quarta-feira, 28 de julho de 2010

O João e a Rita

O João conheceu a Rita na maternidade. Ela estava a dormir e ele dizia repetidamente: "a mana óó?". Sentou-se na cama e pediu para lha pormos ao colo, fez-lhe festinhas, deu-lhe beijinhos e depois pediu para a tirarmos. Já em casa, continua a ser muito meigo com ela, salvo raras excepções em que não tem a mínima noção da força que tem... Está sempre de volta dela a pôr "úsica mana" (música para a mana) e puxa a corda do móbil que está na alcofa. Quando ela chora pergunta logo pela chucha da mana e se a encontrar tenta pôr-lhe na boca. Gosta de lhe fazer festinhas na cabeça.

Gosta de ajudar a dar banho à mana e de ver mudar a fralda. Anda sempre com um banquinho atrás para conseguir pôr-se ao nível das coisas e poder "ajudar-nos" nessas tarefas.
...
Como já tinha referido, foi connosco que o comportamento dele mudou. Ainda ontem estava a passar os olhos pelo Livro da Criança, do Mário Cordeiro, em que ele descreve esta fase que o João está a passar e ele encaixa na perfeição... Vai do 8 ao 80 em fracções de segundo. Passa da meiguice à agressão, da obediência ao confronto e à birra. Salta, grita, esperneia. Não tem sido nada fácil lidar com ele, mas tentamos fazer o nosso melhor. Deixámos de tentar controlar os ataques de fúria, deixamo-lo extravasar toda aquela energia e depois tentamos conversar com ele. Apesar de tudo, temos recorrido a alguns castigos - não ver o Noddy, ir para o quarto, ir dormir sem ver o Panda... Deixou de querer sair com o pai. Sempre que lhe perguntamos ele responde que "Nhão. 'oão fica casa com mamã e mana" (Não. O João fica em casa com a mamã e a mana).

Notamos que quando temos visitas ele se põe de parte e fica triste por não receber a atenção a que estava habituado. Nestas alturas, tentamos chamá-lo para perto de nós e se ele não quiser vir, então vai um de nós brincar com ele.

Gosta de se sentar ao pé de mim quando estou a amamentar a Rita e já sabe que a mana "bebe teitinha maminhas da mamã" (bebe o leitinho das maminhas da mamã). Já tentou abocanhar-me as mamas 3 ou 4 vezes vezes e eu expico-lhe que agora já não pode ser, mas quando ele era assim pequenino como a mana também bebeu o leitinho da mãe. Ele diz que sim e acaba por se enconstar a mim a receber festinhas na cabeça.

O pai tem passado muito mais tempo com ele, mas noto que o João sente a minha falta. Ontem de manhã, depois de dar mama à Rita, perguntei-lhe se queria ir comigo ao parque e à loja e ele, depois de confirmar se "papá e mana fica a casa" disse que sim e lá fomos só os dois. Sei que ele adorou este bocadinho e vamos repetir sempre que for possível.

Não tem sido fácil, mas vamos levando um dia de cada vez.

13 comentários:

Catarina disse...

Revejo-me neste teu post...O meu filho mais velho ajuda-me quanto ao mano, mas muitas das vezes faz biras para chamar a atenção, e fica péssimo quando não lhe damos o que quer...Tb já notei alguns ciumes, tentamos lhe dar atenção, brincar com ele, tentar estar com ele ao máximo, mas tenho tido algumas dificuldades.
Parto do principio que é somente uma fase e que vai passar...cada dia um dia.
Bjs
Cat

Marlene e Simão disse...

Ao ler-te estou a imaginar o que me espera. E magoa-me pensar que o Simão vá se sentir "posto" de lado, que sofra com a "falta" da mãe! Mas é como tu dizes um dia de cada vez.
Beijinhos docinhos amiga!

Barriguita disse...

a foto é de uma ternura!!! LINDOS!!

nem sabes como este teu post me "ajudou"... confesso que nesta fase estou mais ansiosa pela forma como o Pedro vai receber a irmã do que pelo resto. sei que vai ter as mesmas reacções e espero estarmos à altura de saber lidar com ele. já me deste ideias, essa de sair com ele por momentos é a melhor. vou ver se me lembro disto na altura e, se estiver muito desesperada, grito por ti!

bjos

Vânia e Mariana disse...

é sem duvida complicado para eles, porque senten-se postos de lado...Voces tem que ter muita calma, paciencia com ele e acima de tudo dar-lhe muitos miminhos e muito carinho!!!

Beijinhos,

prlinpinpin disse...

Olá Mara! Tb tenho um bébe pequenino e um filhote de 4 anos. e acontece o mesmo, um doce com o pequenote e uma peste comnosco, é complicado sim, mas faz parte e no meu entender seria mais de estranhar se não tevessem ciuminhos!
Agora que há alturas desesperantes, mas quero acreditar que com o tempo só tende a melhorar, e o mais importante já temos, os nossos crescidos gostam muito dos manos bébes! ;)
Beijinhos para todos e tens uns filhotes lindos

Marina disse...

Não é lá muito fácil, mas é extremamente compensador, não é? :) Tenta ter paciência e não te enervar muito com o comportamento do João, tudo passa... Beijo

Sofia disse...

:)
O João é um menino crescido, já tem mana e tudo :)
Bjinhos

carmo pinto disse...

com o tempo ele vai crescendo mas é dificil por vezes compreende-los mas fazemos sempre o que está certo ou pensamos que eles entendam...eu sei o que isso é...
bj

mãe pimpolha disse...

Tadinho, mano mais velho sofre.
Beijocas

Celine disse...

também me aconteceu e acontece o mesmo com o Flávio... tentamos dar-lhe atenção mas não é sempre possivel.. eu noto também que ele se afastou mais de mim e aproximou-se do pai.. mãe sofre mesmo... mas vais ver que é uma fase.. nós somos forte e conseguimos ultrapassar!!
Beijinhos

Mamã Nocas disse...

Para ele também é tudo novo e está a adaptar-se á nova "inquilina" lá de casa.
Tudo vai passar!!!
Vou passar pelo mesmo eu sei...e vai ser um pouco cansativo, mas
Tudo faz parte.
Beijinhos grandes e continua a agir sempre com o coração.
O que estás a fazer está tudo bem...lol


mil beijinhos

Tella disse...

Cheguei aqui vai mamã NocAS e não piude deixar de comentar este post onde me revi há uns meses atrás. Os meus filhos têm 2 anos e dois meses de diferença e aconteceu tudo como no teu caso. É difícil. Uns dias mais do que outros. Mas com o tempo, as coisas vão ficar mais fáceis e nós mais ágeis em lidar com os dois.
Um beijo grande.

© ●•TéTé £ XαVιєя•● disse...

Pelo que acompanho em situações semelhantes o João até que está aceitar muito bem a mana…

É evidente que tentar imaginar não é o mesmo do que viver as situações, mas sendo esta fase algo instável para eles, que acontece o mesmo com o Xavi no que toca a mudanças de comportamento extremos, de um segundo para o outro, até que não está a correr muito mal.

Mas mais uma vez o mérito é vosso, que de tudo fazem para não destabilizar as rotinas dele apesar de ser complicado, mais para ti.

Com o tempo tudo há-de melhorar.

Espero que continues a dar o teu leitinho à Rita por muito tempo!