura, veio para o meu colo onde lhe cantei o Vitinho - desde embutido que ele ouve o Vitinho à noite - e depois expliquei-lhe que, para poder ter forças para brincar muito amanhã, tinha que fazer ó ó. Saiu do meu colo voluntariamente e deitou-se. Aconcheguei-o, enchi-o de beijinhos e lá ficou. Espero que amanhã assim continue!

domingo, 21 de fevereiro de 2010

A primeira vez...

... que o João chorou na hora de ir para a caminha... Tenho o coração do tamanho de uma ervilha, mas agora não vamos recuar... Quando o deitámos para a sesta chorou um bocadinho, mas não saiu do quarto e acabou por adormecer. Quando acordou não chorou nem chamou por nós, eu é que ouvi um barulhinho pelo intercomunicador e quando o fui espreitar ele estava a brincar no quarto.

À noite é que foi pior... estava podre de sono, mas chorou desalmadamente... levantou-se "n" vezes e numa delas saiu do quarto... O papá, mais corajoso do que eu, levou-o de novo para a cama e ele acalmou enquanto teve companhia... o pior foi o ficar sozinho... chorou até adormecer - ok, se calhar foram só 5 minutos, mas para mim foi uma eternidade... Quando o fui espreitar estava ferrado a dormir com uma perna por cima da protecção lateral...

Só espero que amanhã corra melhor... nunca pensei que ele fosse reagir tão mal a esta transição...

É hoje

O papá já desmontou a caminha de grades com a ajuda e aprovação do João. Explicámos-lhe que iria passar a dormir na cama nova porque já estava a ficar um menino muito crescido e ele deitou-se lá todo contente a dizer "ó ó". Ficou histérico e andou o tempo todo a saltitar pelo quarto. Agora é esperar pela hora "h" e ver se ele dorme bem...

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Fico doida...

(foto retirada)
... com este miúdo. As birras e a "colite" aguda - "mamã, qué cóuo" - continuam imparáveis. Hoje tive direito a uma mega-birra ao almoço e acabei por pô-lo de castigo no quarto. Dois minutos, dois míseros minutos foi o tempo necessário para esta beleza. Esqueci-me do saco muda-fraldas em cima da cama dele e "voilá": atirou-se com unhas e dentes ao creme do rabo - Eryplast, super concentrado e pastoso... Tive que chamar o papá porque fiquei de tal forma estupidificada que chorei e ri ao mesmo tempo... E ainda eu me pergunto de onde me têm aparecido tantos cabelos brancos... :o)

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Coisa boa...

... é voltar a sentir este borbulhar dentro da barriga :o)

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

O amor é lindo!


Para mais tarde recordar, aqui fica o primeiro presente de São Valentim que o João recebeu da sua amada Maria Inês! A caixinha já está no quarto dele - e o chupa já está na barriga da mamã, lol! Obrigada!

domingo, 14 de fevereiro de 2010

Começaram

E eis que, às 17 semanas, chegaram os apetites e fomeca. Papá a dormir, João a dormir, mamã a rebolar na cama esfomeada desde as 7h. Mamã rende-se e às 7h20 vem comer uma frutinha e uma bolacha que lhe abre ainda mais o apetite. Agora espera pacientemente que o papá da casa se levante para ir ao pão que a mim não me apanham na rua com este frio.
...
E diz que esta tarde temos uma mega-festa de Carnaval para miúdos e graúdos, mas antes disso vamos visitar os meus pais e a minha avó... pode ser que o João palhacito e a mamã Capuchinho Vermelho - a máscara do papá é surpresa - os faça sorrir (a recuperação da minha avó está a muito difícil e dolorosa... e a minha mãe não tem mãos a medir...).
...
Fica só uma amostra da coisa mai' linda da mãe...
(foto retirada)

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

A apanhar bonés

A propósito da pergunta da sobre como o João está a reagir à gravidez, a resposta é a do título, lol! A barriga ainda é muito discreta e não me parece que ele tenha a mínima noção do que se passa. De vez em quando digo-lhe que a mamã tem um bebé na barriga e ele aponta para ele mesmo e diz "bebé". Não há dúvidas cá em casa: bebé só há um, o João e mais nenhum :o) Nem o facto de ter duas camas no quarto o confundiu: tem a cama pequenita dos "grandes" e a cama de grades. Para ele é igual, olha e diz "ó ó" tanto para uma como para a outra - apesar de continuar a dormir na de grades. Também não me vou preocupar muito com a questão. Ele ainda é muito pequenito para perceber que a mamã tem um bebé na barriga e que vai ter um mano ou uma mana. Vamos sempre comentando o assunto com ele, mas sem pressões e sem pressas.
(...)
(Foto retirada)
Outra coisa, para ficar o registo, parece que o Joni foi às gatas. No dia da consulta deixámo-lo em casa da avó e estava lá também a prima mais nova (3 anos). Quando o fomos buscar estava com a cara neste estado... No cerne da quezília esteve um carrinho... ele é bruto e tem muito mais força do que ela. Parece que lhe arrancou o carrinho das mãos e ela não foi de modos: atirou-se com unhas e dentes à cara dele - mais unhas e nenhuns dentes, felizmente. Já há algum tempo levou com uma "bonecada" na testa... A prima não gosta de partilhar - mesmo nada - ele gosta - gosta de partilhar, mas também gosta que partilhem com ele. Enfim... só tenho medo do dia em que ele ripostar - porque é mesmo rapazola abrutalhado...

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Da consulta

Está tudo bem, tensão normal, resultado do rastreio bioquímico dentro dos valores normais, análises nos trinques e o peso... 1 kg a mais :o) A médica ainda me felicitou por este feito, mas eu respondi-lhe que, se levarmos em conta que vomitei todos os dias entre as 5 e as 14 semanas de gestação, significa que ganhei 1 kg em duas semanas... ;o) Ela riu-se e desvalorizou, o que interessa é estar tudo bem. Ouvimos o coração do besnico e desta vez apanhou-o logo à primeira tentativa. Já trouxe o pedido para as análises do 2º trimestre e para a eco morfológica, que já marquei para dia 16/03. Agora é contar os dias até lá... :o)

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Para além das coisas boas

Ou sou eu que ando sem paciência nenhuma, ou o João não se consegue aturar. Anda há três dias a testar a minha sanidade mental. Não está doente, mas quer andar sempre ao meu colo - coisa inédita. Dou-lhe colo, evidentemente, mas não posso andar 24h por dia com ele agarrado a mim - não imaginam a cena de terror que ele faz quando tento pô-lo no chão e como me sinto a pior mãe do mundo. Não quer dormir a sesta, apesar de estar a cair de sono. Da cama dele - a de grades - consegue abrir e fechar a porta do quarto (que é de correr) e berra desalmadamente. Se acabo por ceder e o deixo não dormir a sesta fica com uma birra monstra... de sono, claro. Chova ou faça sol, calça as galochas, põe o gorro, vai buscar o casaco e põe-se a guinchar e a espernear à porta de casa porque quer ir para rua - também eu queria, não fosse estar este tempo de caca que já enjoa. Se não lhe abro a porta principal - que tem que estar trancada e sem chave - dá a volta e sai pelas portadas da cozinha que não dão para trancar... And so on, and so on... Deus das hormonas, da serenidade e da paciência, dai-me forças, sff!

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Perguntinha

Quando é que fizeram ou pensam fazer a transição dos vossos filhotes e/ou filhotas da cama de grades para uma cama "normal"?

O João dá 1500 voltas na cama de grades e tenho a sensação de que se não fossem as mesmas teríamos alguns tambolhões extra e também visitas surpresa no nosso quarto. Mas algum dia terá de ser, certo?... Até porque, mesmo com o estrado no nível mais baixo, já o apanhei a tentar trepar as grades mais do que uma vez - um perigo! Apesar de lhe termos comprado uma cama baixinha e com proteção lateral, não sei qual será a melhor altura para pô-lo lá a dormir. Também estou com a impressão de que no dia em que esse passo for dado, o melhor será a cama de grades desaparecer do quarto dele (que vazio vai ficar...). Ele ainda é tão pequenino, o meu bebé... ai, ai...

Ideias?! Experiências?! Opiniões?!

domingo, 7 de fevereiro de 2010

Update

Há pessoas que eu amo e depois há a minha avó. Gosto dela de uma maneira que não consigo explicar... Desde 6ª feira que temos andado a caminho de Lisboa. Na 6ª feira à noite foi operada à coluna (outra vez...) e eu quis ir vê-la antes da intervenção. Como foi operada no British, acabei por lhe levar a melhor prenda que ela poderia receber: a visita do João. Já lá voltámos hoje e pretendo ir lá amanhã ou terça - não fossem os 100 km que me separam de Lisboa e iria mais vezes. Felizmente correu tudo bem, mas a recuperação está a ser bastante dolorosa e temos que esperar para saber se a cirurgia vai ter os efeitos desejados... O que era para ser um internamento de poucos dias já dura desde 5ª feira e pelo menos até 4ª terá que lá ficar. Estou a torcer para que ela consiga recuperar alguma da qualidade de vida que tem vindo a perder nos últimos anos, mesmo que seja só fisicamente...
...
Na 4ª feira passada fomos passar o dia com o meu irmão e, como fomos ao IKEA, acabámos por ver lá uma caminha gira e em promoção para o João. Não era suposto termos comprado já, mas assim ele vai-se habituando a ver uma cama extra no quarto dele e daqui a uns tempos começamos a tentar que ele lá durma. Acabámos também por dar um novo look ao quarto, pintámos uma parede de verde e pendurámos umas prateleiras giras que o tio Rui lhe deu. A correria, as viagens de carro e a aula de natação do João deixaram-me derreada e exausta e hoje tive algumas pontadas na barriga - como tal, estou sentadinha no sofá a teclar. O mariduxo foi ao cinema e o João já está na caminha. Já estamos na 16ª semana e na 4ª feira tenho consulta com a ginecologista - espero ouvir o tumtumtum que tanto gosto.

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Coisas dele

Ontem, no carro, na galhofa connosco e com o tio Rui:
- João, como é que se chama o tio?
- Cão!
Gargalhada geral. Cá para mim é da barba :o)
(...)
Hoje de manhã, enquanto tomava o pequeno almoço, de costas para a TV, mas com o Carteiro Paulo a dar no Panda, alguma das personagens disse:
- Então adeus!
O Joni vira-se para trás e responde enquanto acena:
- Xau!
Expliquei-lhe o que se estava a desenrolar no episódio e passou o resto do dia a chamar pelo Paulo (palavra nova) e a chorar e gritar para ver o Paulo. Já fica uma dica para presentes de aniversário... dvd's do carteiro Paulo, sff! :o)
(...)
Hoje, enquanto punha a mesa, pedi-lhe para ir buscar 3 copos - trabalho infantil - um para a mamã, um para o papá e outro para o João. 1,2,3 copos. E ele foi ao armário e tirou 2 e depois mais 1, fechando a porta de seguida.
(...)
Tenho andado com desejos de sumos de fruta naturais e passo a vida a dar uso à bimby para fazer os mesmos. O João acaba por beber também e agora já pede "Sxu, mais sxu!"
(...)
Nota-se muito a baba a escorrer?!

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Et voilá!


A barriguita deu um "salto" na última semana... aqui está ela às 15 semanas, mais dia menos dia... :o)
...
O João está cada vez mais malandreco e agora começou a tentar imitar tudo o que dizemos, incluíndo as coisas menos próprias. Aliás, essas são as que ele tenta repetir com mais vontade e sucesso, lol!