domingo, 29 de junho de 2008

2 meses e meio!

Hoje fomos conhecer a Inês e os seus papás! Foi um encontro de duração curta (sim, quem manda em nós são mesmo os nossos bebés e as suas vontades, lol), mas ficámos com vontade de repetir!

Ontem fomos dar uma volta à ilha do Baleal ao fim da tarde para estrear o novo carrinho do João e a mamã acabou por massacrá-lo com uma sessão de fotografias a caminho de casa... Acabou com ele a pôr a língua de fora, muito ao género de um "vai pentear macacos que já me estás a chatear com essa máquina!" ;o)

O João continua a dormir super-bem na sua caminha, mas também continua a acordar sempre atravessado! Esta noite apeteceu-lhe leitinho (ou mimo...) mais vezes do que tem sido habitual, mas tem andado a dormir até às 10h30/11h da manhã! É um filhote muito amigo dos papás!!!

Carrinho "novo"!

Pois é! O João tem um Fórmula 1 semi-novo!
Durante a semana passada tive conhecimento de que a mamã Cristiana estava a tentar vender o carrinho que tinha comprado para a sua filhota. Depois de ponderarmos e fazermos muitas contas de cabeça, pareceu-nos uma excelente oportunidade. O carrinho que tínhamos é do meu sobrinho e já tem 4 anos. É um bom carrinho, mas não é nosso... e com a hipótese de comprarmos um melhor e mais recente, em excelentes condições, apesar de usado... fechámos o "negócio"! Estamos mesmo muito satisfeitos! E o João também, o ovo deste é muito, mas mesmo muito, mais confortável que o outro. E para a mamã tem também a vantagem de ser bem mais fácil de manobrar e montar/desmontar.

Momentos com o papá!


Este sorriso é a nossa vida!

quarta-feira, 25 de junho de 2008

Mudança pacífica

Este rapaz é uma caixinha de surpresas! Ontem de manhã, enquanto me arranjava e vestia, meti-o na cama de grades. Choramingou e ginchou (sim... agora aprendeu a guinchar estridentemente...) até que acabou por se calar. Pensei que se tinha conformado e que estava entretido com alguma coisa. Qual quê?! Estava era a dormir! O primeiro soninho na cama de grades durou cerca de meia hora (nada mau...).

Assim sendo, à noite decidimos que estava na hora de mudar definitivamente de cama, porque a alcofa estava mesmo a ficar apertadinha para ele. E foi o que fizémos. Não estranhou, não chorou, não protestou! Nada! Dormiu (e ainda dorme) que nem um anjinho! Claro que o sr. Joni tinha que dar um toque da sua graça ao processo e quando acordou às 6h30 para mamar estava nestes preparos... todo atravessado na cama. Parece-me que ele gosta de se sentir aconchegado e resolveu essa questão sozinho. Às 7h voltámos a pô-lo na caminha e ainda está a dormir (!!!), tendo rodado novamente para esta posição :o)

Agora só espero que a bonança seja para continuar!

segunda-feira, 23 de junho de 2008

Balanço...

... de quase uma semana a medir forças com o meu filhote...

Acabou-se a maminha de 1h30 em 1h30. Acabaram-se as mamadas de 1h. Acabou-se o fazer da mama chucha. Não tem sido fácil para nenhum dos dois. Os três primeiros dias foram dedicados a tentar perceber se ele, afinal, chorava ou não de fome (que era a minha principal preocupação). Mas não! É mesmo manha! Chorava desalmadamente até ficar vermelho que nem um pimento... durante poucos minutos... e depois acabava por adormecer com o sobrolho franzido e ar de zangado!

A verdade é que o João aguenta perfeitamente entre 3 e 4 horas de intervalo entre mamadas durante o dia e quando vem para o peito vem com vontade e com fome! Resultado: eu tenho tido muito mais leite e ele mama muito mais depressa e sofregamente, sendo raro adormecer de maminha na boca! E o mais importante... fica saciado! Claro que ele ainda não está muito convencido e vai tentando a sua sorte, mas eu tenho resistido e já percebo quando ele tem mesmo fome, o que antes não acontecia.

Sugestão

Quando fomos à consulta dos dois meses a pediatra do João, ao ser bombardeada com perguntas típicas de papás de primeira viagem, sugeriu-nos este livro, por ser prático, objectivo e descontraído. O autor é pediatra e chama-se Luís Pinheiro. Comprámo-lo e li-o num instantinho. Recomendo!

Manual para pais de primeira viagem (e seguintes...)
Luís Pinheiro
Tarso Edições, 2008

sábado, 21 de junho de 2008

Irremediavelmente...

... apaixonada por este sorriso!
Imagem Retirada

sexta-feira, 20 de junho de 2008

2 meses e 5 dias depois...

... consegui, finalmente, ganhar coragem para cortar as unhas ao João!

Ele esperneou, protestou... e ficou, como podem ver, com uma grande "telha"... Mas pelo menos assim pára de se arranhar todo na cara e... pára de me arranhar as mamocas!

terça-feira, 17 de junho de 2008

Consulta dos 2 meses...

... no Centro de Saúde, na Pediatra e vacinas...

A tarde de hoje foi dura para o João...
...
Ao princípio da tarde lá fomos nós ao peso e à consulta dos dois meses no Centro de Saúde. A médica, como sempre, foi impecável e tranquilizou-me em relação ao peso do João. Ela diz que cada bebé tem o seu padrão de crescimento e que o João tem aumentado de peso regularmente e sempre dentro dos mesmos valores. Está óptimo, portanto! E também desvalorizou a questão dos percentis que me andava a angustiar... Temos um bebé elegante ;o) Na opinião dela, e se eu conseguir, mantemos a amamentação exclusiva até aos 6 meses.

Depois desta consulta fomos às vacinas... nem me quero lembrar da besta que lhe espetou as agulhas nas perninhas... foi uma grande bruta... Claro que o João chorou quando sentiu as picadas, mas depois acabou por acalmar na maminha, claro... Daqui a um mês lá voltaremos...

Desta vez, para não me esquecer de nada, levei uma extensa lista de questões para colocar à pediatra do João. Ela, quando viu o papelinho, ainda tentou expulsar-nos do consultório, por sermos uns papás muito chatos, LOL! Estava a brincar, claro e respondeu prontamente e com muitas paciência a cada item. Vou colocar aqui todas as questões e respectivas respostas.

1 - Como limpar o nariz ao João?
Pôr umas gotinhas de soro fisiológico nas narinas e aspirar com o Narinel, quando não conseguirmos tirar com a pontinha do cotonete.

2 - Devemos começar a impôr horários e rotinas ao João (para mamar, dormir, tomar banho...)?
Sim. E tendo em conta que o habituei a andar sempre de mama na boca, esta rotinização é urgente... O João tem feito os horários que quer e bem lhe apetece para tudo. Por exemplo, ontem adormeceu profundamente às 20h e não tive coragem de o acordar para tomar banho. Deixei-o dormir e ele só acordou às 5h30 da manhã para mamar! Dei-lhe banho de manhã. Errei... devia ter-lhe dado banhinho por volta das 23h, e depois dar-lhe mama e colocá-lo a dormir. Ela referiu ainda que não é aconsevável acordá-los depois da meia-noite para comer. Eles acordam sozinhos, se tiverem fome (atenção que isto é só a partir do primeiro mês). Como o João volta e meia dorme mais de 10h seguidas, ela sugeriu que o acordasse por volta das 23h/24H para lhe dar de mamar, mas nunca depois dessa hora.

3 - Quando e como mudar o João para a cama de grades?
Tendo em conta que a nossa primeira e única tentativa não deu em nada, ela sugeriu que o fizéssemos o quanto antes. Recomendou que puséssemos uma música relaxante ou mesmo um rádio ligado baixinho para ele ouvir alguns sons de fundo e não se sentir sozinho, dar-lhe um beijinho de boa noite e esperar. Claro que nas primeiras noites vamos ter berreiro quase garantido... Se assim for, devemos lá ir de vez em quando para o aconchegar e reconfortar e voltar a sair depois. Muito importante é que ele não nos consiga ver da sua caminha... Ora, nós temos a cama dele ao lado da nossa e vai ter que mudar de sítio, mesmo que fique mais uns tempos no nosso quarto.

4 - Luz de presença. Sim ou não?
Sim, desde que seja fraquinha.

5 - Vício de mama... Mamã desesperada e à beira de um ataque de nervos... O que fazer?!
(o que ela se riu com esta pergunta...)
Segundo a pediatra, os bebés com a idade do João já devem aguentar 3 ou 4h entre mamadas, no mínimo! Ora... o João durante o dia chega a mamar (chuchar...) de 1h30 em 1h30... PROIBIDO... Sugeriu que eu tirasse algum leite com a bomba e que lhe desse o meu leite como suplemento depois das mamadas da tarde. Ela teve o privilégio de assistir a uma das birras do João a exigir a maminha... (que vergonha, lol...). Se não resultar, recomendou que tente dar suplemento de lata (S26 Golden) no fim das mamadas, mas vamos tentar evitar esta solução. Resumindo... tenho que habituar o João a deixar de me ver como uma vaca leiteira... Se ele estiver muito agitado podemos dar-lhe um bocadinho de chá de funcho para ver se ele fica mais tranquilo e sugeriu que desse uns passeios com ele, para ver se tira as maminhas da ideia, LOL!

6 - Peso...
O peso do João andava a dar comigo em doida... ele é lingrinhas e pronto... Ela lá explicou que não há dois bebés iguais e que o João está muito bem e recomenda-se, mesmo estando abaixo do percentil 25... São só números, disse ela... (assim sendo, temos a pediatra e a médica de família em sintonia e de acordo uma com a outra). O João está com 4,180 kg e 55 cm.

7 - O que vestir ao João quando está muito calor?
Quando estiver o calorão que esteve a semana passada pode andar de fatinho de algodão de manga curta e calção, desde que devidamente protegido com protector solar (não esquecer as orelhas e a testa). Se estiver como hoje, sol, mas vento frio, pôr uma camisolinha de manga comprida de algodão por cima e umas meias, por exemplo.

8 - Quando oferecer água ao João?
Já o podemos fazer, devidamente fervida.
...
Aqui fica o rescaldo da nossa tarde.
O João está um bocadinho febril e murchinho por causa das vacinas e já lhe pusémos um supusitório de Ben-U-Ron 125. Está agora a dormir ao colinho do papá...

Como assinar fotografias

A Mary, do BabyBoom, sugeriu um programa que se chama PhotoScape. Podem fazer o download AQUI.

Depois de instalarem o programa é só irem onde diz Editor. Importam a fotografia que querem marcar e depois selecionam Object e carregam no T para inserir o texto que desejarem. Depois é só fazer o Save da imagem.

Espero ter ajudado!

...

Tendo em conta os recentes acontecimentos da pseudo-mãe que parece que esteve pseudo-grávida e que tem, com toda a certeza, graves problemas mentais... decidi que não... não vou privatizar o blog. Confesso que me passou pela cabeça... mas não sei se assim iria reduzir os riscos que se correm. Optei por fazer uma simples assinatura nas fotos e vou continuar a fazer o que já fazia, a retirá-las passados poucos dias de as ter publicado.

Quando engravidei, foi através dos muitos cantinhos que passei a visitar assiduamente que esclareci muitas dúvidas e que acalmei muitas ansiedades. E fico feliz se alguém conseguir encontrar algumas respostas neste blog. Porque é para isso mesmo que ele serve... para partilhar experiências.

Um grande bem-haja a todas as pessoas que nos visitam e espero que quem vier... que venha por bem!

Miminho!

Recebemos este miminho da mamã
Obrigada!
Nem vou citar as regras... dedico-o a todas as pessoas que nos visitam e que já fazem parte do nosso dia-a-dia virtual!

domingo, 15 de junho de 2008

2 meses de ti...

O João está a ficar crescido! :o)

Já levanta muito bem a cabeça e tem uma força impressionante nas pernas. Quando está deitado já arqueia o corpo, tipo ponte. Quando está ao nosso ombro gosta de cuscar tudo o que está à volta e tem que estar virado para o centro da acção, se não... temos berreiro garantido (mas que grande cusco).

Já aprendeu que ser embalado com a pessoa que o faz a andar com ele de um lado para o outro é muito mais fixe do que estar parado ao colo no sofá (obrigadinha à avó materna que o habituou a isto em apenas 3 dias... e as costas da mamã que se lixem).

Além do choro, já emite alguns sons quando quer comunicar connosco (Ah e Eh).

Sorri muito, principalmente quando está no muda-fraldas. Adora estar nu e fica todo divertido porque sabe que eu lhe canto sempre quando o estou a vestir ou a dar banho. Também já percebeu que a seguir ao banho vem a maminha, por isso já há algumas semanas que deixou de chorar para passar a apreciar o banho e a massagem que se segue. É tão giro vê-lo tão calmo e relaxado a receber as massagens. Adora, principalmente, que lhe massageie a planta dos pés, fica em Zen!

Adora que lhe dê beijinhos e faça “peidinhos” na barriga! Abre um sorriso do tamanho do mundo!

O cabelo dele está a ficar todo encaracolado e indomável... se calhar sai a mim neste aspecto ;o)

Tirando raras excepções, já há duas semanas que dorme entre 7 a 10 horas seguidas durante a noite (e que seja para continuar)!

Adora estar no ginásio e já se esforça bastante para mexer nos bonecos, embora ainda todo descoordenado, claro! Fica todo contente quando consegue e “fala” muito com a bonecada pendurada por cima da cabeça.

Confirmam-se as suspeitas de quando ainda estava na minha barriguita... o João é um esperneador implacável! Dá tanto às pernas e com tanta força que mais parece um ciclista profissional e não há manta que resista mais que 10 segundos em cima dele.

Descobriu que os “Miminhos da Mamã” têm umas luzinhas fixes para ver!

Apesar de não ser muito do seu agrado, já passa algum tempo na espreguiçadeira (de preferência com a chucha e aero-om).

Já tentámos pô-lo na cama de grades e foi um caos... Esteve entretido a analisar o espaço e a cuscar tudo durante alguns minutos, mas quando se apercebeu que ia ficar ali sozinho desatou num berreiro em plenos pulmões... Assim sendo, voltámos à alcofa por mais uns dias...

Quando quer maminha, já aprendeu a enfiar a mão toda na boca e a chuchar como se o mundo fosse acabar. Também já percebeu que esta técnica faz a mamã reagir muito mais rapidamente do que com o choro! LOL! Fui apanhada!

Adora andar de automóvel e de carrinho de passeio... cu tremido é mesmo com ele! Adormece num instante, mas acorda quando paramos o carro e resmunga!
...
É melhor ficar por aqui! Estou quase a afogar-me em baba! :D

quinta-feira, 12 de junho de 2008

Sling

Depois de experimentar o marsúpio e de nos termos adaptado muito bem decidi, ainda assim, experimentar o sling. Gosto de ir variando ;o)

Pesquisei um pouco e encomendei o meu na Sete Folhas. As primeiras vezes que tentei colocar o João lá dentro foram um perfeito caos! Ele guinchava e esperneava de tal maneira que tornava a tarefa impossível de concretizar. Uma das vezes ainda consegui e ele lá se aguentou 2 minutos, com cara de poucos amigos, mas começou logo a chorar em plenos pulmões e tive que o tirar. Ora, como não sou pessoa de desistir facilmente, voltei a tentar, claro!

E desta vez a coisa correu tão bem, mas tão bem, que além de ter sido facílimo colocá-lo no sling, o João adormeceu instantaneamente! Fomos dar um passeio a pé, tirámos fotografias e voltámos para casa com ele sempre bem aninhado e a dormir profundamente! Adorámos! :D


terça-feira, 10 de junho de 2008

Fim-de-semana em grande!

Como o avô do João fez anos no final de Maio, decidimos oferecer-lhe um fim-de-semana numa quinta de agro-turismo em Porto de Mós (Quinta de Rio Alcaide) onde já tínhamos ido há dois anos. Correu tudo muito bem! Os avós maternos do Joni aproveitaram para descansar e também para mimar muito o seu netinho mais novo.

O João estranhou o dia de Sábado e nessa noite não dormiu mais do que 4 horas seguidas (andava a dar-nos noites de 7h sem acordar para mamar), esteve um bocadinho rabugento e choramingão. No Domingo decidiu não pregar olho todo o santo dia! Acordou às 8h30 e só adormeu às 20h, ao colinho do papá... e... pasmem-se... dormiu 10h30 de empreitada!!! Eu perdi a conta das vezes que me levantei para o ver... dormia que nem um anjinho! Ontem passou o dia todo molengão e a querer dormir... despertou à noite e voltámos "aos antigamentes", LOL, acordou de 3 em 3 horas para mamar e não queria dormir nem por nada... Eu e o papá já estávamos a ficar habituados a dormir 5 ou 6 horas seguidas, mas o sr. Joãozinho anda sempre a trocar-nos as voltas ;o)

quinta-feira, 5 de junho de 2008

Amamentação

Mais tarde ou mais cedo este post tinha que chegar.
Confesso que tenho adiado escrevê-lo na tentativa de me esquecer das coisas menos boas da amamentação. Mas para quê?! Afinal fazem parte...

O João nasceu às 17h55 e eram cerca das 19h30 quando uma estagiária de enfermagem o colocou na minha maminha. Ele pegou quase imediatamente no peito e bebeu um pouco, mas adormecia constantemente, tendo que ser estimulado (mexendo-lhe, por exemplo, nos pés e retirando alguma roupa). Chorei de felicidade porque sempre desejei amamentar o meu filho. Não imaginava que em breve as lágrimas seriam por outros motivos...

As instruções eram para não o deixar mais de 3 horas sem mamar. Assim fiz... O relógio pendurado na parede mesmo à frente da minha cama passou a ser uma obcessão. Não conseguia dormir, em parte, com medo de que passassem as tais 3 horas sem eu dar conta.

Na manhã seguinte já não estava lá a estagiária (que foi sempre muito meiga e transmitiu-me muita tranquilidade), mas estava o enfermeiro que me ia fazer chorar... e muito! Nem os meus cães são tratados assim no veterinário... mas enfim... Entrou no quarto e quis saber como estavam a correr as coisas. "Bem...", foi a minha resposta. "Então ponha-o lá a mamar para eu ver", respondeu ele. Assim fiz... Desta vez o João teve algumas dificuldades em pegar na mama, mas eu sabia que se lhe desse tempo ele acabaria por conseguir, tal como tinha acontecido durante a noite. Mas não tivémos direito ao NOSSO tempo... O enfermeiro virou-se e disse, rispidamente: "Os seus mamilos não prestam. Fico muito preocupado com este bebé. Peça mas é a alguém que lhe traga bicos de silicone, que se vendem nas farmácias." Eu disse-lhe que não era necessário porque ele tinha mamado bem durante a noite, só era necessário que o João (e eu) nos acalmássemos e as coisas correriam bem. Olhou para mim de lado e saiu da enfermaria para logo voltar com uma seringa na mão. Sem me dar satisfações de nada e sem me explicar ou sequer pedir autorização, agarrou-me na mama e com a seringa (sem agulha, claro...) puxou o mamilo para fora (a ponta da seringa estava cortada e o objectivo era fazer vácuo). As dores que senti foram horrendas e desde então este mamilo nunca mais deixou de me doer. Ainda hoje... É o João a mamar e eu a chorar... O João nunca pegou na mama enquanto ele esteve connosco... Chorei que me fartei e assim que o enfermeiro virou costas, ofereci o outro peito ao João.

Depois disto... fiquei tão preocupada e angustiada que o João passava quase 24h por dia agarrado à mama... fosse a mamar ou a chuchar... não me interessava. Fiquei com os mamilos feitos em m***a (desculpem a expressão)... mas não desisti. Nos momentos em que ficava só com o João e com o meu marido chorava... chorava... e chorava... Só queria vir para casa...

Felizmente a enfermeira do turno seguinte foi bem mais humana. Quando me apercebi da troca dos turnos chamei a enfermeira e perguntei-lhe o que havia de errado com os meus mamilos... NADA! Ela, com muita calma e paciência, ajudou-me e explicou-me algumas estratégias para ajudar o João a fazer uma pega correcta. As coisas melhoraram bastante, mas as dores já cá estavam. Ela percebeu que as coisas não tinham corrido bem no turno anterior e a verdade é que o dito enfermeiro não voltou a pôr os pés na enfermaria em que eu estava (e não foi só comigo que ele andou a implicar, tendo sido rude e mal-educado também com uma outra mamã que estava ao meu lado...).

Entretanto viemos para casa e foi altura de tentar tratar dos mamilos gretados, dos caroços no peito, das dores... O peito esquerdo melhorou e ainda hoje está óptimo. Agora o direito... uns dias melhor outros pior... e lá tive que pedir ao George para me comprar os ditos bicos de silicone, porque não queria parar de amamentar, mas fazê-lo a chorar e a contorcer-me com dores também não estava a ser bom nem para mim nem para o João. Acabou por resultar e aliviou bastante. Assim que percebi que era capaz de aguentar o desconforto deixei de os usar. Mas a verdade é que este mamilo nunca mais ficou a 100 %. Agora, na mamada da manhã, tenho retirado o leite deste peito com a bomba manual (que não me magoa) e dou o meu leite em biberon ao João. Tenho feito isso para aliviar um pouco a mama... mas quando lha dou, às vezes ainda tenho dores até às lágrimas.

E agora a telenovela do peso... A primeira ida ao Centro de Saúde correu menos mal. O João tinha aumentado 140 gramas. Um valor aceitável, nas palavras da enfermeira. Na opinião da pediatra o João estava muito bem e já tinha recuperado e ultrapassado o peso com que nasceu (o João estava nesta altura com 3 semanas). A decisão foi continuar com a amamentação exclusiva. Não imaginam a minha felicidade! Mas imaginam a minha cara quando na semana seguinte a enfermeira me disse que o João estava muito magrinho e que os 160 gramas que tinha engordado não eram suficientes. Chorei... chorei... e chorei... Telefonei à pediatra que me disse que a enfermeira não devia estar boa da cabeça e que o meu leite, pelo menos até ver, era suficiente. Na semana seguinte lá fomos nós ao peso... felizmente estava lá outra enfermeira que ao ver a minha cara de preocupação com o aumento dessa semana (110 gramas) me disse para não me preocupar... que estava tudo bem e para continuar a dar só maminha... Assim fiz... E na semana seguinte a balança acusou um aumento de 260 gramas! Fiquei tão feliz... Mas a verdade é que eu sei que o peso do João não é nada por aí além e ele tem estado a aumentar sempre no limite mínimo do aceitável... Mas continua só com a mama, pelo menos até à consulta dos dois meses.

Não tem sido fácil. Tem sido uma angústia muito grande. Tão grande que temos uma lata de suplemento, ainda fechada, mas a postos para alguma eventualidade. Não queremos que o nosso filho passe fome. A amamentação é muito importante... concordo! O leite materno é o melhor para o bebé... também concordo! Mas a que preço?! Eu sou a favor da amamentação, mas tenho sofrido muito com esta decisão. As dúvidas e as incertezas são mais que muitas... mas insisti e não penso em desistir. Mas não pensem que não olhei já mais do que uma vez para a convidativa lata de suplemento ali em cima da estante. E não pensem que vou hesitar em recorrer a ela no dia em que SENTIR que o meu leite, afinal, pode não ser suficiente. E, apesar de tudo, já me considero uma vencedora...

Corrente de Solidariedade

Não podia ficar indiferente ao apelo que encontrei no blog da mamã Sofia e da Bolotinha... Espero que o Tiago recupere!

"A Ana precisa muito do nosso apoio e carinho pois atravessa um momento deveras difícil: ao seu marido Tiago foi-lhe diagnosticado um tumor cerebral e, infelizmente, ele encontra-se presentemente em coma, em grau moderado.

Para manifestar a nossa presença e a nossa esperança, peço-vos que colem este selo nos vossos blogs para, todas/os juntas/os criarmos uma corrente de pensamento possível para este casal tão bonito, que espera uma filha em Outubro.

Obrigada!"

Blog da Ana
Blog da irmã da Ana, a Isabel, que nos traz regularmente noticias da Ana e do Tiago.

segunda-feira, 2 de junho de 2008

Fim-de-semana

Finalmente consegui os cinco minutinhos da praxe para escrever as novidades! O João adormeceu ao meu colo e foi agora transferido para o colinho do papá!

Tal como previsto, Sábado fomos ao casamento do "tio" Luís e da "tia" Meggy! Correu tudo pelo melhor! Fiquei super-feliz por este casamento e ainda mais feliz por ter tido a honra de ser a madrinha do meu querido amigo! É daquelas amizades para a vida toda... já lá vão quase 23 anos que nos conhecemos e temos sido sempre inseparáveis!

O João, como sempre, impressionou toda a gente por ser muito calminho nestas situações que têm tudo para o irritar e stressar. Ele é um grande cusco e adora ouvir e ver pessoas! Esteve quase sempre acordado e só choramingou para pedir as suas refeições, claro!

Dormimos em Belas e na manhã de Domingo, dia da criança, o primeiro a receber um grande e valioso presente foi o avô Carlos. O João brindou-o com uma série de sorrisos e balbuciou alguns sons com entusiasmo, respondendo à "conversa" que o avô estava a ter com ele. Não tardou muito a ficar rodeado pela avó Sofia, pela bisavó Cacão, pelo bisavô Rui e pelo primo Rodrigo que queriam ver a "conversa" do João com o vovô. O que também não tardou, foi o João a ser disputado para andar de colo em colo... :o)

O Joni recebeu ainda alguns presentes: roupa oferecida pela avó Sofia e pela tia Gisa e dos papás recebeu uma espreguiçadeira nova e o cd das músicas da carochinha... que eu tenho passado o dia a cantar para ele, tadinho! ;o)