domingo, 31 de julho de 2011

Natação

Em Setembro, o João vai deixar a classe dos bebés para passar para a classe dos mais crescidos. Vai para as "toucas brancas", o que significa que vai passar a ir para a água... sem os pais (aguenta coração!). Recebeu um diploma todo catita a explicar que, como não tem medo da água, faz tudo (ou quase) o que o professor manda e se desenrasca lindamente, chegou a hora de dar um passo em frente. Baba... ainda mais baba!
E já passaram dois anos...

Continuo a acreditar que tudo teve (e tem) um propósito. Se não tivesse tido esta perda - e uma dor tão grande - também não teria tido a Rita. Mas fica sempre uma mágoa cá dentro...

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Não chora

Quando a Rita chora por ter caído ou por se ter aleijado é ver o João a correr direito a ela, abraçá-la, dar-lhe palmadinhas nas costas e dizer "oh qu'ida, minha qu'ida, não chora, p'onto, p'onto, já passou!"

Um mimo! :)

quarta-feira, 27 de julho de 2011

A melhorar

(Foto retirada)
A Rita está muito melhor, ainda tem algumas manchas mas já não são vermelhas e são cada vez menos. Já brinca, já se ri, dorme e come bem. Mas noto-a ainda fragilizada com tudo o que lhe tem acontecido nestas últimas semanas. E não é só a nível físico... anda muito mimenta, só quer colo, chora imenso e faz birras por tudo e por nada. Há que dar-lhe tempo, também, para que retome as suas rotinas e se volte a sentir a 100%.

Ontem tive consulta com a médica de família e claro que passámos grande parte do tempo a tentar definir qual o próximo passo que daremos para tentar perceber o que se passou com a Rita. A médica sugeriu que em Agosto a leve a uma consulta para depois a encaminhar para fazer testes às alergias. E a partir daí logo veremos.
...
Hoje descobri que já tem mais dois pré-molares de fora. Já conta com 11 dentes.

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Em casa

A Rita teve alta ao final da tarde de hoje. Ainda fez mais uma dose de corticóide e outra de atarax, ambas via oral, e é para continuar a tomar em casa durante 5 dias. Continua cheia de manchas, mas já não estão tão vermelhas. A noite no SO foi para esquecer, não dormimos nada e hoje ela está, compreensivelmente, com uma grande rabuja e muito chorona. Apesar de tudo, já andou a brincar com o irmão e parece que se começa a vislumbrar uma ténue LUZ nesta casa que se enche com as gargalhadas deles (hoje ainda mais dele do que dela).

Um facto curioso é que hoje apareceu outra menina com a idade da Rita nas urgências e o pediatra até me chamou ao consultório para a ver. Estava com as manchas iguais às que a Rita tinha no Sábado, quando me dirigi pela primeira vez ao hospital. A diferença é que a nós mandaram-nos para casa e a menina ficou logo lá internada no SO. Estive a falar com a mãe dela que também não refere alterações na alimentação da bebé, mas disse-me que ela tinha tido uma otite na semana anterior. Eu não sou médica, mas tudo leva a crer que seja mesmo viral... De qualquer das maneiras, o pediatra das urgências sugeriu que testassemos a Rita às alergias. Se der positivo então faremos análises mais detalhadas.

A outra coisa que me deixa intrigada é que a urticária, segundo disse a médica que a consultou no Sábado, dá uma comichão horrível e aflitiva. Mas a Rita não teve nem tem comichão, nem se queixa, nem se coça (e a outra bebé também não)...

Definitivamente... não percebo nada disto...

domingo, 24 de julho de 2011

Eu não sei

E eles, médicos, também não.

A Rita piorou bastante durante a noite e esta manhã voltei a trazê-la às urgências. Vinha tão mal que lhe deram logo outra injeção e fez análises ao sangue e urina. A pediatra de hoje diz que parece ser um quadro viral e não alérgico. As análises estavam normais, mas o medicamento não fez efeito. A minha filha já não tem borbulhas, toda ela é manchas e mais manchas, toda vermelha que mais parece um bicho, mãos e pés inchados que até dói o coração. Com febre, sonolenta, a gemer, a tremer e prostrada. Passou a manhã a dormir e à espera do chefe de pediatria para que este a observasse. Ele lá veio e a seguir veio a cortisona. Demorou, mas fez efeito e as manchas e o edema começaram a ter melhor aspecto, mas já fomos avisados de que pode voltar a piorar e a melhorar e a piorar até passar por completo. Preferiram não arriscar a mandá-la para casa e ficámos, assim, a estrear o quarto no "hotel" do serviço de observação do hospital. Monitorizada a noite toda e amanhã logo se vê.

Eu não sei. Eles não sabem.
E só me apetece cair para o lado.

sábado, 23 de julho de 2011

Urticária

Ontem parecia que a febre estava a dar tréguas e deixámos a Rita em casa da avó para irmos com o João e com a nossa sobrinha mais velha até ao Mercado Medieval de Óbidos. Quando a fomos buscar ela estava bem disposta e tinha jantado muito bem. Chegados a casa, foi só vestir o pijama e metê-la na cama.

A noite foi tranquila mas, de manhã, acordou febril (38,1º rectal) e dei-lhe Brufen. Liguei para o dói-dói trim-trim porque era cedo demais para telefonar quer à pediatra quer à tia. Recomendaram que esperasse mais um pouco e que lhe medisse a temperatura na axila (37,7º) e, se ao fim da tarde de hoje a situação se mantivesse, para voltar a ligar. Quando acabei de desligar o telefone reparei que ela estava com umas borbulhas muito estranhas nos joelhos, mas como andava só de body pensei que fosse de andar a gatinhar. Passado alguns minutos já tinha as tais borbulhas na parte de trás das pernas e nas mãos. Ainda fui com o João à natação (o papá não pode por causa do braço) e quando voltei telefonei à pediatra. As borbulhas em algumas zonas já eram manchas vermelhas que ferviam e estava a alastrar para a nuca, pelas pernas e braços. A pediatra não pensou duas vezes e disse-me para ir com ela às urgências.

E lá fui eu... Felizmente não estava lá ninguém e a Rita foi logo observada. Pela avaliação, a pediatra de serviço disse que ela está com urticária, fez uma grande reação alérgica a alguma coisa (vá-se lá saber o quê, porque não lhe dei nada de novo nos últimos dias... e só me pergunto se será possível ter sido da vacina...). Febre não tinha, mas tem o corpo a ferver no sítio das manchas e borbulhas. Levou logo uma injeção de adrenalina e ficámos 1h à espera para ver a reação. As borbulhas continuaram a alastrar e, pelo que a médica disse, é possível que durante a próxima semana continue a piorar e é para ficarmos atentos, caso a boca e/ou a língua inchem é para ir a correr para o hospital.

Veio medicada com Fenistil, 8 gotas de 8 em 8 horas.

sexta-feira, 22 de julho de 2011

A Rita

Continua com febre, mas tem estado bem disposta e a comer bem. Amanhã, se continuar com a temperatura elevada, teremos que nos virar para outro lado para garantir que não é outra coisa...

Obrigada a quem se lembrou da dosagem do ben-u-ron, mas com ela já não caímos nessa asneira, com o João é que aconteceu. Ela não reage mesmo ao ben-u-ron 250 em supositório, nem em xarope... Ontem chegou aos 39,6 e só baixou com o brufen ao fim de mais de uma hora...

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Consulta e vacina

A Rita foi hoje à consulta dos 12 meses no centro de saúde. Pesa 8,210 kg (está a recuperar bem), mede 74,5 cm e tem um PC de 44 cm. Da consulta em si, nada de significativo a assinalar, apenas a requisição para fazer a eco renal por causa da duplicação da artéria. Em relação à alimentação, e tendo em conta que ela come bem o segundo prato - melhor que a sopa -, é para retirar a carne e o paixe da sopa e começar as fazer as refeições como nós, tendo atenção às gorduras, ao açúcar e ao sal. Tem autorização para comer todos os frutos menos morangos.

Levou a última dose da Prevenar 13 e estava tudo bem até depois da sesta... acordou a gemer e com febre e o ben-u-ron que lhe pus não fez efeito... estou a fazer tempo para lhe dar brufen e depois logo se vê. Nunca tinha feito reação a esta vacina, tinha que ser na última dose... Estou tão fartinha de ver a minha menina doente que, se soubesse que ia fazer febre, nem lhe tinha dado a porra da vacina... Estou farta, mesmo farta de vê-la assim... doente, murchinha, a gemer e triste... Estou farta de ter medo de sair com ela de casa por causa da porcaria de tempo que tem estado. Tento protegê-la de todas as formas e mesmo assim dá nisto. Farta, fartinha disto...

Puta que pariu a bruxa que olhou para nós.

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Do João

O João tem andado numa fase tão boa que até tenho medo de estragar tudo a falar nisso. Continua um menino traquinas, alegre, brincalhão e malandreco mas, felizmente, não temos visto a sua faceta agressiva e birrenta. Agora deu-lhe para as cantorias e até inventa letras e melodias. Além disso, exige que eu faça o mesmo e tem-me pedido para lhe cantar esta ou aquela música :) Já sabe de cor, palavra por palavra, as histórias que lhe lemos antes de dormir (facto que me fez ficar de queixo caído - baba, resmas de baba!).

Hoje tivemos outra reunião no jardim-de-infância que ele vai frequentar, desta vez com a coordenadora pedagógica e uma administrativa, para apresentar e discutir o regulamento interno com os encarregados de educação das crianças que vão integrar a instituição pela primeira vez. Quando o João soube que lá íamos também quis ir e perguntou-me logo se lá podia lanchar e quando é que podia lá ficar a almoçar sozinho (espero que não lhe passe o entusiasmo...).

Com a irmã anda um miminho pegado e brincam que se fartam. De vez em quando também andam à chapada que mais parecem o cão e o gato, mas tudo com muito amor e carinho :)

Como ele tem pedido para lhe comprarmos tudo e mais alguma coisa, ontem decidimos levá-lo ao shoping, munido com o seu mealheiro, e deixámo-lo escolher um brinquedo à sua vontade, que desse para comprar com as suas moedinhas. Lá lhe fomos explicando que não lhe podemos comprar tudo o que ele quer, que o dinheiro não chega para tudo e que, mesmo que chegasse, quando se tem brinquedos a mais nem se consegue brincar com todos, o que é uma chatice :) Viu duas lojas de alto a baixo e decidiu-se, sem margem para dúvidas, pelo camião Mac com um Faísca lá dentro. Foi ele que deu as moedinhas para pagar e ainda sobraram uns trocados. Ficou todo inchado porque comprou um camião para ele e desde ontem que não o larga.

E assim anda o nosso menino, a surpreeender-nos todos os dias e a crescer a olhos vistos.

segunda-feira, 18 de julho de 2011

O lanche/festa

Depois da semana de cão que tivemos e de termos reduzido drasticamente - e com muita pena nossa - o número de convidados para a festa de aniversário da Rita, acabámos por fazer um lanche/festa apenas para os avós, bisavós, tios e primos da Rita e do João, o que perfez um total de 15 convidados (bem longe dos 40 que costumam estar presentes).
(Foto retirada)
Apesar de todos os contratempos, fiz questão de preparar um lanchinho à maneira e acho que não faltou nada. Também não descuidámos na decoração e enchemos a sala com os tradicionais balões. Como já vem sendo hábito, fui eu que fiz o bolo da Rita e usei esta receita, tendo feito as alterações necessárias para ter um mega-bolo de aniversário, juntando corante cor-de-rosa ao chatily e decorando com algumas pirosices (que eu adoro) da Kitty e que já tinha comprado para o efeito. Tive que fazer dois bolos para obter o resultado final que pretendia e cheguei ao fim do dia de Sábado com umas dores de costas monstras. Mas valeu bem a pena porque o bolo foi bastante apreciado e não sobrou quase nada para contar a história - e, além disso, a minha filhota merece um bolinho feito com todo o carinho!
(Foto retirada)
Acabou por ser uma tarde calma e tranquila, mas muito divertida! A Rita delirou quando lhe cantámos os parabéns (ria-se, batia palminhas e dava gritinhos) e andou toda contente a brincar com os primos. O João também se divertiu à grande e não deu sinais de ciúmes por a mana estar a ser o centro das atenções, portou-se mesmo muito bem - zero birras.

A Rita recebeu muita roupa, principalmente de inverno, - foi o que pedimos quando nos perguntaram o que ela precisava -, um livro, dois peluches e uma boneca. Da nossa parte recebeu um modesto (e barato) cesto com utensílios de cozinha (para a cozinha que planeamos oferecer-lhe, em princípio, no Natal) e ela adorou. Tem coisas com fartura para roer e além disso ela já se diverte bastante a tirar e a pôr as coisas no cesto.

domingo, 17 de julho de 2011

1 ano


Um ano que passou desde que chegaste aos nossos braços, filha. Não consigo (d)escrever a alegria e a luz que vieste acrescentar às nossas vidas. Há amores que se multiplicam e o nosso amor é assim. Todos os dias. Parabéns pelo teu primeiro aniversário, Rita!

sábado, 16 de julho de 2011

Parabéns amor grande!

(Foto retirada)
Hoje é o dia do papá da casa ser bebé :)
Há um ano atrás estavamos a comemorar o teu aniversário e ansiosos a contar as horas para a Ritinha nascer. Acho que foi o melhor presente de sempre.
E, para nós, o melhor presente é ter-te nas nossas vidas! És o melhor pai, o melhor marido, o melhor companheiro, o melhor amigo... Apesar de não ligares nada a esta data, passaste a celebrá-la de outra forma porque sabes que para nós é um dia especial... e agora vamos lá soprar essas 36 velas :)

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Canal Panda

Seguem os horários dos Parabéns da Rita:

17/7 - 8h54
17/7 - 14h59

Esperemos que gostem da surpresa!
Cumprimentos,
Canal Panda

A nova moda

Faz cocó, limpa o rabo sozinho e depois vem mostrar para vermos se está bem limpinho.

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Lagrimita e coração cheio

- Mãe, a mana ainda está doente?
- Não, a mana já está boa. Já lhe podes dar muitos abraços e beijinhos.
(pausa de alguns segundos)
- Não gosto nada quando a mana está doente...

A Rita...

... está fina :)

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Dos bichos e das maleitas

Ontem a Rita não teve febre e andou sempre bem-disposta. Já vai comendo qualquer coisa sem grande esforço, embora ainda ande longe das quantidades habituais. Hoje acordou bem e já anda a brincar com o João - e a embirrar com ele (bom sinal).

O pai tem a mão e o braço inchados que faz impressão... mas pelo menos não tem tido grandes dores. Hoje ao final da tarde vai ao centro de saúde fazer o penso.

Quando é que eu posso cair para o lado?

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Da consulta (ou um dia para esquecer)

Confirmam-se as minhas suspeitas... a Rita já está com infeção bacteriana na garganta. Além disso, tem os brônquios cheios de porcaria e já apresentava algumas dificuldades respiratórias. Por isso é que a febre não cedia. Mais uma vez, as urgências hospitalares no seu melhor. Se lhe tivessem logo enfiado a porra de um cotonete na garganta para mandar analisar já se saberia que era bacteriano e não viral e já a Rita estaria a tomar o antibiótico há 4 dias. Mas não.

Da pediatra, viemos para casa com indicação para lhe dar o antibiótico de 8 em 8 horas, fazer meia ampola de atrovent de manhã e mais meia à noite, muito soro no nariz e, se tiver febre, ben-u-ron intercalado com brufen de 4 em 4 horas. Quinta-feira voltamos para ela observar a Rita novamente.

A dra. aproveitou para examinar também o João e não há sequer vestígios de ter estado adoentado na semana passada. Por arrasto, consultou também o papá que tem a garganta inflamada.

Dadas as circunstâncias, e porque lhe pedi a opinião, aconselhou-nos a cancelar ou adiar a festa de aniversário da Rita, coisa que o papá e eu já estavamos a ponderar. E assim vai ser... a Rita vai ter um bolinho para os parabéns e virão cá apenas os avós e os tios. Temos muita pena, mas não estamos em condições físicas e emocionais para fazer uma festa para 40 pessoas...


A cereja no topo do bolo foi o George esta tarde me ter aparecido em casa completamente branco, eu a pensar que ele estava a ter um fanico, enquanto me dizia para eu não me assustar e me mostrava o braço direito todo negro, arranhado e com cortes, cheio (mas cheio mesmo) de sangue. Resumindo e concluíndo, estava a cortar uma peça de madeira na carpintaria, a máquina encravou, a peça saltou com toda a força e velocidade e aterrou-lhe no braço. Como ele é um gajo valente (e totó!), voltou a colocar a madeira na máquina, acabou o que estava a fazer e depois veio para casa sozinho, a conduzir, naquele estado. Nunca o tinha visto assim, a tremer que mais parecia que ia desmaiar a qualquer momento. Desinfetei as feridas o melhor que pude com betadine, enfiámos os miúdos no carro e ala para o centro de saúde. Lá o examinaram e não acharam necessário ir ao hospital fazer rx, mas fizeram-lhe um penso e deram-lhe a vacina do tétano. Como pode ter feito uma lesão muscular, ainda é capaz de ter que fazer uma ecografia ao braço... a ver vamos.

E foi assim a nossa tarde... Cheguei a casa e toca de chorar um bocadinho (muito) para lavar a alma, que eu também sou gente e não sou de ferro.
...
Peso: 7,980 kg (perdeu peso, como já era de esperar...);
Comprimento: 74 cm
PC: 44 cm

A Rita

Apesar de já ser mais espaçada, a febre continua. Já vai comendo qualquer coisa, mas nota-se que perdeu peso... E tem aqueles olhinhos murchos de febre que acho que todas as mães conseguem distinguir à légua... Como hoje reparei que está a ficar com ranhocas amarelas (mesmo sendo poucas, são sinal de alerta) troquei umas sms com a pediatra que acabou por sugerir que a levasse hoje à consulta para ela a ver. E assim faremos, já está marcada para as 18h.

Nem vale a pena dizer de que tamanho está o meu coração...

sábado, 9 de julho de 2011

Doentes

As saudades que eu não tinha de escrever esta palavra...

Primeiro foi o João que começou a fazer picos de febre, espaçados, e a queixar-se com dores de garganta; mas andou sempre bem disposto, apenas com menos apetite. Veio cá a minha cunhada para o ver e não tinha nada, a julgar pelos sintomas seria um vírus. Na quinta-feira à tarde o João deixou de ter febre e deixou de se queixar da garganta.

Ontem de manhã achei a Rita mais quente do que é habitual... febre. Não bebeu o leite todo. Ao almoço só comeu a fruta e lanchou meio iogurte. A febre voltou a dar sinal ao fim do dia e não aceitou mais nenhum tipo de alimento. Passou a noite a choramingar e às 6h estava a temperatura a subir novamente. Dei-lhe Brufen e o papá arrancou com ela para as urgências (com os antecedentes dela, prefiro nem arriscar).

Tal como tinha previsto, àquela hora não estava vivalma no hospital. Foi consultada num instante e o diagnóstico foi rápido: garganta inflamada. Manter o ben-u-ron e/ou o brufen se a temperatura passar dos 38ºC, dar-lhe pouca comida várias vezes ao dia, se ela aceitar, e muita água. Hoje ainda só conseguimos que comesse meio prato de cerelac quase à temperatura ambiente e tem passado o tempo todo a dormir e a choramingar... Acabámos de lhe dar brufen. Agora resta-nos esperar (e é esta espera que me dá cabo dos nervos...).

Para ajudar à festa, o papá também se está a queixar com dores de garganta.

sexta-feira, 8 de julho de 2011

A poucos dias...

... de fazer 1 ano, a Rita está cada vez mais malandreca e espevitada. É uma menina muito vivaça, é a expressão que mais se ouve das pessoas que se metem com ela. E é, felizmente! Anda uma traquinas de primeira e odeia ser contrariada. Por outro lado, é tão, mas tão meiguinha... adora colinho, beijinhos e miminhos e é tão bom quando ela encosta a cabeça ao nosso ombro e se deixa ficar assim, muito melosa.

Já lhe nasceu outro dente, um pré-molar, e conta assim com 9. Já vem também um canino a caminho e tem as gengivas tão inchadas que mais parece que vão rebentar a qualquer momento.

Já anda bem agarrada só a uma mão e ontem deu dois passinhos sem apoio, do pai para mim, que quase me levaram às lágrimas.

Tem os horários bem definidos para comer e dormir e já faz as refeições connosco. Come tão bem o segundo prato - e até prefere os sólidos à sopa - que durante este mês devemos retirar a carne e o peixe da sopa e começar a dar-lhe da nossa comida. A fase de acordar de madrugada para beber leite durou apenas 3 noites - e ainda bem! - e já voltou a dormir a noite toda. Continua a fazer uma sesta grandes de manhã e outra depois do almoço, mas já não faz a do final da tarde, apesar de fazer birras imensas de sono à hora de jantar.

Diz mamã, papá e, apesar de não dizer mano nem João, tem um som específico para o chamar. Também já emite um "adé" quando diz adeus com mão.

Há um ano estava eu inchadíssima e com cara de lua cheia a contar os dias para que ela nascesse e agora tenho aqui uma bebé crescida e linda que diz adeus com a mãozinha, manda beijinhos e bate palminhas a torto e a direito :)

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Reunião

Esta tarde fomos entregar os documentos necessários para formalizar a inscrição do João no jardim-de-infância e depois tivemos a reunião com a educadora. A primeira impressão não podia ter sido melhor - o que já é um bom começo. O João também gostou dela e até lhe deu um beijinho de despedida - coisa muito difícil de conseguir.

Trouxemos a lista de material que vai ser necessário e já deixámos encomendado o chapéu e o bibe. Também já ficou mais ou menos definido que a integração dele será gradual, ficando apenas umas horas inicialmente, depois ficando para almoçar e depois então fará o horário completo. Avisou-nos ainda que os pais são chamados a participar em algumas atividades, o que me deixou muito satisfeita.

Visitámos as instalações novamente para o João se ir ambientando. Começou logo a brincar na sala que vai ser a dele e não queria vir embora nem por nada. Espero que em Setembro se mantenha esta vontade toda de ir para a escolinha :)

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Dois minutos de fama

Depois de uma noite para esquecer, em que eu tive uma indisposição e me fartei de vomitar, cheia de dores de estômago e a ter tremeliques - pensei mesmo que me ia dar um fanico e ainda me vesti para ir ao hospital, mas a coisa acabou por acalmar -, e em que o João esteve muito agitado e teve febre às 4h da manhã, acordámos bem cedinho - 6h da matina - e com muito poucas horas de descanso.

Lá fomos para os estúdios da TVI, onde tinhamos que estar às 9h. Os miúdos estiveram sempre bem dispostos. A Rita, mesmo a cair de sono, parecia um furacão e o João, já sem sinais de febre, parecia uma "perguntadeira" ambulante. Ele adorou todo aquele ambiente e confusão e esteve sempre muito simpático e particularmente curioso.

Gostei mais de toda a agitação dos bastidores do que dos dois minutos de fama. Fui penteada e maquilhada - tinha passado bem sem o exagero e sem as carradas de base e de rímel (odeio rímel) que ainda não consegui limpar totalmente. Todas as pessoas que nos acompanharam foram incansáveis e muito atenciosas. Só se esqueceram foi de avisar que o formato em que era suposto ter acontecido a nossa entrevista - era para ter sido com a família sentada à mesa com os apresentadores, inclusivamente fomos carregados com as cadeiras dos miúdos - tinha sido encolhida para o que se viu, meio de improviso.

Com a Rita a cair de sono, o João a delirar de entusiasmo, com uma bulha entre eles em directo, eu com um sorriso aparvalhado (e nervoso) e com o microfone sem funcionar e o papá como se estivesse em casa, acabou por ser giro.

Dos apresentadores não há muito a dizer. A Cristina estava a ser penteada enquanto eu também fui e foi super simpática com toda a gente. Aproveitou a maioria do tempo que ali esteve para estudar o guião do programa. O Goucha só o vimos mesmo em estúdio e não deu para ficar com ideia nenhuma além da que já tenho - acho-lhe piada.

Entretanto vou ver se consigo arranjar o vídeo para pôr aqui.

terça-feira, 5 de julho de 2011

Cerelac - 75 anos

Amanhã vamos ao Você na TV. É verdade! Há duas ou três semanas uma amiga lançou um apelo no Facebook e eu respondi positivamente. Sim, além dos miúdos, os graúdos também comem Cerelac cá em casa. Desde sempre que me lembro de comer esta papa e o cheiro da mesma, juntamente com as antigas latas de metal, são das recordações mais antigas que tenho. Ainda hoje o papá e eu, de vez em quando, "pequeno-almoçamos" ou jantamos um prato de Cerelac (ai... a balança!). Após diversos contactos da TVI e um marca/desmarca de datas, ficou confirmada a nossa presença no programa de amanhã. Segundo nos disseram, o Você na TV começa por volta das 10h da manhã e nós apareceremos na primeira parte.

Não faço ideia como vou depois poder ver o programa, porque nenhuma das nossas boxes da Zon tem gravador... alguém (Sandra? ;)) terá que gravar para depois nós podermos ver.

Ahhh! Vou conhecer o Goucha e a Cristina! Gosto tanto do Goucha e da Cristina! :))

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Reunião

Na próxima quinta-feira vamos ter uma reunião com a futura educadora do João. Vamos também formalizar a inscrição dele e entregar os documentos necessários.

Eu só engulo em seco a pensar que falta um bocadinho assim - bem pequenininho - para ele sair oficialmente debaixo da minha asa. É um misto de emoções...