sábado, 31 de dezembro de 2011

Hasta la vista 2011!

Foste um ano lixado e começaste logo a doer - os meses de Fevereiro e de Julho mais valia riscá-los do calendário... Mas também tiveste coisas positivas, claro, embora não me vás deixar saudades. Fizeste questão de acabar presenteando-nos com uma surpresa que nascerá no próximo ano. Bye bye 2011! E que 2012, apesar da tão falada crise, seja próspero em todos os aspectos, principalmente na saúde - que é a nossa maior riqueza. Que saibamos ultrapassar os obstáculos e aproveitar todas as oportunidades. Boas entradas!

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Férias de Natal

Apesar do jardim-de-infância do João não fechar para férias, decidimos que ele ficaria esta semana em casa. Tem corrido às mil maravilhas. Ele anda feliz da vida, mas ontem disse que tinha saudades da escolinha - depois de eu lhe ter perguntado. Têm sido dias de passeio, idas a casa da avó, brincadeiras e bulhas com as primas e a irmã e muito, muito mimo! Ainda ontem à noite me disse: "mamã, gosto muito de ti...", seguido de um "quero colinho, mamã". Não preciso de nada mais do que isto! Coração cheio para acabar o ano em beleza, em casa, com os meus amores e alguns amigos do coração - que curiosamente conheci através do blog :p

No penúltimo...

... dia do ano, fui fazer as análises do primeiro trimestre. Já cá cantam quase 9 semanas de feijãozinho. Na próxima terça voltamos ao hospital para dar uma espreitadela e na sexta tenho consulta de saúde materna no centro de saúde.

Os enjoos continuam e a sensação que tenho é que vomito para aí 90% daquilo que como. Principalmente líquidos... água, chás, leite - o leite então, ui! -, sopa... Não fica grande coisa para contar história. Espero que passe em breve... Ando cansada e sem forças, só me apetece dormir.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Xaropes

Vou lendo aqui e ali o drama que muitas de nós passam para dar os xaropes aos miúdos. Para variar, vou armar-me em mete nojo. Todas as noites os miúdos têm tomado o Aerius. E todas as noites o João nos lembra que temos que lhes dar o xarope e fez birra quando deixámos acabar o frasco e nos esquecemos de comprar outro. E todas as noites se delicia a beber o dito cujo xarope. E a Rita, assim que me vê com a espécie de seringa que aquilo traz, atira com a chucha e bebe tudo como se estivesse a beber a melhor coisa do mundo. Eu já provei, é doce, mas não é assim tão bom. E não é só o Aerius que eles tomam bem, marcha tudo, desde que seja doce. Fixe!

Hoje...

... foi dia de conhecer uma amiga virtual que acompanho e nos acompanha há mais de 3 anos. São pessoas assim que me enchem o coração. Ter a certeza de que aquilo que nos parece ser é mesmo :) E mais giro foi ver os miúdos a darem-se bem, apesar de o meu João se fazer de difícil ao início :)

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Mãe, posso comer um "gusolice"?
:)

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

O nosso Natal

Na véspera de Natal tivemos a visita do meu irmão durante a tarde. Já que algumas pessoas da minha família não quiseram vir cá passar a Consoada, ele veio fazer-nos uma surpresa. Trouxe os presentes dos miúdos - e os nossos - e tiveram autorização para abri-los logo :)



















Depois, já eram horas de começar a preparar o jantar e ter tudo pronto para a chegada da "famíía" como diz o João. Ele estava em pulgas, passou a tarde a perguntar quando é que chegavam e se ainda faltava muito.

Por volta das 17h30 deitámos a Rita para fazer a sesta da praxe. E esperámos. Esperámos, esperámos e esperámos mais um bocadinho. Pois que a cachopa não acordou para jantar nem para coisa nenhuma. Como tinha tido o pico de febre na sexta-feira não quisemos acordá-la. E a nossa princesa dormiu... das 17h30 até às 7h da manhã de dia 25. O pai mudou-lhe a fralda, vestiu-lhe o pijama e deu-lhe um biberão de leite por volta das 23h30 e ela sem acordar. Claro que sentimos a falta dela à mesa, mas... eles é que mandam e se ela estava abatida por causa da vacina, deixámo-la dormir descansada.

Jantou-se, conversou-se, comeu-se mais um bocadinho e depois fomos rodear a árvore de Natal. O João e a prima mais nova brindaram-nos com uma actuação em que cantaram os dois o Pinheirinho de Natal e, para mim, foi esse o momento alto da noite :)




















Depois chegou a hora de começar a abrir os presentes e ficaram todos satisfeitos. O João recebeu de nós um conjunto de camiões e escavadoras e a Rita recebeu, além da cozinha que já lhe tínhmas dado, o dvd da Xana Toc Toc. E claro, receberam mais brinquedos e alguma roupa. O João foi para a cama às 23h30 e nunca se tinha deitado tão tarde. E portou-se tão bem!

Na manhã do dia de Natal a Rita lá abriu um ou dois presentes e ficou toda contente. Fomos, depois, para casa dos meus pais, onde nos esperava um almoço maravilhoso e mais uma catrefada de presentes. A meio da tarde voltámos para casa e ainda tivemos a visita da minha irmã, cunhado e sobrinhos. Já não saímos mais de casa e deixámos ficar a aproveitar as últimas horas destes dias que passaram num instante.

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

E pronto...

Rita com febre (39ºC) e rabugenta... Não quis lanchar, não quis jantar. Ben-u-ron e caminha...

Consulta

Esta manhã tive consulta com a médica de família. Já tenho as análises do primeiro trimestre para fazer e a isenção. Também me queixei dos enjoos, vómitos e azia e ela receitou-me umas pastilhas para a azia. Quanto ao Nausef para os enjoos... nem pensar! Aquilo dá-me uma moca monstra e não posso andar "pedrada" de sono com a Rita para tomar conta. A DPP aproximada é 7/8/2012. Já fiquei, também, com a consulta de saúde materna marcada para Janeiro.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Do Natal

Este ano passamos a véspera em casa, com os meus sogros, cunhados e sobrinhas. Vai ser mais uma véspera de Natal atípica, vai ser a segunda vez que vou passar a consoada sem ser com os "meus", em casa dos meus pais. Para lá iremos no dia de Natal. A correria de sempre, portanto, mas em direções inversas.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Vacinas

Hoje, com 17 meses, a Rita levou finalmente as vacinas dos 15. Foi o papá com ela e veio prevenido para as possíveis reacções - rabujice, incaçho dos gânglios no queixo e pescoço e febre que pode chegar aos 40º (passava muito bem sem qualquer uma delas...).

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Vila Natal

Segunda-feira o João baldou-se ao jardim de infância e fomos visitar a Vila Natal. Há dois anos não tínhamos achado grande piada, nem ele achou nenhuma. Mas este ano foi muito giro e ainda por cima com a companhia de amigos e da prima mais velha - a Rita ficou com a avó. Andou em tudo o que quis - saímos de lá quase falidos, mas felizes. Ele foi rampa de gelo, ele foi patinagem no gelo, ele foi karts, ele foi labirintos, ele foi carrosséis, ele foi fábrica do Pai Natal, ele foi insufláveis, ele foi tudo! Ele e o pai dele, que aqui a "je" gosta mais de ficar do lado de fora a ver, apreciar e fotografar. Ok, e rir dos tralhos qe a malta deu na pista de gelo. Este ano sim, gostámos e recomendamos! Foi um dia em cheio! Ah! Ele não achou grande piada ao Pai Natal, estava com um ar aterrorizado :)


Tum tum tum

Fomos logo pela manhã ter com a minha obstetra ao hospital. Recebeu-me com um sorriso enorme, como sempre, e assim esteve todo o tempo que lá estivemos. Depois dos procedimentos do costume, ficámos a saber que temos um grão de arroz com 1,08 cm e um coração a bater com muita força. Pelas medidas, estarei grávida de 7 semanas e 1 dia. Saí de lá de lágrimas nos olhos... e só me apetecia chorar, chorar muito. Não um choro de tristeza, mas um misto de alegria, alívio por estar tudo bem e medo do que estará para vir. Fiquei de lá voltar daqui a duas semanas para voltarmos a ver o grãozinho e depois terei consulta particular com ela no dia 9/1. Disse-me para ir tratar da isenção ao centro de saúde, marcar consulta e pedir análises que assim já levo tudo para a consulta com ela. Ficou tudo marcado e esta sexta já tenho consulta de saúde materna. Também me disse para marcar a ecografia do primeiro trimestre, que entretanto já marquei para o final de Janeiro, juntamente com o rastreio bioquímico. Estava a precisar de um abanão, tenho andado meio anestesiada e a fingir que não se passa nada. Mas passa. Tenho (mais) um bebé a crescer dentro de mim e está mais que na hora de não ter medo de dizer a frase: "estou grávida".

domingo, 18 de dezembro de 2011

Balanço

Muito enjoos, muitas visitas à WC, muito vomitanço, muita azia.
Muito cansaço, muita molenguice e muito sono.
Sede, muita sede.

Vontades (aka desejos): iogurte grego.

O (des)ânimo é mais ou menos o mesmo.
A ver se arrebito na terça-feira - dia de ecografia para confirmar a gravidez e o tempo de gestação.

sábado, 17 de dezembro de 2011

Festa de Natal

A festa correu muito bem! A sala dele participou três vezes e eu babei, claro - mas, por incrível que pareça, não chorei, guardei a lamechice toda para chorar em casa. Ele esteve muito bem, muito concentrado e cantou tudo direitinho. A parte das coreografias é que era vê-los todos um para cada lado - haja criatividade ;) De vez em quando andava à nossa procura e ficava todo contente quando nos via. Fomos todos cá de casa, a avó paterna, a prima Julia, os avós maternos e os bisavós maternos (meus avós). No final cada um recebeu um presente do Pai Natal e ele ficou ainda mais feliz! Depois tivemos o lanche, para o qual todos os pais contribuíram. Na hora de vir para casa quis ir com a prima para casa da avó e lá ficámos nós só com a Rita - que também se portou muito bem e aguentou a festa toda.

Hoje

A minha pitufa faz 17 meses e é o dia da festa de Natal do Joni - a primeira! Eu estou tão nervosa que mais parece que me vou casar ;)

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Já está!

Na segunda feira fiz os doces de morango e framboesas e hoje dediquei a tarde às bolachinhas de manteiga, às quais juntei um pouco de canela. Decorei algumas com bolinhas coloridas e outras com pastilhas de chocolate. Ficaram muito boas e a aparência também é óptima :)

Vamos oferecer um frasco de doce e uma lata de bolachas apenas à educadora do João e às duas auxiliares da sala dele - uma lata e um frasco iguais para cada uma.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Os maus

O João esta manhã contou-me uma história mirabolante que metia maus e  muito medo e ele a mandá-los embora porque era muito forte. Pesadelos, pensei eu.

Agora, quando o fui pôr na cama, pediu-me para me deitar 2 minutos ao pé dele. Enquanto lhe ia dizendo que não era boa ideia, ele veio outra vez com a conversa dos maus. Que tinha medo que eles aparecessem e que não se fossem embora quando ele mandasse. Lá fui eu com ele para o quarto e assim que a Rita deu por nós pôs-se logo em pé na cama em alegre "palradice" e grunhidos - muito grunhe esta miúda. Ele só fazia era gemer e observar o quarto todo até que me lembrei de lhe dizer que a mana também estava atenta e estava a tratar de manter os maus longe do quarto deles, que era por isso que ela estava a fazer tanto barulho. E ele ficou convencido - e já estão os dois a dormir :)

Também lhe disse que, caso os maus aparecessem por algum motivo, para chamar o pai que ele ia lá mandá-los embora :)

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Contagem de decrescente

A festa de Natal do jardim-de-infância do João vai ser no próximo sábado à tarde. Estou a começar a ficar impaciente :)

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

A (des)ordem natural das coisas

Estava tudo tranquilo. Dia 25 ou 26 tive uma pequena perda de sangue - coisa normal porque faltavam, supostamente, 1 ou 2 dias para me vir o período. Nos dias seguintes seguiram-se as moínhas na barriga, os intestinos às voltas, a tensão mamária - os meus sintomas habituais de TPM. Mas os dias foram passando. E nada. Nem vestígios. Desvalorizei. Mesmo a tomar a pílula, quando estou sobre stress - e, por um motivo em particular, o último mês e meio foi um quase pesadelo -, não tenho ciclos certinhos. No mês passado tinham sido 5 dias de espera angustiante até o dito cujo dar um ar da sua graça. Este mês foi ao quarto dia que decidi fazer um teste daqueles - dia 2/12. E não esperava ver as duas risquinhas, só e apenas uma. Fiz o que tinha a fazer e saí da wc para ir à cozinha fazer não sei o quê que demorou 3 ou 4 minutos. E depois voltei e os meus olhos bateram nas duas linhas. Cor-de-rosa. Duas linhas. Desabei. O que devia ter sido um motivo de alegria, para mim, naquele momento, foi um desespero. Chorei, chorei muito - e foi assim que o George me encontrou, a chorar desalmadamente e a balbuciar os maiores disparates que possam imaginar. Não estava preparada - e ainda não estou. Não estava planeada nenhuma gravidez para já - falávamos nisso de vez em quando, mas para daqui a um ano ou dois. Porque estou cansada, esgotada mesmo. Física e emocionalmente. Porque ter dois filhos quase de empreitada e ter passado pelo(s) maior(es) medo(s) da minha vida das duas vezes em que a Rita esteve internada deram cabo da minha resistência - achava eu. Não me sentia - e não me sinto - preparada para ser mãe outra vez. E, ainda hoje, não consigo acreditar. Já revi todos os dias do ciclo, um a um, a tentar perceber o que aconteceu. E dói-me. Dói-me não conseguir sentir uma alegria genuína por mais esta bênção. Acho que ainda não me "caiu a ficha". Onde devia ver alegria, só encontro percalços e problemas. Felizmente, o George ultrapassou o factor surpresa rapidamente. Está feliz. Está toda a gente feliz. Menos eu. Eu nem sei bem o que estou. Ainda ontem à tarde descompensei, porque não sou de ferro, não sou perfeita. A única coisa que me ocorria era "eu não vou ser capaz, eu não posso e não quero ter outro filho agora". E depois soube de uma mãe que perdeu a sua bebé, o seu coração, a sua vida. E senti-me uma perfeita idiota. Como é que eu posso não celebrar esta vida? E sim, podia dar a notícia de forma cor-de-rosa, mas este é também o meu diário. Espero que um dia este filho não sinta que não foi desejado, apenas não foi planeado - como o pai passa vida a repetir-me. Só isso. Porque acredito piamente que tudo se vai compôr dentro de mim, basta dar tempo ao tempo.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Porque eu também sou gente

A minha pessoa, apesar de ser muito zen, é imensamente controladora.

Gosto de planear, prever, antecipar e não gosto nada, nadinha mesmo, quando os planos - ou a falta deles - me saem furados. Gosto da sensação de pseudo-segurança que nos dão as pseudo-certezas.

Mas, ultimamente, mais parece que tenho andado numa montanha russa - e não, não gosto de montanhas russas. E sinto-me a perder o controlo sobre a minha própria vida e sobre as minhas vontades e objectivos. E não gosto disso. Não sei lidar bem com estas tempestades que não consegui antever.

E, agora, estou a entrar na fase do balanço - do exame de consciência, como dizia a minha querida (bis)avó Rita -, do tentar perceber o porquê das coisas. Porque não acredito em acasos e sei que tenho alguma coisa importante a retirar destas vivências pessoais que me têm destabilizado.

A ver vamos o que se seguirá.

sábado, 3 de dezembro de 2011

Hoje

Esta manhã lembrei-me de uma receita de bombons de avelã que vi numa revista da bimby do ano passado e decidi experimentar. Não são difíceis de fazer e ficam divinais! Muito bons, mesmo! E ficam com um aspecto fantástico. Tive a ajuda do João para lamber o copo e a espátula e todos quiseram fazer o controlo de qualidade. Não queiram saber a mega birra que a Rita fez, com direito a rios de lágrimas, porque não lhe queríamos dar chocolate. Lá a deixei lamber um bocadinho do meu dedo para a rapariga acalmar :)
As excelências hoje decidiram boicotar a sesta e estiveram 2 horas no quarto na maior das festas. Escusado será dizer que são 19h40 e já estão os dois na cama - depois de uma hora seguidinha de birras a duplicar. Dizia-me o João que a mana hoje também não fechou os olhos para dormir. Em quem se terá ela inspirado?

Do ranho

A Rita tem andado ranhosa. Cheira-me que este outono/inverno vai ser assim semana sim, semana não. Ela já está tão habituada ao soro e ao aspirador nasal que até põe o nariz a jeito para fazermos o que tem que ser feito. Sem choros e sem dramas. E quando vê papel higiénico ou algum guardanapo tira um bocadinho e assoa o nariz sozinha. Só à máquina dos vapores é que ela não acha grande piada e temos que ficar - eu e o João enquanto o pai segura o tubinho - a cantar-lhe para a distrair.

Amarela

Foi a bolinha que o João teve ontem no quadro do comportamento na escolinha. Foi a primeira... Diz que se portou bem nas "tografias", mas que na hora da sesta não quis fechar os olhos e meteu os pés em cima da mesa. Espero que não seja um prenúnico para o fim de semana.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

O primeiro...











... desenho " a sério" que o João fez em casa já voou e aterrou em Berlim. Fez três desenhos de extraterrestres especialmente para oferecer ao tio Rui no aniversário :) A figura que parece uma galinha/pássaro é o João, o do meio é o extraterrestre e o da direita é a Rita. Original, no mínimo :)

Hoje

Hoje é dia de fotografias no jardim de infância do João.

Tendo em conta o dia de ontem, em que nos ia levando à loucura tamanha foi a birra e o mau feitio, espero que hoje esteja mais bem dispostinho...

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Depois do lanche

Depois do lanche o João quer brincar. Como mãe galinha que sou, vou sempre pô-lo ao jardim de infância quase em cima das 9h30, hora limite para a entrada, e vou buscá-lo às 16h, hora a que começam as saídas. Mas, depois do lanche eles costumam ir brincar... e eu já levei com o recado dele "n" vezes... é para o ir buscar depois do lanche, mas só depois de ele brincar um bocadinho. Para eu ir "muito, muito, muito, muito, muito, muito tarde". E eu até tenho ido. Tenho ido por volta16h30/16h45. Mas pelos visto não chega. Mãe sofre! :)

Cá em casa...

... já é Natal :)
















Fizemos a árvore e o presépio no sábado e até agora nem tem corrido mal de todo. A Rita ataca as bolas. O João brinca com as personagens do presépio. Uma festa, portanto! :)

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Dos presentes

Já me decidi quanto às lembranças para a educadora e auxiliares do João. Vou fazer estas bolachas de natal com ele e compota de morango com framboesas. Ontem já fui ao "De Borla" para me abastecer de caixinhas de alumínio para pôr as bolachinhas e frascos para doce tenho cá em casa aos montes :)
Vamos cravar o tio para fazer um rótulo catita e um cartãozinho personalizado et voilá!

Também me vou aventurar a fazer o Bolo de Natal na lata para oferecer a outras pessoas. Podem ver a receita AQUI, é uma ideia muito gira!
...
ADENDA
As latas que comprei são estas da fotografia. Vêm em conjuntos de 3, umas metidas dentro das outras; a maior é do tamanho das latas de bolachas de manteiga que se encontram nos supermercados. Custa (cada conjunto de 3) 1,99€ no De Borla e são presença assídua cá em casa porque me dão imenso jeito. Além de biscoitos e bolachas também dão para guardar os rebuçados e outras guloseimas - uma delas, por exemplo, está cheia com as gulosices que os miúdos receberam no pão por Deus. Também guardo nozes e outros frutos secos.

Para os doces e compotas uso frascos vazios de Nutella - que cá em casa há com fartura... - e no IKEA também há uns frascos muito giros, mais pequenos, que dão para o efeito. Tenho alguns tecidos de Natal que comprei na feira e vou pedir à minha sogra para me fazer uns quadradinhos para cobrir a tampa, ponho um elástico, prendo o cartão de boas festas e fica feito.

Há dois anos fiz bolachas para oferecer a familiares e amigos no Natal e usei celofane verde e vermelho para as acondicionar, não ficou mau de todo, mas prefiro as caixas - que acabam por não ficar assim tão caras e fazem um efeito mais composto - na minha modesta opinião, que não tenho jeitinho nenhum para trabalhos manuais - e a pessoa acaba por receber os biscoitos ou o bolo e fica também com a caixa que pode ter outras utilidades.

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Cá em casa...

... começa a cheirar a Natal. Ainda não temos a árvore montada nem decoração alusiva à época - talvez o façamos no próximo fim-de-semana -, mas já se entrou no espírito. E, como tal, no Domingo de manhã decici que estava na hora de fazer uma sessão fotográfica caseira com os miúdos para depois o tio Rui fazer o postal de Natal. Tendo em mente a comédia/terror/camada de nervos que foi o ano passado, este ano subornei o João - prometi-lhe um miminho se ele se portasse bem enquanto os fotografava - e até lhe pús um bocadinho de gel no cabelo. Mesmo assim, tivemos chapada, beliscões, puxões e empurrões de parte a parte, mas até correu bem e foi rápido. Precisava de 3 fotos. Tirei 200. Ficaram bem 38. Saldo positivo :)

Especialmente para a avó Sofia, que tem andado um bocadinho em baixo, aqui fica uma pequena amostra (nenhuma destas faz parte dos "final 3").

Vacina

Hoje foi dia de Istivac infantil para a Rita - segunda dose.
Assim que viu a enfermeira com a seringa começou logo a chorar... é o que dá andar a ser picada a torto e a direito - por motivos que, infelizmente, assim o exigem - desde os 6 meses. Acalmou com muito embalo ao meu colo e já está bem disposta outra vez.

Daqui a um mês estaremos de volta para a vacina dos 15 meses (que, por causa das duas doses que precisava de levar da istivac, ficou adiada para os 17 meses).

sábado, 19 de novembro de 2011

Para miúdos (e graúdos)

Hoje fomos à KidZania com o João e com as nossas sobrinhas - a Rita ficou na avó que ainda é muito "mini-mini" para estas andanças. Entrámos às 11h em ponto, pensando que depois do almoço estaríamos despachados, mas só saímos já passava das 17h. Aquilo é fantástico! Mesmo para os adultos, que não podem participar ativamente em nenhuma atividade, é "bom mas bom" sentir aquela energia e o entusiasmo que nos transporta à nossa infância - e à deles. Os miúdos ficaram encantados e desfrutaram verdadeiramente de todas as experiências. Ia um pouco renitente e não imaginava sequer o mundo que se encontrava lá dentro. Acho que pela carinha sorridente do João, dá para ver que ele a-d-o-r-o-u!












Começámos por ir ao Banco trocar os cheques que lhes dão à entrada por Kidzos (a moeda oficial da cidade) e, depois, o João trabalhou no Centro de Reciclagem, na construção de casas, fez pinturas numa galeria, tirou a carta de condução, fez o seu hambúrguer no McDonalds - e comeu-o, coisa que me deixou pasma porque, até hoje, sempre se tinha recusado a provar, quanto mais a comer um inteirinho! -, deu uma voltinha de carro num dos bairros da cidade, fez nectar de pêra na Compal e gelados na Olá!.











No quartel dos bombeiros foi com o restante grupo, em missão, num carro de bombeiros, para irem salvar um "cãozinho". É impagável o entusiasmo dele! No fim de todo o trabalho e dos momentos de lazer chegou a hora de fazer render os Kidzos que restavam na loja de "souvenirs" exclusiva para eles e para as notinhas que ganharam a trabalhar arduamente. Escolheu um Puzzle sobre reciclagem - que, curiosamente, é o tema do Projeto Pedagógico da escolinha dele.












Antes de virmos para casa ainda fomos lanchar ao Starbucks - e eu não resisti a provar uma fatia daquele apelativo bolo chamado "Red Velvet".

Um dia à maneira! Recomendo a visita, que vale mesmo a pena! :)

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

As coisas que uma mãe tem que ouvir...

... (e sorrir), enquanto pensa: WTF?

Diz o João, quando entro na WC para lhe limpar o rabiosque (sim, que a excelência fecha a porta e exige ficar sozinho, só nos chamando quando é para pôr a mão na massa):

- Ai!!! Pensava que era um monstro! Afinal és tu.

LOL! WTF?

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

16 meses

A nossa diabreta já faz 16 meses!
Está linda, esperta, reguila, destemida, descarada, meiga, mimenta, vaidosa, obstinada e desenrascada.
Anda tão entretida a treinar as suas competências motoras, que se vai desleixando da linguagem. Mas já diz "mamã", "mãeeeeee", "papá", "paiiiiiii", "já tá" e "pa" (pato).
Quando lhe dizemos que está na hora de comer, vai à gaveta buscar uma das suas colheres e depois senta-se na cadeirinha dela. Desde que começou a querer comer pela sua própria mão que se acabaram as birras para comer a sopa. A minha "meia-leca" come tanto ou mais que o irmão - só vendo, mesmo!
É uma princesinha numas coisas e noutras parece um rapazinho (é o que dá ter um mano :))
Adooooooora música e dança que se farta! Tenho uns vídeos dela a dançar Caetano Veloso e a dançar a música da Popota - ela não é esquisita - que são de chorar a rir. É que ela dança a andar à roda sobre ela mesma, não sei como ainda não caiu redonda no chão com tonturas :)
É a minha menina, que eu amo mais do que tudo na vida - a ela e a outro rapazinho lindo que eu conheço ;). São muitas as vezes em que dou comigo de lágrimas nos olhos só a contemplá-la (mesmo que esteja a fazer disparates). Milhões de  vezes tê-la a fazer todos os disparates possíveis do que ter que a ver mais alguma vez numa cama de hospital.
Quem te viu e quem te vê, filhota!

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Magusto

Ontem foi dia de Magusto no jardim-de-infância do João. Ficou todo contente quando viu chegar a mamã, o papá, a mana, a avó "E'muínda" e a avó Cacão (bisavó) para a festa da escolinha dele. Foi giro, foram bastantes pais e avós e os miúdos estavam todos numa algazarra. Ainda se conseguiu ir para o recreio durante meia hora, mas depois fomos brindados com aguaceiros. E ainda trouxe para casa um saquinho em forma de castanha, com um cartuxo com duas castanhas lá dentro, feito por ele - com muita ajuda, claro! :)

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Perguntinha

Digam-me, por favor, se costumam oferecer alguma lembrança à educadora e auxiliar(es) dos/as vossos/as filhotes/as, no Natal. Sou caloira nestas andanças, mas tenho a ideia que sim, que se costuma dar qualquer coisa. Estava a pensar em ofertas "home made", como bolo na lata, doces ou compotas, biscoitos ou algo do género. Ideias? Imensamente grata!

domingo, 13 de novembro de 2011

É (também)...

... de fins-de-semana assim que eu gosto. Praticamente não pusemos os narizes na rua. Convidámos os avós paternos e as primas para um lanche de São Martinho com direito a castanhas assadas e água pé. Fiquei a saber que a Rita sai ao pai e adora castanhas. Já o João sai a mim e passa bem sem elas. Fizemos pão caseiro e bolachinhas de Natal. Fiquei ainda a saber que a Rita prefere as nossas bolachas às de compra e parecia uma pequena trituradora. Foi um fim-de-semana caseiro, de molenguice e miminhos. Um fim-de-semana de panquecas com nutella ao pequeno-almoço. Foi bom, mas bom! E agora deixa-nos lá ficar a "apreciar" a trovoada enquanto revemos o filme preferido do João atualmente: "Como treinares o teu Dragão".

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Bendito sejas...

... querido blog, porque em ti registo tudo e mais alguma coisa. O que, já por diversas vezes, mas hoje em especial, me permitiu ter acesso fidedigno a informações preciosas!

No laboratório já não têm sangue para analisar, mas no hospital foram impecáveis e deram-me logo a cópia das análises da Ritolas. Já enviei tudo por e-mail à pediatra para ela poder comparar com as mais recentes. Enviei também fotografias da evolução das borbulhinhas e manchas que lhe apareceram na altura e um relatório pormenorizado de tudo o que aconteceu entre o dia 9 e o dia 25 de Julho.

Agora é esperar.
...
Da minha eco, ainda não tenho o relatório, mas a médica disse que está tudo tranquilo, umas pequenas variações em algumas medidas do nódulo, mas nada de significativo. Para o ano há mais.

Agora deixa-me lá ir com o meu Lucas (um dos yorkshires) ao veterinário que o meu "piquinino" pelos vistos tem epilepsia e teve dois ataques numa semana... :(

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Pediatra

Depois de algumas semanas de muita tosse seca (que passou a tosse com expetoração esta semana), muito ranho e "ronronar" no peito, e como estava mais que na altura de levar a Rita à consulta dos 15 meses na pediatra, marquei consulta para hoje e levámos os dois.

Parece que estava a adivinhar. Já não estão tão ranhosos porque a porcaria passou para os brônquios. Da tosse seca tinham passado para a tosse com expetoração... Vieram os dois com indicação para fazer 5 dias de "fuminhos" com atrovent de 12 em 12h e para continuar com o aerius até o tempo estabilizar. Isto é, até chegar o inverno a sério, sem as variações de temperatura que temos tido. E depois é para reavaliar.
Falámos sobre as análises da Rita, que tinham sido pedidas pela médica de família, e a pediatra pediu-me para tentar arranjar uma cópia das análises que lhe fizeram no hospital da última vez que esteve internada (em Julho), para poder comparar os valores com estas (feitas em Outubro). Também gostava que ela fizesse testes (se o laboratório ainda tiver o sangue da colheita) para saber se é alérgica à penicilina e à amoxicilina. Nem me vou alongar muito porque ia dar pano para mangas... Pelo menos não se conformou com a resposta que tenho ouvido de todos os lados: "nunca vamos saber o que a Rita teve". A pediatra acha que podemos, pelo menos, tentar saber um pouco mais e despistar algumas hipóteses. Vamos ver... Amanhã vou ao laboratório saber se ainda têm o sangue e depois sigo para o hospital para ver se me podem dar uma cópia das análises - e depois vou eu fazer a ecografia de controlo anual por causa do nódulo na tiróide.

Quanto ao peso e medidas da Rita, quebrámos, finalmente, a barreira dos 9 kg. Está com 9,330 kg, 77,5 cm e 45 cm de PC. O João está com 16,500 kg e 1,03 m.

À parte do que já referi, está ótima e recomenda-se. A pediatra passou a consulta toda a repetir: "ela não pára; mas ela não pára; ainda bem que ela não pára!"

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Da cozinha

Asneira, da grossa! Agora, em vez de ter uma cozinha para arrumar, tenho duas. Sendo que, por causa da segunda, ando metade do dia - é o que parece - de cú para o ar a apanhar mini pratos, mini talheres, mini tachos e mini alimentos - sim, Sandra, já abrimos um dos presentes :) - para a Rita tratar de espalhar tudo novamente numa fração de segundo. Objetivo a curto prazo: ensinar a miúda a brincar a arrumar cozinhas :)

A minha pitufa

Cá está a minha descarada mai' linda!
E cá estou eu, depois de já ter ralhado com a minha mãe por me fazer estes totós quando era miúda, a fazer exatamente o mesmo à minha filhota. Ups! :)

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Deles

Duas coisas em atraso, que merecem ficar resgitadas. Começamos pelas boas.

Da Rita:
Há uns dias, no FB, vi a foto da filhota de uma amiga virtual com uma palmeirinha na cabeça. Não resisti e desencantei um elástico meu para fazer um pitó igual è Rita. Fica tão, mas tão fofinha! Claro que a madrinha tratou logo de lhe arranjar um carregamento de mini-elásticos para ela andar sempre toda gira - e pirosa. Então e não é que a miúda agora quer andar sempre de penacho na cabeça? Aponta para o elástico para lho darmos e depois leva a mão à cabeça enquanto diz "éh éh" (expressão que ela usa para dizer quero ou dá).

Do João:
Há cerca de duas semanas deixámo-lo sozinho na sala a ver um dvd do Dartacão. Passado um bocado começa a chamar-me a chorar e muito aflito. Como eu estava a fazer qualquer coisa - não me lembro o quê - pedi ao pai para lá ir. Resumidamente, o João estava a jogar à espada com um pau de madeira (de um quadro do IKEA) em frente à TV, a lutar com o Dartacão, e "strás" deu uma espadachada com toda a força no nosso estimado LCD, que, aparentemente, até parece bem, mas que ficou totalmente estilhaçado por dentro e sem imagem... De cada vez que me lembro tenho vontade de chorar...

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Cozinha

Na segunda-feira tivemos uma visita antecipada do Pai Natal, que passou por cá para entregar a cozinha da Rita e do João. Encomendámo-la há alguns dias na Imaginarium (colorida ao gosto da mãe e em madeira ao gosto do pai) e, depois de ter sido entregue, pedi ao papá para a montar para lhes fazer uma surpresa. Era para ser presente de Natal, mas eu sou pior que os miúdos e estava doida para lhes mostrar. Como a Rita ainda não sabe o que é o Natal também não faz grande diferença. E para o João foi um presente que chegou só porque sim. Porque também sabe bem receber presentes "fora de época". Eles adoraram e eu também! Ontem já nos prepararam um jantar (mais o João, claro) com direito a chá no final. Aliás, o João já informou que é o "chefe" e a Rita a "ajudante". Diz que aprendeu na escola :)

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Ainda do Pão por Deus...

... e do Dia de Todos os Santos. Há alguns dias fiquei surpreendida porque não me tinha apercebido que há tantas pessoas que não sabem o que é o Pão por Deus. Como desde miúda que me lembro de celebrar este dia, pensava que seria assim por todo o país. Mas, afinal, não. Apesar de ser Lisboeta (no meu caso até sou mais Saloia porque o meu pai me registou como tendo nascido no concelho de Sintra) tenho a família quase toda no Oeste e desde sempre me lembro de ter os saquinhos de tecido, feitos pela minha avó e pela minha bisavó, com os quais pedia o Pão por Deus. Já lá vai o tempo em que este dia, que antecede o dia de finados, era passado em família (alargada). Também já lá vai o tempo em que me considerava uma pessoa religiosa (qb). Apesar de me ter desligado da igreja e do catolicismo, continuo a gostar de assinalar esta data (e outras) porque, apesar de ter a carga negativa associada ao dia de finados e ao terramoto de 1755, tenho boas recordações destes dias - que eram passados em família. Gosto destas tradições que me fazem sentir o coração quente. E, por isso, hoje fomos com os nossos filhos e com as nossas sobrinhas, de porta em porta, pedir o Pão por Deus. Espero poder proporcionar aos meus filhos todas as boas recordações que também guardo da minha infância, independentemente do cariz religioso, e esta é só uma delas.

E não, cá em casa não se festeja o Halloween (pelo menos por enquanto, que os miúdos nem sabem que isso existe...). E eu confesso que não acho piadinha nenhuma...

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Pão por Deus

Tal como combinado, ontem à noite fiz massa de broa e esta manhã fui para o jardim-de-infância com o João. Foram também mais algumas  mães e um papá. Foi muito, mesmo muito giro. Um dia diferente para eles e para nós. O João estava todo entusiasmado com a ideia de eu ficar com ele na escolinha para o ajudar a fazer bolinhas de massa. Correu tudo lindamente, todos enfarinhados da cabeça aos pés :)  Quando acabámos de fazer as broas, ele insistiu para que eu fosse para o recreio para o ver brincar. A educadora acedeu e fiquei eu e outra mãe (minha amiga e mamã de um dos amigos do João). Aproveitei para falar um pouco com a educadora dele e foi muito bom vê-lo tão ambientado e divertido - acalmou o meu coração de mãe que anda sempre inquieto a bater fora do peito. 

Quando o fui buscar já tinha o saquinho do Pão por Deus - que vamos pedir amanhã de porta em porta - cheio de broas. Estava muito orgulhoso do seu trabalho :)

sábado, 29 de outubro de 2011

E quem...

... é que já come sozinha com uma colher (ok, e às vezes ainda com a ajuda das mãos)?
A minha pipoca mai' linda!

... é que dá beliscões na cara do irmão e chapadões com toda a força?
A minha cachincha abrutalhada.

... é que faz mega birras porque quer andar sempre calçada - seja com pantufas em casa ou com sapatos/ténis/botas para ir à rua?
A minha princesa cinderela.

... é que faz ainda maiores mega birras porque quer "jogar" no iPad (ohhhh yeahhhh, estamos a criar montros das tecnologias)?
A minha "xica-esperta".

... é que adooooooora música, principalmente do Panda vai à Escola, e abana-se toda ao ritmo da mesma?
A minha tontinha linda.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Reunião de pais

Ontem tivemos reunião de pais da sala do João. Foi apresentado o projeto pedagógico e o plano de atividades para o ano letivo e falou-se sobre as atividades que têm estado a desenvolver. Ficámos muito orgulhosos do nosso menino e a baba escorria enquanto víamos os trabalhinhos dele.

Já na próxima segunda-feira vão comemorar o "Pão por Deus" (dia de Todos os Santos) e eu fiquei encarregue de levar 1 kg de massa de broa (que vou bimbar Domingo à noite) para depois se fazerem as bolinhas e cozerem as mesmas no Jardim-de-Infância. Dia 31 lá ficarei na escolinha com o João, para ajudá-los a pôr mãos à obra :)

domingo, 23 de outubro de 2011

Esta noite já faltou a luz por duas vezes. Como o João disse estar cheio de medo porque associa as falhas de eletricidade à trovoada, eu disse-lhe para não se preocupar porque a luz tinha faltado por causa do vento. E constata ele muito surpreso: "mas eu não sei como é que o vento empurra a luz!"

sábado, 22 de outubro de 2011

Diz o João...

... que a Rita está "barrugenta".

Eu também.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Consulta

Hoje fomos com a Rita ao centro de saúde, ao peso e à consulta dos 15 meses. Está alta e lingrinhas: 77 cm e 8,970 kg. PC de 45 cm.

Como tínhamos tido consulta por causa da alergias há pouco tempo, não houve grandes novidades. A médica apenas referiu que com a idade da Rita é normal que as análises às alergias dêem falsos negativos. Quanto a isso estou descansada porque no Domingo passado ganhei coragem e dei-lhe meio ovo (meia gema e meia clara) e ela não teve reação nenhuma, zero, nicles, niente de nada! Ufa!

Ainda das análises, referiu que as defesas da Rita estão muito boas para a idade dela. Apesar de tudo, e como a Rita anda há semanas com uma tosse para lá de manhosa e que aparece principalmente à noite depois de deitada - daquelas tosses secas que mais parece que ela vai ficar sem respirar tamanha é a aflição - vai tomar o aerius durante uns dias.

Levou a primeira dose da vacina da gripe (istivac infnatil) e chorou, claro... Daqui a um mês leva o reforço e só vai poder levar as vacinas dos 15 meses aos 17 meses (1 mês depois da segunda dose da istivac). As dos 18 meses deverão ser dadas aos 19.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Da vontade de chorar

O João tem ficado sempre bem no jardim-de-infância. Já eu, de cada vez que lhe viro as costas para me vir embora, sou assaltada por uma vontade quase incontrolável de chorar.

Ontem, quando o fui buscar - por norma entre as 16h e as 16h30 -, levei um raspanete dele. Afinal, estava na fila a preparar-se para ir brincar para o recreio com os colegas e eu fui buscá-lo. Toma, embrulha e engole lá mais umas lágrimas que é para não seres totó!

Se em alguns dias até me sabe bem ter mais disponibilidade para mim e para a Rita, noutros sinto-me vazia e sozinha. Sinto falta do tempo que já não passo com o João, sinto falta da companhia e das conversas dele. Sinto falta de saber tudo o que ele faz, ao pormenor, nas horas que não passa connosco.

Ai... o cordão umbilical, o cordão umbilical...

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Alimentação

Na semana passada o João trouxe um recado do jardim-de-infância, a convidar os pais e/ou encarregados de educação e comunidade em geral, para participar numa ação de sensibilização sobre a importância da alimentação, tendo em conta a comemoração do Dia Mundial da Alimentação e o aumento da obesidade infantil.

O papá ficou com o João e Rita em casa para eu poder ir. Deixei o jantar orientado para todos e fui descansada. A ação foi interessante e produtiva, apesar da engenheira não ter dito nada de novo. Tive pena que a adesão dos pais tivesse sido fraquinha, apesar da sessão ter sido realizada em horário pós-laboral. Gostei de saber o que os miúdos andaram a fazer sobre este mesmo tema e quando cheguei a casa consegui explorar um bocadinho mais o assunto com o João.

Gosto destas iniciativas.

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

15 meses













A nossa cachincha faz hoje 15 meses. E voltamos à história de sempre, do tempo que voa. Da nossa princesa reguila que está linda, esperta, espevitada e cada vez mais mimada :)

domingo, 16 de outubro de 2011

Ainda dos bichos do blogger

Acabei por retirar alguns blogues da minha lista de favoritos, para ver se o aviso de malware desaparece e também retirei o contador de visitas. Às donas dos cantinhos que tive que excluir, vou continuar a acompanhar porque estão na lista de blogues que sigo e tenho acesso aos mesmos e às sua atualizações, não ficam é à vista. Deve ser temporário e logo vou introduzindo para ver o que acontece. Continuam a receber avisos? Eu uso o internet explorer e o meu marido o firefox e a nenhum de nós aparecem avisos. Só sei do que se vai passando se me forem avisando...

sábado, 15 de outubro de 2011

3 anos e meio...

... do meu amor, do meu bebé pequenino. 3 anos e meio que passaram a voar. 3 anos e meio de conquistas. De miminhos e de birras.
Continua a ser de ideias fixas e teimoso que nem uma porta. Dá os melhores beijinhos do mundo - só a quem e quando lhe apetece. É ágil e desenrascado. Esperto e perspicaz, não lhe escapa nada. Comilão e guloso. Espevitado e enérgico, eléctrico. É tagarela e "perguntadeiro". Fala muito bem, mas ainda diz algumas palavras à moda dele que me derretem ("méquino" - médico; "panfufas" ou "panpufas" - pantufas; "barro" - rabo; "faísca macuínis" - faísca McQueen). Já aprendeu algumas palavras feias na escolinha (estúpido/a; caraças pá!; porra). Adora jogar à bola, ir ao parque e à praia. Tem ficado sempre bem na escolinha e já tem alguns amigos e "inimigos".

O meu amor, o meu bebé pequenino... já faz hoje 3 anos e meio.

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Das análises

Negativas a todos os testes. A miúda não tem alergias.

Ainda dos beijinhos

Todas as manhãs antes de sair para a escolinha e todas as noites antes da irmã ir dormir, o João dá-lhe muuuiiitos beijinhos e diz-lhe ao ouvido, enquanto ela sorri:
"- Gosto muito de ti, Rita."

Fico sempre de lágrimas nos olhos. E mesmo que tenham passado a tarde toda ao murro e à chapada, são estes momentos que me fazem ter a certeza de que serão amigos e cúmplices a vida toda.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Das viroses

Desta vez das do blogger.
Parece que tem andado para aí uma contaminação qualquer com o blogger.

Tanita, tive que remover o teu blogue da minha lista de favoritos, porque o aviso diz que era daí que vinha a pseudo-contaminação. Eu nunca tive erro nenhum a abrir nenhum blog, parece que para quem usa o internet explorer não aparecem estas mensagens de aviso. Não percebo nada disto.

Gostava de saber se mais alguém recebe estes avisos quando tenta aceder ao nosso cantinho. Anyone???

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Beijinhos

Quem é que dá os beijinhos mais doces e meiguinhos, babados e repenicados? A Rita catita! :)
O primeiro sortudo foi o papá, depois eu. Ontem de manhã foi a vez do João levar uma grande beijoca antes de ir para a escolinha. Adoro estes beijinhos!
...
Ontem fomos de manhã fazer a colheita de sangue para análise. Correu bem, só foi picada uma vez, mas chorou tanto e ficou tão sentida que saí de lá de lágrimas nos olhos... Agora é esperar por sexta-feira para ir buscar os resultados.

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Queres?

Admiro o meu irmão. Por muitas coisas. Mas a criatividade dele e a incapacidade de estar parado deixam-me desarmada. Mas não é só isso. É o facto de ele, às vezes, parecer uma gaja - no bom sentido. É inteligente, é sensível e é romântico que se farta. Esta ideia - do Queres? - conseguiu testá-la em Agosto quando, finalmente, pediu a namorada em casamento. A um "Queres casar comigo?" consta que se seguiram vários "sim, sim, sim!". Finalmente desencalhou e na Primavera do próximo ano conto estar no casório que certamente me vai fazer chorar mais do que o meu - acho que não chorei no meu :)
Podem acompanhar o projeto no site - que está em construção - e também no Facebook. E, quem sabe, podem sugeri-lo a amigos ou amigas que também andem meio para o encalhados à espera do dia ideal, ou da oportunidade ideal... ou da ideia certa! :)

Queres casar comigo? from Rui Quinta on Vimeo.

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Resumo resumido

Que me dói a cabeça "comó" raio...

Consulta da Rita no Centro de Saúde. Vai fazer análises para testar as alergias (ao ovo, marisco, morangos e mais umas quantas). Já estão marcadas para segunda-feira, lá vai ela ser picada mais uma vez. Vai levar a vacina da gripe. Já comprei a vacina e li na bula que para a levar não pode ter alergia ao ovo. Temos que esperar pelas análises. Está outra vez com uma mega constipação, muito ranho, muitos espirros, muita tosse - daquela que leva ao vómito. Mas bem-disposta. Embirrenta, terrorista e com queda para o disparate. Tem os pulmões limpinhos - menos mal. Continuar com o soro e fazer 3 dias de neo sinefrina. O João também está com tosse. E está insuportável, irritante e birrento. Ficou mais desafiador e mal-educado desde que foi para o jardim-de-infância. Não sei se terá sido coincidência mas não gosto que me chame estúpida aí umas 50 vezes por dia. Só até encontrar o castigo que o cale. Ou lhe enfiar uma palmada no rabo. Mas hoje trazia uma medalhinha feita de papel a dizer "esta semana portei-me muito bem". Pois, mas não foi em casa. Eu também tive consulta. Tudo nos trinques menos o estômago e o colesterol: o habitual. Já iniciei o ginásio. No primeiro dia julguei que morria. No segundo também. No terceiro fiquei a pensar: venha de lá o ca*#$o que me faça desistir. E é isto. Estamos cá para as curvas.

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Disparate X 2

A Rita foi promovida pelo irmão a "disparate". Mãe, olha o disparate. Mãe, tira daqui o disparate. Mãe, o disparate está a mexer nos meus brinquedos. Mãe, o disparate está a subir a cadeira. Acho que não é preciso dizer mais nada.

Por sua vez, na segunda-feira, o João também resolveu dar numa de disparate. Depois de o ir buscar ao jardim-de-infância começou a contar umas coisas. Mãe, o João hoje po'tou-se um 'cadinho mal na escola. Mãe, hoje a Pipa sentou numa cadeira das pequeninas - esta não tinha percebido bem. 

No dia seguinte contei as conversas dele à educadora. Moral da história: o João portou-se (muito) mal, andou a desafiar uma auxiliar que ainda não tinha conhecido, andou a dar pontapés aos colegas e a ser desobediente. E ela teve que o pôr de castigo, mandando-o sentar-se numa cadeira das pequenas para ele pensar nos disparates que tinha andado a fazer. 
Mas, vendo bem as coisas, eles até parecem dois anjinhos.

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Olha nós!

Aqui está o vídeo do programa desta tarde:
http://sic.sapo.pt/video/?articleId=780151

Foi uma experiência muito gira :) A Rita esteve no máximo dois minutos no estúdio e depois deu à sola :)

Hoje

Mais logo, lá para as 17h15, a Ritinha e eu vamos estar no programa Boa Tarde, na SIC, a partilhar a nossa experiência com as fraldas reutilizáveis :) Agora não queremos outra coisa, lol!
...
Entretanto, o vídeo na nossa participação no programa da TVI está no Facebook da Nestlé.

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

A minha semana em imagens

Inspira. Expira. 

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Hein?!

Conversa com o João, quando este estava de piloca ao léu, pronto para lavar o rabiosque:

- Mamã, o que é este saquinho que eu tenho aqui debaixo da pilinha?
(pensei, mas não disse: WTF???)
- Oh filho, são os testículos. Também lhes podemos chamar "tintins".
- Ah... e o que são estas duas bolinhas dentro dos meus tintins?
- Uhmmmm... as bolinhas são os testículos que estão dentro desse saquinho.

E toca a desconversar rapidamente! Se calhar é melhor começar a ler uns livritos de anatomia para lhe explicar tudo bem explicadinho :)

20h45

- Estou tão cansado... só me apetece ir dormir.

E foi. Fez chichi, lavou os dentes e foi para a cama.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Ontem e hoje a minha mini-aspirante-a-terrorista, todo o tempo que não esteve a dormir, andou atrás de mim a choramingar, a agarrar-se às minhas pernas a pedir colo e a rebolar pelo chão com crises de fúria - quem explica à "piquena" que não posso andar sempre com ela ao colo? Nos "entretantos", conseguiu quase levar com a tábua de engomar em cima, pendurou-se numa cadeira que também quase lhe caiu em cima e pendurou-se na porta do forno que se abriu, o que fez com que ela se estatelasse no chão... - MEDO! Isto para não dizer que no fim-de-semana a encontrei em cima da cómoda... (que estava encostada a um sofá). Inspira... Expira...

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Teleférico

Depois muitas indecisões - ou não fosse eu balança - decidi que iríamos passar o dia do meu aniversário ao Parque das Nações para irmos andar no teleférico. Saímos a tempo de almoçar no Entra e depois lá fomos. Adorámos, claro! O dia estava quente, a contrastar com o frio e nublado que deixámos para trás. O João - apesar das 1500 birras - e a Rita estavam todos contentes e entusiasmados com o passeio.


Ainda demos um salto ao Dolce Vita para pôr o carrinho da Rita na "revisão" e depois rumámos a casa.
De volta ao lar doce lar, foi hora de jantar com a família e cantar os parabéns - o João passou o dia todo a perguntar quando íamos cantar os parabéns à mamã :)
O único senão foi a gaita da sinusite que me acompanha há quase 2 semanas e que ao final do dia de ontem fez bastantes estragos...

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

32

Parabéns a mim! :)


sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Do infantário

Na segunda-feira o João não foi à escolinha porque ainda estava com diarreia, mas na terça voltámos à rotina. Pensei que íamos ter sangue, suor e lágrimas, mas não. Tem ido sempre muito bem e sem birras. Quando o vou buscar, depois do lanche, encontro-o a brincar mas, assim que me vê, vem logo a correr dar-me um abraço e depois vai a correr buscar o casaco e a mochila, para depois correr até ao portão de saída :)

Já deu para perceber que gosta muito da educadora, mas tem uma simpatia especial pela auxiliar - que é sempre muito prestável e meiga com ele. Também já identifica e sabe os nomes de alguns colegas da sala dele. Tem comido sempre bem e, na hora da sesta, deita-se sozinho e adormece - já fez foi dois chichis durante a sesta, mas não fizemos nenhum drama.

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Do Dartacão

Estava o João a brincar com um cavalo de baloiço, quando veio buscar duas luvas de cozinha, enquanto dizia que era um moscãoteiro. Voltou a montar o cavalo e disse-lhe eu:
- És o Dartacão?
- Não, mãe, sou um moscãoteiro.
- Ah! É o Dógus?
- Nããão mãe, sou um moscãteiro.
- Ok ok, és o Arãomis?
- Não mãe... (chata, deve ele ter pensado)
(alguns segundos de silêncio)
- Sabes mãe, acho que eu sou o Bigode Preto! (com muito entusiasmo)
- Mas o Bigode Preto é mau! (respondo eu, em pânico)

Se calhar andamos a ver muitos dvd's do Dartacão, os meus desenho animados preferidos de sempre e os favoritos do João atualmente.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Rita, a terrorista

Diz a Sandra que os meus filhos são arraçados de Homem-Aranha e eu confirmo. Mas a Rita é também arraçada de Bin Laden. O João disfarçou muito bem o seu mau feitio até aos 2 anos, mas a Rita nem se deu ao trabalho de esperar tanto. Ela é um pequeno furacão. É desobediente, descarada e aventureira. Ela sobe escadas, camas e sofás; Se vir água enfia-se ou enfia algum membro lá dentro em menos de 1 segundo - baldes, poças, piscinas, bidés, sanitas, vale tudo; ontem descobriu o aquário dos peixes e é vê-la a (tentar) fazer elevações de braços para lá chegar; tive a triste ideia de lhe pegar ao colo para os ver mais de perto e enfiou logo a mão lá dentro; Quando a chamamos para vir na nossa direção, ela põe-se a correr a toda a velocidade na direção oposta enquanto se ri às gargalhadas. Ela abre todos os armários onde chega e tira tudo lá de dentro em menos de 2 segundos; Ela continua a comer a ração dos cães e dá-se ao luxo de amolecer as bolinhas na água antes de as enfiar na boca; Também continua a comer toneladas de areia; Já comeu caracóis - e não estavam cozinhados não senhora, apanhou-os no quintal e comeu assim, ao "naturel"; Também já comeu esferovite e só demos pelo estrago quando lhe mudámos a fralda; Vai mexer no lixo e na reciclagem "n" vezes por dia; já a encontrei várias vezes a lamber embalagens de iogurte vazias que estavam no balde da reciclagem... A nossa filha é o disparate em figura de gente, dá turras ao irmão que não sei como não lhe fez ainda um galo ou coisa pior; também já lhe alça a mão e já lhe tem dado uns valentes chapadões; Nós dizemos-lhe "não" - muitas vezes por dia - e ela ri-se, descaradamente, enquanto continua a fazer o mesmo disparate; Ela deita-se na cama dos cães, que fogem dela a sete pés. Se tiver cestos de fruta no chão - que o meu avô nos dá e que às vezes não tenho onde arrumar - é certinho direitinho que não há maçã ou pêra que escape aos seus dentinhos; e se não tiver lá fruta, atira-se às batatas... marcha tudo, não é esquisita. Sinto-me enganada, pensei que as meninas eram mais calmas :) É terrorista, uma grande traquinas, mas é doce e meiga como ninguém!

domingo, 18 de setembro de 2011

Balanço...

... da primeira semana de "infetário": diarreia.

sábado, 17 de setembro de 2011

Natação


Hoje de manhã lá foi o João à primeira aula sem pais na piscina. Era um grupo de 11 meninos e meninas com duas professoras. A aula correu muito bem e o João esteve sempre na maior a fazer os exercícios todos. Na galeria, a ver tudo o que ele fazia com muita atenção, estavamos nós, babadíssimos :)
...
Ontem os "piquenos" jantaram e dormiram em casa dos avós, que aqui a mamã e o papá foram jantar com um grupo de amigos. Uma noite memorável que vai, concerteza, ficar para história :)
...
E hoje, para celebrar os 14 meses da Rita, estamos as duas ranhosas... Merdinha para isto... Já estamos a atacar com muiiiiito soro e vamos ver se ficamos por aqui.

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Saiu de casa a chorar porque queria ficar mais um bocadinho a brincar com a mana.
Saiu do carro a chorar porque não queria ir para ali.
Saiu do meu colo para o da educadora a chorar porque não queria lá ficar.
Despedi-me dele, com ele sempre a chorar.
Saí do jardim-de-infância a ouvi-lo chorar.

Já cá fora, chorei eu.

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Hoje

A vontade não era a mesma de ontem. Nunca disse que não queria ir ao jardim-de-infância, mas afirmou, logo de manhã cedo, que não queria almoçar lá. Não me pareceu boa ideia dar um passo atrás e a educadora concordou. Ficou combinado, tal como ontem, ir buscá-lo logo a seguir ao almoço. A despedida foi mais difícil, não quis tirar a mochila para pôr no cabide e não me largava as pernas. Acabou por ficar com uma das auxiliares, mas sempre a reclamar que não queria almoçar lá.

Quando o fui buscar estavam ainda no refeitório, a ordenar-se para irem lavar as mãos, já depois do almoço. Ele estava bem mas, assim que me viu, rasgou-se um sorriso enooooorme naquela cara linda e veio logo a correr dar-me um abraço. Lá o convenci a ir com o resto dos colegas lavar as mãos e fiquei à espera dele. A auxiliar informou-me que o João esteve sempre muito bem, fez as actividades, brincou e almoçou como um homenzinho.

Hoje custou-me muito mais e andei com o coração na boca a manhã toda... Mas foi um alívio verificar "in loco" que ele estava tranquilo. Amanhã temos o terceiro round.
...
Adenda: Esqueci-me de referir que ele, ontem, dormiu uma sesta de 3 horas e, depois de acordar, passou o resto da tarde a querer colo e miminhos. Estava um mimalhinho pegado!

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Já está

O primeiro dia já passou. Fomos pôr a Rita a casa da avó para podermos ir os dois com ele neste primeiro momento. A educadora é mesmo uma querida e deu-lhe logo a mão para ele ir com ela chamar os outros colegas para a sala. E ele foi, o meu crescido. Quando nos despachámos dos assuntos da secretaria, fomos dizer-lhe adeus e ele brindou-nos com um abraço bem apertadinho e um beijinho bom. Não chorou. Chorei eu, assim que virei costas.

Como tinha passado a manhã a dizer que almoçava na escola, voltei a perguntar-lhe e ele confirmou. Combinei com a educadora ligar-lhe por volta das 11h para saber como estavam as coisas e assim fiz. Como estava tudo bem, fui buscá-lo depois do almoço. Recebi um grande abraço e já não me largou as pernas. Deu um beijinho à educadora e disse "até amanhã". Ela elogiou-o muito, dizendo que esteve sempre muito bem e que é um menino muito bem educado. Estou a rebentar de orgulho.

Amanhã há mais...
...
Quando o deixámos no Jardim de Infância, ainda fomos visitar o outro no qual ele tinha entrado. No meu íntimo já sabia que não ia mudar de ideias, mas quis ir conhecer o outro espaço e perceber como funciona. Até gostámos, mas a nossa opção recaíu em deixá-lo no lugar que nos conquistou - e a ele - desde a primeira visita.

domingo, 11 de setembro de 2011

Porto Santo


Este ano decidimos fazer uma semana de férias "a sério". Isto é, ir para um sítio em que não fosse preciso fazer camas, nem limpar casas-de-banho, nem fazer comida, nem sequer preocupar-me em pensar em sítios para ir comer. Optámos por ir para o hotel Pestana de Porto Santo, com regime tudo incluído, por vários motivos. Além das boas referências que já tinha do hotel, a viagem de avião é curta (odeio andar de avião) e a comida, à partida, não seria "esquisita".


Fizemos a reserva com bastante antecedência e, ao chegar ao hotel, fomos surpreendidos pelo tipo de alojamento em que ficámos: uma suite T1, com kitchenet (deu um jeitaço ter microondas para fazer o leite e a papa da Rita), quarto, sala e wc. Tanto o quarto como a sala estavam equipados com LCD e leitor de dvd - o que também deu muito jeito!


O hotel é realmente muito bom e é perfeito para quem vai com crianças, mesmo que se fique num quarto em vez de suite. Têm todas as condições, inclusivamente para quem vai com bebés mais pequeninos. Em todas as refeições têm disponíveis sopas de legumes, carne ou peixe - todas sem sal - especialmente para os bebés; têm, também, boiões de fruta. Têm, ao jantar, uma secção com comida especial para os miúdos - arroz branco, massas, douradinhos, frango grelhado, almôndegas, etc., etc.. Mas ao almoço também é fácil desencantar comida para eles, tamanha é a oferta e, caso não tenha nada que agrade - o que nos aconteceu num dos almoços - eles fazem o que pedirmos.


A Rita e o João divertiram-se à grande! A praia era muito porreira e a água do mar tem uma temperatura muito boa. Apanhámos bom tempo, mesmo com alguma chuva nos dois primeiros dias. O João vem com um bronze invejável, mesmo com protector 50 mineral (os índices de UV em Porto Santo são medonhos, segundo consta...). Andava sempre na água e a Rita também, era inevitável. O hotel tem 3 piscinas exteriores, sendo uma delas para crianças, numa zona onde também têm um insuflável e um parque infantil. Para quem tem miúdos com mais de 4 anos, também há um kids club com animadores.


Fomos duas vezes a Vila Baleira que não tem quase nada para ver nem para fazer - pelo menos que eu tenha dado por isso! É tudo caríssimo e não tem nada de especial - antes assim, que não gastámos euritos. Como temos lá uns amigos a viver ainda fomos beber uma poncha numa das noites. Fora as duas saídas, estivemos sempre no hotel. O João e a Rita habituaram-se muito bem à boa vida e era vê-los a beber suminhos que nem lords, a petiscar rissóis, croquetes e batatas fritas - só coisas boas, portanto... :) Foram poucas as refeições em que não comeram gelados - que havia à disposição e à vontade do freguês. Voltámos todos muito bem habituados à boa vida!



Eles habituaram-se muito bem à sala e às camas onde dormiram e tentámos manter, dentro dos possíveis, as rotinas de ambos, tendo saltado apenas uma ou outra sesta matinal da Rita - sendo que numa das vezes acabou por adormecer ao meu colo, na praia.


Foi muito, muito bom! Descansámos, brincámos, comemos - muito... - passeámos e... até consegui ler dois livros. Foram as férias que tinha idealizado e, confesso, até foram melhores do que estava à espera. Não estou habituada a tantos "luxos"! :) Não foram umas férias baratas, mas tendo em conta o hotel e os serviços, não achei caro... claro que não podemos repetir todos os anos, mas vamos fazendo o nosso mealheiro para, pelo menos de 3 em 3 anos, podermos fazer uma extravagância destas.


As vossas dicas sobre a bagagem foram precisosas e levámos metade do peso que era permitido. Como já sabia que Porto Santo era um "desterro", apesar de haver um Pingo Doce, optei por levar de casa o leite, os iogurtes e as fraldas da Rita. Para o João não levei nada de especial e comia os iogurtes do hotel ao lanche. Levámos brinquedos de praia que foram uma mais valia e alguns carrinhos para o João. Na véspera da partida ainda fui comprar um leitor de dvd portátil que deu um jeitaço no aeroporto e no avião. Durante o vôo, enquanto o João via filmes, a Rita chorava até adormecer... Não levei roupa a mais e repetimos algumas mudas sem problemas.


Viemos de baterias carregadas e prontos - ou não... - para voltar à rotina. Amanhã vai ser um dia muito especial e importante.... o primeiro dia de pré-escolar do João!

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

A postos

Já temos as malas quase prontas, faltam apenas as coisas que só posso arrumar no próprio dia. Vamos carregados, mas não vamos exceder o peso permitido no avião :)

Estou imensamente grata pela paciência que tiveram em dar-me tantas dicas e sugestões. Foram imprescindíveis para o sucesso desta logística toda :)

E...

... na véspera de irmos de férias, recebo um telefonema a marcar reunião de pais para o outro jardim-de-infância onde tínhamos inscrito o João - o público. Como já tinha tudo acertado noutro - IPSS - nunca mais me lembrei deste... Ainda cheguei a telefonar para o agrupamento de escolas para saber se ele tinha entrado ou não e ninguém sabia de nada. E agora esta... Nós gostámos muito do outro onde ele já está inscrito, até já lhe comprámos o material e temos boas referências, mas a parte do valor a pagar também vai ter que pesar na decisão final... Isso e o facto de no público não fazerem a sesta e no outro fazerem. A ver vamos.

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Contem-me tudo

Depois de ter lido algumas dicas preciosas em blogues que sigo, começaram a surgir-me mais dúvidas sobre o assunto "ir de férias com filhos para um hotel". Nós temos ido sempre para apartamentos - com cozinha - e, invariavelmente, passo as férias a fazer exatamente aquilo que faço em casa, embora sem tanta pressão de horários. Desta vez decidimos ir para um hotel, com tudo incluído, com direito a uma curta viagem de avião. Escolhi esta opção porque preciso mesmo de descansar e, ao contrário do que muitos possam pensar, uma mãe e dona de casa a tempo inteiro trabalha que nem uma mula e tenho a cabeça feita em água. Assim não tenho que me preocupar tanto com a alimentação e não passo o tempo todo a planear e confecionar refeições.

Por isso, preciso de dicas de tudo o que implique ir de férias com as crias: alimentação dos bebés - papas, leites e iogurtes, compram no local ou levam de casa?; como preparar o leite, como aquecer a água e toda essa logística? Como lavar o biberão? Levo detergente e esponja para lavar na wc ou se pedir no hotel eles lavam? Roupas? Levo sempre tonelada e meia... Que tipo de roupas e que quantidades levam? Levam roupa suplente ou se houver acidentes lavam na banheira ou coisa que o valha? E as fraldas? Para o hotel levaremos descartáveis: levam todas de casa ou compram no local? E brinquedos? Muitos ou poucos? Tendo em conta que eles não ligam a quase nada acho que levo um balde e duas pás para a praia e pouco mais...

Ajudem-me lá, por favor! :)

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Há que aproveitar


Como os dias de Verão deste ano têm parecido mais dias de Outono a roçar o Inverno do que outra coisa, resta-nos aproveitar cada migalha de sol e de pouco vento que se faz sentir por estas bandas. No Domingo tivemos visitas e farra da boa - da melhor, mesmo! - com amigos do coração. Ontem o dia amanheceu simpático e fomos para a praia. Os miúdos adoram e nós também. Eu confesso que sempre quis voltar a fazer buracos, piscinas e castelos de areia e nada melhor do que aproveitar agora! :)