quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

O João e a chucha

O João e a chucha sempre tiveram uma relação muito íntima e próxima. Quando a Rita nasceu, a pediatra aconselhou a que não lhe tirássemos para já e que até aos 3 anos ainda tínhamos tempo. Concordámos com ela, mas dissemos ao João que não lhe compraríamos mais chuchas - salvo erro, na altura, tinha umas quatro. Quando estas se estragassem ou perdessem, não havia mais. E assim foi. Duas delas deu-as aos cães que as esfrangalharam em 10 segundos. Uma acabou por se estragar e, como eu lhe disse que estava a ficar com dói dói na boca por causa da chucha, ele meteu-a no lixo. Restava, portanto, uma... que está com a tetina feita em fanicos e com um buraco onde ele enfia o dedo indicador, já há alguns dias. Temos falado com ele, explicando-lhe que está estragada e que assim não pode tê-la e bla bla bla. Mas temos esperado sempre que seja ele a tomar a iniciativa de a deitar para o lixo. Há bocado, depois de ver que o buraco estava cada vez maior e que ele ainda se engasgava com algum bocado da borracha, o papá perguntou-lhe se podia por a "xuxu" no lixo e ele consentiu. Ao jantar contou-me que o papá a tinha deitado fora e eu expliquei-lhe que só o fez porque ele deixou e que agora, que já é um menino crescido, que já tem os dentes todos, já não usa fralda de dia e que fala muito bem, já não precisa dela. As chuchas são para os bebés como a mana, sem dentes - porque os dentes estragam as chuchas (estou para ver o que lhe vou dizer quando os dentes começarem a nascer à cria mais nova, mas depois logo penso nisso...). Aproxima-se uma noite, a primeira, sem a sua inseparável amiga... vamos ver como corre, mas atrás já não pretendemos voltar. Desejem-nos sorte!

3 comentários:

Mami ( Sónia ) disse...

Espero que corra bem, a Sofia na primeira noite sem ela custou mais a dormir mas na segunda já nem perguntava nada.
Boa sorte.
Beijinhos

Marina disse...

Boa sorte mesmo! :) O meu deu as dele ao Pai Natal, mas quando se foi deitar perguntou por elas e lá tive de lhas dar. Já era tarde e não me apetecia estar com dramas para ele dormir. Beijo

Barriguita disse...

espero que corra como por aqui: deu-as todas ao pai Natal no ano passado, em troca de presentes, e nunca mais pediu nenhuma.
Boa sorte!