sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Repuxar

É oficial. Demos início à época alta do repuxar das mamas.

A Rita ouve um barulho qualquer e vira a cabeça para ver de onde vem. Sem largar a mama.
A Rita ouve o irmão ou o pai e vira a cabeça para ver melhor. Sem largar a mama.
A Rita vê luzes e vira a cabeça para ver melhor do que se trata. Sem largar a mama.
A Rita ouve os cães a ladrar e vira a cabeça para ver onde estão. Sem largar a mama.
A Rita é uma grande cusca e vira a cabeça em todas as direcções possíveis. Sem largar a mama.

Tenho cá para mim que, se ela ouvir um alfinete a cair no chão a 20 metros de distância, se vai virar para ver o que é. Sem largar a mama.

É caso para dizer: mama(ã) sofre!

7 comentários:

PatLeal disse...

Lembro-me bem disso! Mãe sofre mesmo!


Bjocas

Mami ( Sónia ) disse...

Mãe sofre e ainda acha piada a essas coisas :)
Beijinhos

Mamã Nocas disse...

É verdade!!
Também passo por isso algumas vezes,lol

♥ Marta ♥ disse...

LOL
É mesmo assim!
Por cá estamos igual.
É que doi!
Bjs

carmo pinto disse...

eheh sei sim o que isso é!
bjs

Loyola disse...

tadinha da mama(ã)!!! passei para mandar umas beijocas* :) continuam lindos e catitas como sempre!

efilipe disse...

Estou a passar por isso! O martim acha que a mama da mãe é elástica e puxa-a para onde quer virar a cabeça. E às vezes está muito bem a mamar, e sem mais nem quê, larga-a num repente com um grande estalo. E dói. Pois dói!