terça-feira, 31 de maio de 2011

Um mundo imenso

Parece que as férias fizeram bem à Rita. Noto uma evolução brutal no desenvolvimento dela. Com o gatinhanço a 100 km/h começou também a fase da curiosidade (e do disparate). Descobriu que a casa-de-banho pode ser um lugar muito apelativo, que tem papel higiénico que se pode desenrolar e comer. E que tem uma coisa gira que deita água quando alguém carrega num botão e onde é muito giro enfiar as mãos e chapinhar (tampas para baixo!). Também encontrou a máquina de lavar louça que mais parece ser um mundo de encantar com tantas coisas giras para tirar. E, como se põe de pé, também chega à prateleira de cima. E deita-se na porta da máquina quando está aberta, molha-se toda, é uma alegria. Ah! E os armários da cozinha também são tão fixes e abrem só com um ligeiro empurrãozinho (são de clique-claque) e têm taaaaaantas coisas giras lá dentro para ela mexer e tirar para fora. E as revistas da mãe e os livros do mano e os dvs, é tudo tão giro e é um mundo tão imenso para ela explorar...

Dá uma trabalheira andar sempre atrás dela porque o perigo anda sempre à espreita, mas adoro esta fase de descobertas. Mas tenho um assistente na tarefa de andar a persegui-la e a controlar os disparates (e muito ralha ele com ela, mesmo quando lhe digo que quando era assim pequenino como a mana era exatamente igual :))

Cá está ela

segunda-feira, 30 de maio de 2011

O segundo prato

Hoje o jantar da Rita foi sopa de feijão verde e depois um pratinho com arroz branco, peito de frango desfiado e brócolos cozidos. Fez a maior javardice da vida - amanhã mostro a foto - mas estava nas sete quintas a enfiar mancheias de comida na boca. Acabámos por lhe dar à boca com a colher e marchou tudinho! Como sobremesa comeu maçã, pera e manga. A nossa filha é muito fina... tem sido um filme dar-lhe fruta porque ela simplesmente não come. Mas, pelos vistos, com manga já marcha.

Fica também o registo de que ela fez reação à gema... ficou toda assada e com o rabinho cheio de borbulhinhas... oh vida! :(

Teatro

Já há algum tempo que a minha irmã nos tinha desafiado para ir ver esta peça (não por acaso, mas porque entra a nossa muito querida amiga Isabel Damatta). Lá consegui convencer o George e fomos os quatro no Sábado à noite ao Teatro Villaret. Adorámos! É de chorar a rir e durante 2 horas não se pensa em mais nada. Para quem gosta (e para quem precisa) de umas boas gargalhadas, recomendo.


E os miúdos? Ficaram os 4 com os meus pais - corajosos! Quando chegámos, já um pouco tarde, estavam o João e a Rita a dormir nas respectivas caminhas, o Rodrigo a "dormir" (era o dormias) com a minha mãe e o meu pai com o Diogo (o meu sobrinho mais novo) a dormir num colchão improvisado no cão da cozinha :)

sábado, 28 de maio de 2011

Das férias

Aviso à navegação: post muiiiiito longo!
...
Escolhemos a Quinta da Florência, na Aldeia Formosa, para passar uns dias de férias. Precisávamos de um sítio que tivesse cozinha equipada por causa das sopas da Rita e também para poder ser eu a fazer algumas refeições - a maioria já levei de casa congeladas. Eles têm, além dos quartos na casa principal, uma casa (a Casa do Lago) que é um T2. Já temos ido a muitos sítios, temos ficado em alguns hóteis e turismos rurais, mas desta vez foi especial. O ambiente é quase mágico. Os donos da quinta são extremamente simpáticos, disponíveis e atenciosos. Ficámos mesmo impressionados pela positiva e já pensamos voltar. Nem cheguei a sentir saudades da nossa casa e foi de lágrima no olho que viemos embora.
(Foto retirada)
No dia da chegada e no segundo dia ficámos pela quinta, passeámos pelo jardim, fizemos caminhadas nos arredores e fomos à piscina. O João e a Rita divertiram-se imenso e estavam felizes. A dose e intensidade das birras do João diminuiu drasticamente. A Rita aprendeu mais umas manhas e tem feito birras de "meia-noite" para dormir. Também decidiu fazer greve definitiva à fruta... Não estranharam nada o espaço, a casa e as camas. Tiveram direito a um quarto só para eles que partilharam, como já é habitual.
(Foto retirada)
A casa tem um pátio onde eles brincavam às horas de maior calor. Levámos uma mini piscina para a Rita chapinhar, que serviu também para lhe dar banho. O Joni fartou-se de jogar à bola, de brincar com um camião e com as pedrinhas do caminho e... de jogar com o iPad.
(Foto retirada)
Na terça-feira, aconselhados pelo sr. da quinta, fomos a Seia visitar o Museu do Pão. Gostámos mesmo muito. O João, até nas partes que pensámos que não ia apreciar tanto por serem mais históricas, gostou e fazia imensas perguntas. A parte mais gira fica guardada para o final da visita. É um momento interactivo em que contam a história do percurso do pão, desde a sementeira do trigo até à cozedura, num espaço com figuras e recriação de cenas adequadas à idade deles. Essa história culmina na parte em que eles podem amassar, estender a massa, usar moldes para cortar figuras e fazer bolachas. O João fez uma para ele e outra para a Rita.
(Foto retirada)

Da parte da tarde voltámos para a quinta, para eles dormirem a sesta e para nós também podermos descansar.

(Foto retirada)
Na quarta-feira de manhã fomos a Oliveira do Hospital fazer umas compras e depois voltámos para a quinta. De tarde, depois de uma valente trovoada, fomos visitar, mais uma vez aconselhados pelo sr. José, a praia fluvial de Loriga, algures no meio da Serra da Estrela. Também era suposto termos ido ver as cascatas, mas demorámos uma eternidade a subir a serra e já estava a ficar muito em cima da hora do jantar. Mesmo assim, valeu a pena a subida à Serra. O João acabou por ficar só de cuecas, andou a chapinhar naquela água gelada e estava doido de contente :)

(Foto retirada)
Na quinta-feira fomos a Gouveia visitar o Parque Ecológico. Não sei se é por ser época baixa, mas pareceu-me um pouco abandonado e sem alguns dos animais que dizem ter. Apesar de tudo, foi divertido e vimos os javalis e os veados. O ponei, o burro e o bode estavam muito longe e mal os conseguimos ver. Fomos almoçar ao Parque Sra dos Verdes e ainda houve tempo para o João andar a brincar no parque.

(Foto retirada)
O resto da tarde já foi passado na quinta para dar descanso aos guerreiros :)


Ao final do dia o papá ainda foi a uma fábrica de queijos para comprar uns queijos da serra e uns requeijões de ovelha divinais.

(Foto retirada)
Na sexta-feira só deu tempo para fazer as malas e para dar umas voltas a pé pela quinta e arredores para a despedida. Eles ainda brincaram bastante durante a manhã e depois de almoço rumámos a casa. O João amuou quando lhe dissemos que era dia de voltar para a casa e só pedia para ficar mais um bocadinho...

(Foto retirada)

E foi isto, já com muitas falhas de memória pelo meio. Ainda ficou muito por visitar e para a próxima não queremos perder o Museu do Brinquedo em Seia. Também prometemos ao João que quando houvesse neve na Serra da Estrela o levamos lá - ultimamente, por causa de um filme natalício do Macaco George, que a minha querida amiga Sandra lhe ofereceu, ele não fala noutra coisa :)

Resumindo e concluíndo, adorámos e planeamos voltar! Um sítio muito bom para ir com crianças, incluíndo para famílias numerosas (a casa dá para 6 adultos ou 4 adultos+4 crianças). A quinta fica estrategicamente ao lado da Serra da Estrela e a poucos kms de muitos sítios giros para se visitar.

terça-feira, 24 de maio de 2011

Um cheirinho...

... das nossas férias.
(Foto retirada)


Os miúdos estão a adorar e não estranharam nada a casa e as camas. Não podiamos ter escolhido um lugar melhor para descansar - descansar muito - "piscinar", conviver e passear.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Últimas

As mais recentes novidades sobre a Rita, antes que me esqueça:
- Já comeu 1/4 de gema de ovo;
- Já provou um niquinho de chocolate e deu umas lambedelas num gelado e gostou, claro. E agora já aprendeu a pedir (aos gritos) quando nos vê a comer;
- Descobri hoje que já tem mais dois dentes. No total já conta com 7.
- Já gatinha oficialmente;
- Já aprendeu a bater palminhas e já faz dessa aprendizagem manobra de diversão e distração para nós.

sábado, 21 de maio de 2011

Está quase

Amanhã vamos, finalmente, de férias. Tenho passado estas duas últimas semanas a fazer listas para não me esquecer de nada (estou mesmo senil) e a fazer toneladas de sopas e comida para congelar porque a ideia é eu poder mesmo descansar. Assim, já levo quase tudo feito e é menos uma preocupação.

A outra preocupação, quando ficamos mais que duas noites fora de casa, é sempre arranjar quem me fique com o Lucas e a Margarida (os meus yorkshires) - os cães grandes estão no quintal e vêm cá tratar deles - e quem me tome conta do Besnico (o pássaro) e do Zé Carapau e da Maria Sardinha (os peixes, baptizados pelo meu pai). Felizmente, tivemos a sorte de poder levar os cães pequenos (o sr. da quinta foi um querido) e é um alívio tão, mas tão grande poder levá-los connosco. O pássaro vai para casa do "padrinho" - que foi quem o trouxe cá para casa depois dele lhe ter entrado para a marquise - e os peixes devem ir para casa dos meus cunhados.

No meio disto tudo, tenho as malas deles prontas e quase tudo preparado e... a minha mala continua por fazer.

Hoje ainda vamos ter um dia bastante preenchido com direito a uma festa de aniversário e a uma surpresa à hora do jantar muito, muito especial! :))
...
Entretanto, acho mesmo que estes dias em família nos vão fazer muito bem. O João anda outra vez birrento, carente e, notoriamente, com ciúmes da irmã. A Rita anda numa fase muito engraçada em que gatinha, faz "tchau", bate palmas... e ele não acha piada nenhuma à suposta atenção extra que ela recebe. O que não corresponde à verdade... tentamos sempre equilibrar as coisas, mas a balança até acaba por pender mais para o lado dele, para que não se sinta tão inseguro.

A outra coisa que o incomoda é ter que partilhar os brinquedos dele e até mesmo aceitar que ela tem brinquedos dela (que são muito poucos) e que ele não lhos pode tirar por tudo e por nada - às vezes com requintes de malvadez. Se ela tem um balão, ele tem que ter dois. Só que ontem a Rita começou a pôr as unhas de fora e já se começou a defender, guinchado e desviando os brinquedos que ele lhe tenta tirar. E ele amua, grita imenso e chora. Anda outra vez muito agressivo... Quem é que disse que era fácil?...

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Peso

Hoje a Rita foi ao peso. A balança acusou uns modestos 7,630 kg. Aumentou apenas 20 gr em 3 semanas. A enfermeira referiu que era normal, especialmente se tivermos em conta que a Rita andou doente, com sapinhos e diarreia. Mesmo assim, sugeriu que a fossemos pesar daqui a uma semana mas, como para a semana vamos uns dias de férias, não vai ser possível. Ficou, então, marcada nova pesagem para daqui a 2 semanas. A enfermeira ainda me disse que se eu achar necessário lhe posso telefonar para ir na segunda-feira, dia 30. Depois se vê... mas não consigo deixar de ficar um pouco apreensiva.

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Dentista

Hoje o João foi ao dentista pela primeira vez. Ficou deitado ao colo do pai enquanto o dentista fazia o seu trabalho e portou-se lindamente. Eu fiquei na sala de espera muito orgulhosa do meu menino crescido. Fez uma limpeza porque na última consulta com a pediatra ela referiu que o João estava com um pouco de tártaro, apesar de os dentes dele serem religiosamente escovados por ele e depois por um de nós. Mais uma etapa para o João. A seguir será a consulta de oftalmologia lá mais para o final do ano.
...
Só para que fique registado, ontem o papá lembrou-se de rapar o cabelo do João. Mas rapar mesmo... tem no máximo 1 mm de cabelo... Quando dei por isso, já o espectáculo ia a meio e fiquei destroçada. Mas destroçada mesmo. Está horrível e detesto vê-lo assim. Fiquei - e ainda estou - mesmo triste e chorei que me fartei... Só me apetece esganar o George... :(

terça-feira, 17 de maio de 2011

10 meses

10 meses da minha Rita fofinha! É uma perdição, esta miúda!
(Foto retirada)
Está muito mimocas e meiguinha. E já sabe reclamar alto e bom som pelo nosso colo e atenção. Adora que nos sentemos no chão com ela, para brincar, passar por cima das nossas pernas e poder agarrar-se a nós para se pôr em pé. Ficam as imagens para quando me começam a faltar as palavras. Cá em casa já se vai pensando na festa do seu primeiro aniversário. Já só faltam 2 meses (e parece que ainda ontem nasceu)!
(Foto retirada)

domingo, 15 de maio de 2011

Fim-de-semana "maneiros"

Festa de aniversário da tia Gisa e passeio na praia ao fim da tarde.
A Rita, mais uma vez, delirou na praia e fartou-se de comer areia... o que era escusado. O João esteve bem disposto enquanto estivemos na praia, mas tirou o fim-de-semana para fazer birras, atrás de birras, atrás de birras... (já não sei o que fazer com tanta agressividade que ele às vezes manifesta...).
(Fotos retiradas)
Escusava era de ter acabado o fim-de-semana com o João e o papá com os intestinos desregulados... vamos lá ver... A Rita ainda não está a 100% das assaduras porque de cada vez que faz cocó aquilo piora. Tendo em conta que ela faz os ditos cujos 3 ou 4 vezes por dia, fica mais difícil de sarar. Tenho-a deixado andar sem fralda por casa para ver se ajuda...

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Do João

Na quarta-feira à tarde, depois de ter passado grande parte do dia a ver-me chorar, pedi ao papá para levar o João à praia. Quando estavam a arranjar as coisas para saírem, perguntei-lhe se queria levar um lanchinho, uma banana ou uma sandes. A resposta foi pronta:

"- Não, mãe. Se o João quiser comer qualquer coisa, o pai comp'a um geladinho".

Ora toma! :)

Depois...

... da ausência forçada por causa da "avaria" do blogger, estamos de volta com boas notícias. A Rita está melhor. Ainda tem o rabiosque um pouco assado, mas nada que se pareça com o que estava na quarta-feira. Na noite de quarta para quinta ela acordou duas vezes: uma vez com chichi e outra com cocó. Era nítido que era isso que lhe fazia dores e a incomodava. Assim que se apanhava com a fralda limpinha, ferrava a dormir. Na manhã seguinte acordou toda bem-disposta e já nem parecia a mesma! A gaita da conjuntivite e dos sapinhos também ainda não desapareceram totalmente, mas está melhor do que estava... Enfim... eu que não percebo nada disto, começo a perguntar-me se não será o mesmo bicharoco o responsável por estas mazelas todas...

Ontem, depois de lhe darmos o almoço, fomos pô-los aos dois a casa da avó (com uma lista enorme de cuidados a ter com a higiene, cremes e alimentação da Rita) para podermos passar a tarde juntos (a celebrar o nosso 4º aniversário de casamento com papel assinado, porque sem papel já são 7). Fomos telefonando para saber como ela estava e o feedback foi sempre positivo. Esteve sempre bem-disposta e a assadura foi melhorando ao longo da tarde.

A ideia inicial era termos passado a noite fora. Mas, dadas as circunstâncias, não me sentia emocionalmente capaz de dormir noutro sítio que não fosse em casa. E assim fizemos. A diferença foi que eles dormiram em casa da avó, a 200 metros da nossa casa :) E correu muito bem! O João já lá tem dormido, mas a Rita foi a primeira vez. Estava com receio que acordasse durante a noite, mas ela portou-se lindamente e dormiu 11 horas de empreitada! Às 8h30 da manhã já o papá e eu estávamos em casa da avó para os ir buscar. Não foi como planeámos, mas foi muito bom.

quarta-feira, 11 de maio de 2011

...

Estava tão angustiada que acabámos por pedir à nossa cunhada para passar cá para ver a Rita. Ainda ela vinha a subir as escadas e, já tendo eu feito o relatório do dia, dizia ela: "se calhar é dos dentes que lhe estão a nascer" - e os colegas mais radicais que não a ouçam. Viu a Rita de ponta a ponta e auscultou-a. Não tem nada nos pulmões. Aliás, nem ranhocas tinha porque passei o dia a pôr-lhe soro e a "assoá-la" (ela já sabe fungar). O que ela tem é o rabo e a patareca tão assados, mas tão assados, que geme e chora de cada vez que faz cocó, de cada vez que a limpamos ou mesmo quando se senta ou faz algum movimento mais brusco que afecte aquela zona, consequência do cocó mais mole... Já estamos a pôr Trosyd e um outro creme (que não me lembro do nome). E deixámo-la a dormir de rabo ao léu durante um bom bocado. E claro que já está de dieta para ver se o trânsito intestinal regulariza. Também está a tomar ben-u-ron para as dores e vamos ver como as coisas evoluem. E sim, ela tem dois dentes a nascer...

A catarse

Foi hoje.

Desde que a Rita foi internada que nunca deixei sair nada cá de dentro. Durante o internamento chorei duas vezes, de medo e de raiva, porque sentia que não me estavam a dizer a tudo. E, mesmo assim, só duas ou três semanas depois da alta é que ouvi a palavra "septicemia" da boca de uma das médicas. Pelos vistos, foi mesmo uma questão de horas.

Sempre que me falavam no assunto "pneumonia da Rita" as lágrimas vinham-me aos olhos e eu engolia-as. Acontece que esta semana, depois da conjuntivite, vieram as ranhocas e depois os sapinhos. E de cada vez que se chega o ranho ao nariz da minha menina eu começo a sofrer por antecipação - um erro crasso, eu sei - e fico obcecada em eliminar qualquer impureza que lhe possa descer pelas vias respiratórias e ir parar aos pulmões.

E hoje, como se não bastasse, chegou também a diarreia. E ela está molinha e só quer dormir. E já tem o rabiosque assado com tanta cagada. Chora e geme muito, mas não tem febre, felizmente. E eu fico aflita e desnorteada. Sem saber o que fazer. Por um lado, apetece-me pegar nela e ir a correr para o hospital. Pelo outro, acho que estou a ser paranóica e que, afinal, ela nem febre tem...

E já chorei. Estou farta de chorar. Porque tenho medo e porque me sinto impotente. Quem me dera ter sempre a certeza e o controlo de tudo. Quem me dera - só às vezes - não viver com o coração nas mãos. Mas é isso que os filhos (também) nos fazem, tiram-nos o coração do peito e passamos a viver com ele nas mãos (deles).

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Afinal...

... havia outra. Neste caso, outra razão para a recusa alimentar da Rita: sapinhos... Hoje voltou a não querer a sopa. Penicou as batatas e os brócolos e comeu outro pedaço de maçã. Quando acordou da sesta reparei numas manchinhas brancas na língua e também no interior dos lábios. Telefonei à pediatra e já está a fazer o Daktarin gel 4x por dia. Não tem febre e, apesar de relativamente rabugenta, até está bem-disposta.

domingo, 8 de maio de 2011

Novidades

Hoje a Rita tirou o dia para nos deixar de queixo caído. Já não é novidade, mas agora, sempre que apanha apoio a jeito, "upa"! Põe-se em pé e só quer estar em pé.
(Foto retirada)
...
À hora de almoço fez greve à sopa mas comeu a fruta toda e montes de pão. À noite voltou a fazer o mesmo. Como tinham sobrado uns bocadinhos de brócolos e de peixe do jantar do João, lembrei-me de lhe dar para ver o que fazia. Pois que a minha menina comeu tudo, sem se atrapalhar, e mais houvesse! Depois ainda lhe dei um pedaço de maçã porque ela ontem à noite roubou um bocado de pêra ao João e pôs-se a roer toda contente. E não é que a Rita comeu a maçã quase toda? Só lhe tirámos o último pedaço com medo que se engasgasse. Parece, então, que ela está farta de andar a comer sopas desenxabidas. Amanhã dou-lhe a sopa na mesma, mas vou cozer batatas e peixe e vou começar a dar-lhe todos os dias uns alimentos sólidos para ela ir "picando".
(Foto retirada)
...
Desde que ela começou a rastejar e a rebolar que fechamos sempre as cancelas que impedem a descida das escadas. Hoje, depois de jantar, andava ela entretida a rastejar atrás do irmão, quando ele chama pelo papá que deu com este espectáculo. Ela já usava a escada para se apoiar e pôr em pé, mas nada indicava que ia fazer uma destas tão cedo! Ficámos pasmados e ainda pensámos que talvez o João lhe tivesse dado uma ajuda. Mas não, ainda a vimos subir um degrau sozinha. Felizmente não houve nenhum acidente e a partir de hoje as cancelas ficam TODAS fechadas.

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Ontem...

... fomos à piscina. Foi a estreia da Rita que delirou! Mais uma "peixinha" para a família. Não queria sair da água e depois de a ter tirado e de lhe ter vestido o robe, o objectivo dela passou a ser voltar lá para dentro - não conseguiu que a avó pegou-lhe ao colo, o que valeu uma grande birra e choradeira. O João parece que está em casa dentro de água e já se desenrasca sozinho (com 10000 olhos em cima, como é evidente, e sempre com um de nós dentro de água). Foi uma festa! :)
(Foto retirada)
...
Entretanto, já baixámos o estrado da cama da Rita.

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Nós por cá

E eis que a nossa bebé, ao fim de alguns dias de treino, se pôs em pé. E agora põe-se em pé agarrada a tudo: ao sofá, às nossas pernas, a algum degrau, tudo serve para se agarrar e "upa"! Só ainda não percebeu a pontencialidade das grades da cama - cujo estrado, entretanto, teremos que baixar. E esta manhã também passou da posição de deitada à de sentada num instantinho e sem ajuda. E ainda me pergunto eu de onde me aparecem tantos cabelos brancos!
...
Ontem ficaram os dois o dia todo em casa da avó. O João delirou com a ideia de ficar a tomar conta da mana. O papá e eu fomos à Tektónica e, como não podem entrar crianças, recorremos à avó de serviço :) Correu muito bem! A Rita nunca lá tinha ficado tanto tempo. Brincou, dormiu, comeu, brincou mais um bocadinho, voltou a dormir, comeu e voltou a brincar e estavam os dois tranquilos quando os fomos buscar. Serviu de estágio para a primeira tentiva que vamos fazer, na próxima semana, para deixá-los aos dois a dormir uma noite em casa da avó - o João já lá fica de vez em quando, para a Rita será a estreia. Fazemos dia 12 o nosso 4º aniversário de casamento e queríamos ir namorar a sós :) Vamos ver se conseguimos!

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Manias

Não é que a miúda agora embicou que não come a fruta? Nem antes da sopa, nem depois da sopa. Fecha a boca e não entra nada. E se entrar, cospe. Hoje lembrei-me de voltar a cozer maçã e pêra para ver como corria. Comeu uma pratada de sopa e depois comeu a fruta toda. Então, mas andamos a andar (passo a redundância) para trás?

O poder

A Rita aprendeu a dizer mamã. E aprendeu que o poder de chorar enquanto vocaliza um "mamãmamãmamãmamãmamãmamã" é incomparável.
...
O olho dela melhorou logo na manhã seguinte a termos iniciado o tratamento, mas ainda vamos fazer as gotas e a pomada mais 3 dias.

domingo, 1 de maio de 2011

Feliz dia da mãe

Um feliz dia para todas as mães, avós e bisavós!
(Foto retirada)