segunda-feira, 30 de abril de 2012

O João

O João está bastante melhor. Mais bem-disposto e com muito apetite. No Sábado comeu tanto e com tanta sofreguidão que ficou com dores de estômago... Está um "pele e osso" e perdeu muito músculo... Nota-se que, ao longo do dia, tem picos de actividade e energia que vão intercalando com períodos mais calmos em que passa horas deitado ou sentado no sofá... O mais complicado nestes últimos dias é fazê-lo entender que não pode andar a correr nem aos saltos porque faz "dói-dói ao dói-dói"... Quarta-feira fará as análises para controlar a função hepática.

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Consulta

Ontem tivemos um dia melhor. O João esteve mais animado, quis brincar e já andou à bulha com a irmã. Já consegui que comesse uma concha de sopa, iogurte, pão e gelatina. À noite pediu para comer arroz e frango porque estava cheio de fome, mas não conseguiu... ainda não consegue engolir comida mais sólida por causa das dores de garganta.

Hoje fomos à consulta com a médica de família e, à palpação, o fígado está um pouco dilatado. Ela sugeriu que fizessemos as análises na próxima quarta-feira para haver um intervalo de tempo suficiente para se poder comparar os valores da função hepática. Se fizessemos já, embora o estado geral dele esteja francamente melhor, as análises ainda poderiam ter valores muito alterados.

Vai continuar em casa enquanto não soubermos os valores das análises mas a médica, tal como a pediatra também já me tinha dito, apontou para um período de recuperação de um mês. E, estando eu em casa, quanto mais tempo ele puder ficar resguardado e em repouso, melhor.

terça-feira, 24 de abril de 2012

Do João

Ontem dormiu das 11h às 19h, hora a que o acordámos para lhe dar um banho e para obrigá-lo a comer alguma coisa. Bebeu um iogurte líquido com muito esforço e muita choradeira. Mas tinha que ser... Voltou a dormir por volta das 21h e acordou às 8h30 da manhã. Foi uma noite mais calma, com menos gemidos. Quando acordou, quis ir ver televisão. Voltei a explicar-lhe que precisa de comer para ficar melhor depressa e ele concordou em beber outro iogurte, desta vez com menos queixas. Agora pediu-me pão com doce, mas só conseguiu comer dois bocadinhos porque lhe dói muito a engolir. Mas, pelo menos, parece que está a voltar o apetite. Continua murcho, com ar cansado e amarelado, mas está mais animadinho do que ontem. Na quinta-feira de manhã vamos à médica de família para ser reavaliado.

Obrigada pelas palavras de apoio e de melhoras!

segunda-feira, 23 de abril de 2012

É meu!

É, ultimamente, a frase que a Rita diz para aí umas 364579 vezes por dia! :)

Na mesma

Ontem contactei a pediatra deles e ela pediu-me para lhe enviar o resultado das análises por e-mail. Concordou com o diagnóstico feito no hospital e recomendou repouso, nada de gorduras por causa do fígado, e brufen e/ou ben-u-ron.

Ele continua muito queixoso, muito murchinho e não come rigorosamente nada porque lhe dói muito a garganta. Consigo que vá bebendo água e sumos naturais que lhe vou fazendo. Já tentámos sopa, papas, gelados, banana, iogurtes, gelatina... e ele recusa tudo.
...
ADENDA:
O João está a dormir desde as 11h. Não reconheço o meu menino, dá-me uma tristeza vê-lo assim...
Voltei a telefonar à pediatra para lhe perguntar algumas coisas que me estavam a atormentar. A função hepática deve voltar ao normal quando o bicho der de fuga, tem é que se ir controlando os valores com análises; em relação à Rita, é altamente provável que seja contagida, se não estiver já, mas até pode não desenvolver a sintomatologia; esta doença é "coisinha" para durar um mês... :(

domingo, 22 de abril de 2012

Mononucleose infecciosa

A tia veio cá ontem ao final da tarde ver o João, telefonou para o hospital - para falar com a colega que estava na pediatria - e, depois de uma curta conversa, mandou-nos para as urgências. Suspeitavam de papeira ou mononucleose (doença do beijo), mas era preciso fazer análises para confirmar.

Lá fui eu com o meu menino... Entreguei a carta que a minha cunhada me tinha dado na triagem e depois foi muito rápido. A médica consultou-o e o diagnóstico pendia mais para a mononucleose. Pediu análises e aí é que foi... O João, já de braço estendido, começou a chorar assim que viu a agulha. Quando lha espetaram, contraiu o braço com tanta força e gritou tanto que foi um filme para lhe apanhar a veia e a fazer a colheita. Mesmo depois de terem conseguido e terem retirado a agulha, chorou e gritou durante um grande bocado. Acabou por acalmar ao meu colo e depois adormeceu nos bancos da sala de espera para onde nos tinham mandado esperar pelos resultados.

Pouco mais de uma hora depois chamaram-no. Análise à mononucleose negativa, mas com valores hepáticos muito alterados - um dos possíveis sintomas da mononucleose, a par dos gânglios posteriores do pescoço do tamanho de bolas de golf. Explicou-me a médica que o teste ao vírus pode dar negativo e que só costuma ser positivo 5 a 10 dias depois do início dos sintomas. Veio para casa com indicação para fazer Brufen e Ben-u-ron, muito repouso - não pode mesmo andar a correr e a saltar por causa do fígado... -, muita água, para estarmos atentos e se houver alguma alteração voltar com ele às urgências. Daqui a uma semana terá que repetir as análises.

Tivemos uma noite dos infernos, com ele a delirar e com pesadelos e eu com uma pilha de nervos tão grande que tive tonturas a noite toda. Acordou cheio de febre, não comeu nada e está deitado no sofá a ver televisão. Vamos estar pelo menos uma semana de "quarentena" que o bicho é altamente contagioso - vamos a ver se a Rita se safa desta bicheza...

sábado, 21 de abril de 2012

O João

Está pior... Passou a noite com pesadelos, todo ranhoso e acordou com febre. Bebeu um bocadinho de leite de manhã mas já não quis almoçar. Dormiu a sesta e acordou quente e com os gânglios do pescoço, por baixo das orelhas, tão inchados que se vêem os papos a olho nú. Estamos à espera da tia para o ver, se ela não conseguir cá passar vamos ao hospital... :(

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Ainda...

... de ontem - mas já sem ter nada a ver com cocó -, o João ao final da tarde começou a queixar-se da garganta, não quis jantar e estava febril. Hoje acordou igual. Não vai à escola e vamos ver o que sai daqui.

É mesmo fixe chegar bem ao centro de saúde e sair de lá com "bichezas" de brinde... :(

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Ode ao cocó de cão (?)

Hoje foi dia de consulta dos 4 anos do João no Centro de Saúde. Está tudo bem com ele. É esta a frase mais importante deste post.
Hoje de manhã a Rita pisou cocó de cão antes de entrar para o carro. Pena que eu só dei por isso depois de ela ter subido para o carro e se ter sentado na cadeira dela - que está no lugar do meio. Pena que pelo caminho até à cadeirinha tenha deixado um rasto mal-cheiroso e montes disso mesmo por todo o lado onde passou com o pé. Estavamos com o tempo contado ao segundo para não chegarmos atrasados à consulta e, mesmo assim, tive que lhe trocar de ténis - não sem antes ter tentado limpá-los na erva e depois com a mangueira e ter dado banho a mim própria, tendo ficado igualmente cheia de cocó de cão. E ainda agarrei em todos os "dodots" que tinha e tentei limpar a porta do carro e os estofos com eles. E quando lhe ia pôr o cinto reparo que a cadeira dela e o próprio cinto tinham "postas" de caca agarradas - e a minha mão também. Por esta altura já eu chorava, passadinha da cabeça e com o Tico e o Teco a pedir descanso. O João dava-me beijinhos e dizia para eu não chorar mais porque ele já tinha dado beijinhos. Agarrei em mais "dodots" para limpar a caca, voltei a entrar em casa, mudei de casaco e lavei as mãos e lá fomos. Pelo caminho - feito de janela aberta - a xôdona Rita atira com a chucha num dos seus acessos raivosos e vai todo o santo tempo a chorar em plenos pulmões porque depois afinal queria a chucha, mas eu estava a conduzir e, como é evidente, não podia virar-me para trás para ver onde estava e lha dar de volta. Chegados ao destino, tiro-a do carro e vejo que tinha estado sentada em cima de cocó que estava agora devidamente colado às calças cor-de-rosa. Respirei fundo, entrei no Centro de Saúde, confirmei a consulta e voltei aos "dodots". Ficou com uma mancha no rabo, mas o castanho saiu. O cheiro não. Esse acho que ainda o tenho entranhado no nariz.
Acabada a consulta, saímos do consultório e consegui fazer a proeza de entalar 3 dedos do João na porta - tadinho do meu menino... Gritou, chorou - e a mim também me apeteceu chorar e gritar... A médica tratou dele e acabou por adormecer no carro.

Depois disto, só tenho a dizer que mais vale cocó de cão do que doenças.

terça-feira, 17 de abril de 2012

21 meses

21 meses de Rita!
















Está uma grande atrevida, muito vivaça e teimosa.
A grande diferença que notamos nela é ao nível da linguagem. Já diz mais palavras e já diz coisas como: "é meu!"; "Beije? O 'oão nam tá cá!" ("O beijinho? O João não está cá!" - todas as noites eles dão beijinho um ao outro antes de dormir e um destes dias o João tinha ido ao café com o avô, com a tia e com as primas e não estava em casa para dar o beijinho de boas noites à mana :))
É a menina dos nossos olhos! :)

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Rescaldo

Estou derreada. Tenho andado tão cansada e ansiosa que esta noite nem consegui dormir. Mas valeu a pena. O sorriso de felicidade na cara dele(s) faz com que todo o esforço valha a pena.

No Domingo de manhã abriu o nosso presente, o da mana e o de uma querida amiga que lhe enviou uma surpresa pelo correio. Nós, como sempre, demos-lhe uma coisa simples, um carro do Faísca que faz barulho e acende os faróis. Para a Rita lhe dar, comprámos uma t-shirt também do Faísca.
Ele estava tão entusiasmado e excitado que, apesar de ter estado quase 2 horas na cama para dormir a sesta, não conseguiu adormecer. Começaram a chegar os convidados e a festa fez-se. Correu tudo bem e ele divertiu-se muito! Brincaram até à exaustão e adormeceram os dois em menos de 1 minuto :)
Obrigada, de coração, a todos os amigos e familiares que se juntaram a nós neste dia tão especial - em que celebrámos também os 40 anos do tio Rob, irmão do papá!
Hoje foi dia de levar o bolo para se cantar os parabéns no jardim-de-infância. Ele pediu para lhe fazer o bolo do peixe com os "manémes" e eu fiz-lhe a vontade. Mais uma vez, correu tudo bem e ele estava feliz da vida! :)
Os três bolos de aniversário - e praticamente todos os "comes" que estavam na mesa - foram feitos por mim - com um bocadinho de ajuda do papá - e, modéstia à parte, ficaram muito bons e muito giros ;)
...
ADENDA: A quem possa interessar, ideia do bolo do peixe foi tirada daqui e não de um blog. Entretanto já vi mais n bolos destes em n sítios diferentes. O interior do bolo do peixe foi inspirado no bolo "arco íris" que também se pode encontrar no Google aos pontapés. O bolo do Faísca e o da mota também foram inspirados em imagens de outros bolos.

domingo, 15 de abril de 2012

4 anos!





















Há 4 anos nasceu o meu "primeiro grande e maior" amor de todos.
Há 4 anos estava longe de imaginar a pessoa que seria hoje. Sou mãe. Sou mãe de corpo inteiro e muito mais. Sou uma mãe babada e orgulhosa pelo filho que tenho. Todos os dias deito a cabeça na almofada com o sentimento de dever cumprido. O nosso filho é feliz e isso a mim basta-me.

Parabéns, João, pelo teu 4º aniversário!

sábado, 14 de abril de 2012

Por favor...

... querida bimby, que não se te dê o badagaio hoje!

A fazer:
Salame
Cheesecake de morangos e chocolate
Arroz doce
Mousse de chocolate
Tarte pastel de nata
Delícia crocante de morangos
Paté de atum
Paté de delícias do mar

Bolo do João: bolo duplo de laranja - escolhido por ele - e chocolate
Bolo para o cunhado: bolo de chocolate com avelãs

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Canal Panda

Recebemos ontem a confirmação dos Parabéns do João no Canal Panda. A ver vamos se ele ainda vai achar piada... :)

Olá,
Seguem os horários dos Parabéns de João Filipe:

15-04-2012       12:32
15-04-2012      19:10


Esperamos que gostem da surpresa!
Cumprimentos,
Canal Panda

quinta-feira, 12 de abril de 2012

A carecada

Já muitas vozes se levantaram para ralhar comigo por ter pedido para fazerem uma carecada assim à Ritinha, mas ela estava mesmo a precisar. E, além disso, eu até acho que ela fica gira. Fica com cara de malandreca - ainda mais!

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Mais uma...

... primeira vez.

Hoje levei a Rita ao cabeleireiro para dar uma aparadela no cabelo. Ela já tem muito cabelo novo a crescer que se enrolava e fazia nós com os cabelinhos mais antigos - que mais parecem penugem. Assim ficou melhor e já ganha força para crescer. A Ritinha portou-se muito bem!
Quando tiver uma fotografia do depois, mostro como ficou. ;)

terça-feira, 10 de abril de 2012

E é isto...

A nossa menina acabou de fazer o seu primeiro cocó no penico. E eu estou para aqui doida de contente, tão contente que nem sei se ria se chore. Batemos palminhas e fizemos um grande estardalhaço, como é da praxe.

Há algumas semanas que reparámos que ela já avisa quando vai fazer cocó e já aguenta algumas horas sem fazer xixi na fralda. Todas as noites, depois de jantar, ela tem pedido para lhe vestirmos umas cuecas e de vez em quando senta-se no penico sem fazer nada. Hoje, depois da sesta da manhã, fez uma birra monstra para que lhe tirasse a fralda e lhe vestisse umas cuecas. Eu acho muito cedo para fazer o desfralde, mas o pai insistiu para que lhe vestisse as cuecas e eu assim fiz. O resultado foi o primeiro cocó no penico. Boa, filhota! :)

Lembranças

Inspirada na ideia da Marta, ontem passei o serão a fazer as lembranças que o João vai oferecer aos colegas do infantário - enquanto via o meu Benfas levar um bailinho que só não foi maior porque o guarda-redes esteve à altura e o "zportem" a festejar como se fosse campeão. Na altura em que vi as fotos no cantinho dela disse-lhe logo que ia copiar a ideia e aqui está o resultado. Simples, original e muito giro!

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Coisas

Hoje o João ficou muito tristinho no jardim-de-infância. Agarrou-se às minhas pernas, trepou para o meu colo e dizia-me ao ouvido que queria ficar em casa... Tendo em conta que esta semana é sempre uma choradeira pegada - a semana que antecede o aniversário dele faz-me sempre ficar para lá de lamechas... - fiquei, também eu, com vontade de chorar. Cheira-me que às 16h em ponto estou lá caída para o trazer para casa.
...
Já fui esta manhã tratar do resto das compras para o aniversário dele e ficaram a faltar apenas os frescos que só posso comprar no próprio dia ou na véspera. Ontem à noite já tinha estado com o papá da casa a refazer e ultimar a ementa para a festa e está tudo bem encaminhado. Além do 4º aniversário do João vamos também celebrar o 40º aniversário do tio paterno. Vai ser de arromba ;)
...
A nossa Páscoa foi muito bem passada, em casa dos meus pais. O São Pedro foi amiguinho e os miúdos puderam andar a brincar e a chafurdar no quintal. A Rita saiu de casa já com 2 nódoas na camisola e o estado em que as collants e a saia acabaram o dia é inclassificável. Para a próxima vão mas é os dois de fato de treino :)

domingo, 8 de abril de 2012

Deve ser piada

É que só pode! A uma semana de fazer 4 anos - glup! - o João lembrou-se hoje que afinal não quer um bolo do Faísca. Quer dos Gormitti. Tarde demais, temos pena. Faísca rulezzzz! :)

Os guinchos

Começou a época da guincharia. A Rita guincha estridentemente por tudo e por nada. Guincha se é contrariada. Guincha se não consegue fazer alguma coisa. Guincha se o irmão lhe tira algum brinquedo ou se quer algum brinquedo que ele tenha. Guincha quando quer atenção. E também guincha se estiver contente. E a mim apetece-me guinchar quando ela se põe aos guinchos.

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Sabem...

... aqueles dias em que estamos fartos de estar em casa, mas demasiado cansados para sair? E de repente aqui a mamã lembra-se da coisa mais simples de fazer e que mais os entretem e diverte: pinturas com as mãos. Foi a estreia da Rita: delirou! A primeira coisa que fez foi enfiar um dedo cheio de tinta verde na boca. O João riu-se e ela ainda mais. Pintaram no papel, nas telas, na mesa, nas cadeiras, na roupa... mas foi tão bom!

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Com a mão na massa

Ontem passei o dia de volta dos tachos - da bimby, da bimby! Fiz 5 dúzias e meia de croquetes para congelar para o aniversário do João, fiz Chinois de nutella e fiz quatro folares de requeijão e laranja. Arranjei 3 caixinhas para 3 dos folares e ofereci-os esta manhã à educadora e auxiliares da sala do João. Juntei umas amêndoas e um cartãozinho a desejar uma Páscoa feliz e ficou feita a lembrança. Umas pessoas dão, outras não. Eu gosto muito delas e acho merecem o miminho :)
...
ADENDA:
A receita dos folares está AQUI.
As caixinhas compro no De Borla.

terça-feira, 3 de abril de 2012

Aviso

É sempre bom chegar ao jardim-de-infância e ter um recado no cacifo com um aviso de casos de escarlatina na instituição - na sala do João e na seguinte.

O meu primeiro instinto foi virar costas e trazê-lo para casa. Mas fui razoável porque sei que ele, mais cedo ou mais tarde, vai acabar por ser exposto e apanhar estas doenças típicas da infância - ele ainda não teve nenhuma - e que mais vale agora do que na adolescência ou idade adulta, em que podem ter consequências muito mais graves.

A ver vamos...

domingo, 1 de abril de 2012

Mini férias?

Era suposto termos ido para o Algarve na sexta-feira à tarde mas, como as previsões meteorológicas não eram as melhores, desistimos da ideia e optámos por fazer umas mini-férias... em casa. Ontem foi dia de natação e depois do almoço e da sesta dos miúdos não houve tempo para mais.

Hoje de manhã fomos ao Museu da Lourinhã. Pensava que só íamos ver ossos e fósseis de dinossauros, mas não. Tem uma exposição bem gira de coisas antigas que foram doadas por residentes no concelho da Lourinhã: brinquedos, instrumentos de trabalho - agrícolas, escolares, de costura e relacionados com outras profissões e actividades -, roupas, móveis, etc. No último edifício encontra-se a exposição dos dinossauros, cujas ossadas e fósseis foram encontradas precisamente no concelho da Lourinhã. Ficámos a saber que ali foram encontrados ossos, ovos e pegadas de espécimes únicos e, até então, desconhecidos.






















Foi uma manhã muito bem passada e os miúdos divertiram-se. A Rita, mesmo sem perceber nada, queria mexer em tudo - o que, evidentemente, não era permitido - e o João fez perguntas atrás de perguntas e estava muito curioso e interessado.