sexta-feira, 20 de agosto de 2010

...

Se há coisa que me tira do sério são as birras de sono. E o João tem dessas birras muitas vezes. E, quando se junta o sono com esta fase parva que ele está a atravessar - e não são só os ciúmes da irmã - em que ganhou a mania de nos desafiar e chega a gozar connosco quando o pomos de castigo, fico possessa. Anda desobediente, impaciente, agressivo e mal-educado. Tem ginetes que não lembram ao diabo e hoje saltou-me a tampa... De vez em quando dão-lhe uns amoques em que guincha estridentemente feito parvinho e depois põe-se a olhar para nós à espera do castigo, para prontamente desobedecer - costumamos mandá-lo para o quarto e vamos contando até 3, dando-lhe tempo para o fazer. Pois hoje de manhã embicou que não ia e começou aos murros e aos chapadões no muda-fraldas, onde eu estava a vestir a Rita. Foi por um triz que não lhe acertou e zumba, depois de lhe ter dito que não havia mais televisão o dia todo e de ele ter feito o ar de gozo do costume em que vai repetindo "nhão há t'visão, nhão há Paulo, nhão há Noddy, nhão há nada!" e ter dado um dos seus famosos gritos de guerra... enfiei-lhe com duas palmadas no rabo - que me doeram mais a mim do que a ele - e lá foi em prantos para o quarto, a gritar e a chorar compulsivamente como se alguém o estivesse a esfolar.

Já li tudo o que havia para ler, já falei com a médica de família, com a pediatra, com outras mães... e sei que temos que ter paciência e que é uma fase e blablabla e ciúmes da irmã porque ele era o "rei e senhor" da casa e agora tem que dividir o tempo e o afecto e mais não sei o quê... eu percebo isso tudo, mas não tolero esta agressividade desmedida e a má-criação que ele tem manifestado... e sei que não ajudou em nada ter-lhe dado as palmadas, mas foi só aí que ele parou e percebeu... Andamos cansados e tristes porque estas cenas repetem-se quase todos os dias e começamos a não saber muito bem como contornar a situação...

14 comentários:

Barriguita disse...

não sei o que te diga. por cá, para já ainda não temos nada disso, mas espero o pior. e concordo, temos de ser tolerantes, mas há limites.

Liliana disse...

Eu sei que sou mais uma a dizer "Têm que ter calma, e blablabla...." mas tenho um primo um pouco mais velho que o João que comporta-se da mesma forma, exactamente igual, e piorou desde que a barriga da mamã começou a crescer e temos todos a noção que as birras se vão tornar ainda mais insuportáveis quando o mano nascer. Os meus tios já tentaram de tudo, até o pediatra já lhe deu Atarax a ver se ele acalma, resultou no ínicio mas agora já não vemos efeitos, mas o que ele tem de bruto também tem de meigo, e tão depressa está em altos berros como já está a dar-nos mimos, esperemos todos que quer em relação ao meu primo quer em relação ao João seja apenas uma fase de habituação.Boa Sorte para vocês.
Só mais uma coisinha, a Rita está um doce de bebé, linda linda ;)

Beijocas

Maria João disse...

Há limites, claro que sim. O facto de estar numa idade complicada e de ter uma irmã recém nascida não ajudam mas são desculpa pa tudo.

(Claro que aquele post que comentaste no meu blog não é verdadeiro. A Mia diz mamã e olá, somente:) Vem duma longa história Mara...A Mia não é nada, mas nada adiantada na fala, mt plo contrário)

Filipa Serrão Oliveira disse...

Deve ser complicado. E a paciência tem limites. Tentamos educá-los o melhor possível mas acredito que haja vezes que só mesmo assim: com duas palmadas bem assentes no rabo para perceber que com os pais não se goza. Acho que me saltaria a tampa também, de certeza. Qualquer um se passa com um miúdo a ser mal educado e a gozar connosco que gostamos tanto deles mas somos também pais para educar.
Espero que a coisa melhore!
Beijinhos

♥ Marta ♥ disse...

Embora de uma forma diferente (porque a Inês já tem 4 anos e meio) também temos passado bastante cá em casa.
E não é (só) reacção à irmã porque já era assim antes, embora ache que esteja um pouco pior. Muita desobediência, teimosia e birras!
Também me salta a tampa muitas vezes, mais do que eu gostaria e o recurso à palmada tem sido frequente (depois de explicar, pedir, ordenar, gritar umas 50 vezes).
Chego ao fim do dia exausta e culpada...
Um beijinho e espero que as coisas por aí acalmem.

PatLeal disse...

Por aqui estamos igual e a irmã ainda nem nasceu.
Hoje foi o meu limite também, levou uma palmada e depois chorou e pediu para não ficar triste com ele.
As vezes eles precisam destes "acordares", para de acalmarem.

Bjs e força

Aline disse...

Claro que vais saber o que fazer. Dá tempo ao tempo. E garanto-te, uma ou duas palmadas na hora certa não fazem mal a ninguém. A minha irmã costuma dizer "Mais vale chorar ele agora do que eu depois".
Essa fase é do pior. O meu sobrinho está numa fase dessas mesmo sem irmãos. Firmeza, disciplina e muito amor. Ele vai saber misturar tudo da melhor maneira, verás.
Beijinhos

carmo pinto disse...

oh minha querida...pois é são tempos complicados e a paciencia tb tem limies n somos de ferro...tb temos a nossa sanidade mental que por vezes aliada ao cansaço de criar dum recem nascido tb nao ajuda nada!
como eu me revi agora ...
um bj bem grande e espero que essa fase do sr joni passe logo

mãe pimpolha disse...

Eu já nem ligo, sei que são perfeitamente normais nesta idade, por isso não me vou andar a marterizar.
Lá palmadas no rabo leva ela e ainda estou para me arrepender de algma que tenha dado.
Beijocas

Mamã Su disse...

Não te marterizes, claro que nos dói mais a nós do que a eles mas por vezes é inevitável. Ele não vai gostar menos de ti por isso. Com a minha acontece o mesmo e tem mais um ano do que o João, o nascimento da irmã não ajudou, mas não podemos estar constantemente a desculpar porque eles percebem e depois é bem pior. Um grande beijinho e MUITA paciência, melhores dias virão com certeza.

liliana disse...

Eu nunca achei que 'o bater' fosse solução para as birras, mas há momentos em que eles nos tiram do sério. E para mostrar que há limites para tudo e que têm de entender isso, uma palmadinha no rabo não fez nem nunca fez mal a ninguém.

Tudo bem que é normal nesta fase, mas a paciência também nos falha, porque somos humanos. Sobretudo nesta altura em que eles nos testam ao máximo para saberem até que ponto podem ir.

Não te vou desejar que tenhas paciência, sobretudo nesta fase em que o teu sistema hormonal não está regularizado. Resta-me desejar-te MUITA FORÇA!

Beijinhos nossos

Vânia e Mariana disse...

Não ha muito a dizer, a não ser mesmo tens que ter calma e paciencia....é normal que ele se recinta com a chegada da Rita!!E não ha milagres, nem formulas milagrosas...Acima de tudo tens que lhe darmuito carinho e muita atenção para ele perceber que voces o continuam a amar muito!!!e alaido a isto paciencia.....

beijinhos grandes,

Larokas disse...

Só tenho a Lara , mas como mãe entendo que te sintas triste e angustiada pela atitude que o joão tem e por consequência te faz ter no entanto educar é isso mesmo e colocar limites por vezes temos mesmo que ser um pouco mais agressivas porque de outra maneira eles não entendem ........ Mas acredita porque comigo é igual doi muito mais em nós . Bjs e força interior para lidar com o cansaço

mamã ET disse...

Oh minha querida, pois, compreendo-te perfeitamente, a minha Rafa é do pior em teimosia desobediencia mal criação e por ai fora!!! Eu perdia a paciencia com ela, fartava-me de gritar como uma louca, pois não queria bater!! Mas nada resultava!! Um dia o meu vizinho do R/C disse k me ouvia a gritar com ela!!!! (moro no 2º andar), só não me enterrei no chão, pq n tinha nenhum buraco... a partir dai decidi que não era aos gritos e que uma bela palmada não mata ninguem!!! Não foi preciso andar sempre a bater, nem bato por tudo e por nada, mas quando ela começa a passar os limites uma bela palmada no rabo começa a ser suficinete e por vezes só o levantar a mão já é suficiente!!! Não gosto, mas tal como tu, os castigos ja n resultava e eu já não tinha mão nela!!! Acho que nem todas as crianças são iguais e não aceito que me venham criticar nesse sentido! Ela só tem 2 anos, se não aprender agora como vai ser???!!! tenho lido alguma coisa sobre crianças Rei e não quero de forma alguma que a minha filhe fique assim!!! Falei com a pediatra que também não é contra 1 boa palmada, mas sóm em situações extremas, de coisas muito graves... Continua a fazer birras monstras, a tentar fazer tudo o que quer, mas ja sabe quando digo "olha que levas uma palmada" é porque a coisa está feia... e acalma!!!

Jokitas e muuuito boa soret com essa fera linda que é o Joni!! lol
Ps. A Rita está LINDA!!!!