segunda-feira, 30 de julho de 2012

Coisas dele

- João, queres ir passear?
- Sim!
- E onde é que te apetece ir passear?
- Ao shopin'!
- Ao shopping não... e se fossemos ao parque?
- Ir ao parque não é passear!!!

(toma e embrulha!)
...
- João, está na altura de começares a beber o leite na caneca. Está na hora do biberão desaparecer.
- (silêncio e cara triste, mas pensativo...)
- Já não és um bebé, filho. Até a mana já não usa o biberão.
- A mana não usa biberão porque ela é bebé e come papa! Eu já não sou bebé, não gosto de papa! Sou um menino c'exido!
- João... a mana já não come papa. Come cereais com leite... como o papá.
- (silêncio)

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Surf

Hoje é o dia de aniversário da nossa sobrinha mais velha e a festa foi na escola de surf onde ela tem aulas. Os miúdos e os adultos que quisessem, podiam fazer uma aula e depois seguia-se um churrasco.

Lá foi o meu miúdo - na companhia do meu graúdo - para as andanças do surf. Foi a estreia do João, que tem muito jeito e, claro, adorou! O tempo esteve muito bom e o mar estava perfeito para estas iniciações. Foi muito, muito giro!



O bolo de aniversário foi feito por mim, a pedido da aniversariante, com alguma ajuda do papá da casa :)

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Consulta

(desta vez aqui da mãe)

As análises confirmam a tal discreta anemia, mas os valores estão semelhantes aos do ano passado. Há um outro valor alterado que aponta para uma virose - tendo em conta que estivemos todos doentes cá em casa, não é de estranhar. Também tenho a glicémia (sempre) no limite inferior. A conjugação de todos estes factores, juntando a minha tensão baixa, o calor... a ansiedade, o stress e o andar sempre tensa - e o facto de a médica também saber que os últimos 6 meses foram uma montanha russa emocional... -pode ter desencadeado tudo o que aconteceu. De qualquer das formas, para não corrermos riscos, mandou-me repetir as análises daqui a um mês. E receitou-me magnésio e valdispert. No caso de haver alguma alteração ou novo episódio de "macacoa" antes de ter o resultado das novas análises é para lhe ligar.

terça-feira, 24 de julho de 2012

Da lamechice

Ontem o João trouxe para casa a pasta e o dossier com os trabalhinhos e com as fichas que fez ao longo deste ano lectivo. O que significa que está mesmo quase a acabar o primeiro ano dele no jardim-de-infância... Na próxima semana já entram oficialmente de férias. No próximo ano vai mudar de sala, mas vai continuar com a educadora e com uma das auxiliares deste ano.

Hoje, quando o fui pôr, a educadora deu-me um cd com todas as fotos das actividades realizadas ao longo do ano. Estive uma hora e meia a vê-lo e agora estou aqui de lágrima no olho. Pelo percurso que ele iniciou e pela sorte que tivemos com a escolha do infantário e dos profissionais que nos ajudam a educá-lo todos os dias. Não tenho palavras para descrever o quão grata me sinto por ter o privilégio de ter o meu filho tão bem "entregue".

Sem querer...

... apaguei uma série de comentários aqui do estaminé... :(
Croma da bola pá! Já estou mas é a precisar de (mais) férias...
...
Ontem recebi o resultado das minhas análises e enviei por mail à minha médica de família. Os valores apontam para uma "discreta anemia". Mandou-me ir ter com ela ao Centro de Saúde hoje ao final da tarde.

segunda-feira, 23 de julho de 2012

A festa da Rita

... apesar de alguns contratempos que incluíram o João ter tido febre e diarreia no Sábado, eu ter tido diarreia na sexta-feira e o papá ter ficado ontem com febre, dores de garganta e cabeça... correu muito bem!

Ela estava tão excitada com os preparativos que ia vendo cá por casa que nem dormiu a sesta. Mas aguentou firme e divertiu-se à grande. Tivemos connosco a nossa família e os amigos mais queridos - só faltou o meu irmão que está lá longe outra vez...

O papá e eu conseguimos concretizar o maior desafio de todos... o bolo! Deu muito trabalho, exigiu alguma antecedência na preparação de alguns pormenores, mas valeu a pena. Ficou bom e... lindo - modéstia à parte :)

Obrigada a todos os que estiveram presentes e que nos ajudaram a proporcionar um dia ainda mais especial à nossa princesa linda.

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Update

A Rita ficou "fresca e fofa" depois de ter vomitado. A febre não voltou, mas voltou a boa-disposição e o apetite. Felizmente!

Eu não estou a 100%, mas sinto-me melhor. Tive hoje outra tontura, mas foi depois de fazer as análises e ainda estava em jejum.
...
Andam aqui os dois a pôr-me a cabeça em água - escolhem os dias a dedo... O João está insuportável, mal-criado e respondão - não sei se foi por ter estado na avó, mas é sempre assim que vem quando lá passa mais que meia dúzia de horas. A Rita está no estado normal - birrenta, chorona e chata como a potassa! E eu estou com um humor de cão e só queria era deitar-me um bocado e fechar os olhos - que não posso... Enfim...

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Sabem...

... quando vamos acumulando e enchendo e aguentado e de repente chega o dia em que o nosso corpo pura e simplesmente faz um "reset" e nos obriga a parar? Ontem foi o (meu) dia...
Depois de um Domingo especial em que conheci e revi algumas amigas muito queridas, de uma segunda e terça-feiras para lá de boas, ontem deu-me a "macacoa". Já andava há algum tempo a ameaçar e eu a adiar e a ignorar e a deixar para depois. A tensão foi-se acumulando e a ansiedade foi crescendo. Na terça ao final da tarde tive uma tontura muito forte mas como estava muito calor e acabou por passar, não liguei.

Ontem de manhã, sozinha e ao volante, tive uma tontura das grandes e penso que cheguei mesmo a perder a noção das coisas durante 1 ou 2 segundos. Já não sei bem como, consegui chegar ao hospital aqui da terra, larguei o carro de qualquer maneira, entrei nas urgências e desmaiei. Sorte a minha que fui amparada e socorrida por duas pessoas espectaculares que, sem esperar por ordens de ninguém, me levaram logo para dentro do consultório. Tinha a tensão a 6/8 (um mimo, portanto... e não, não foi do calor porque estava frio e nevoeiro) e vomitei. Falaram em síndrome vertiginoso. Estive a soro enquanto discutiam se me mandavam ou não para o hospital distrital. Entretanto chegou o George - que apanhou o belo do cagaço. Como tenho andado com o período destrambelhado e, apesar de ter tido o dito cujo há duas semanas, tenho tido umas perdas de sangue, lá fui eu para o serviço de ginecologia do distrital. Não estou grávida, nem se passa nada. Útero fino, trompas finas, tudo bem. Apesar de tudo, convém investigar de onde vêm as perdas - apesar de serem poucas (amanhã marco consulta para a minha ginecologista).
Vim para casa ainda meio zonza e com uma dor de cabeça brutal, com ordens para repousar.

Entretanto, durante a manhã, a minha sogra tinha telefonado para avisar que a Rita estava com febre... Deixámos lá o João para passar o resto do dia e para dormir e a Ritinha veio para casa. Estava com 39,3º. Dei-lhe Brufen e melhorou. Jantou, dormiu e só pelas 4h da madrugada voltou a ter febre. Hoje, a caminho da consulta dos 2 anos na USF, vomitou. Depois disso ficou espevitada e toda bem disposta. A médica viu-a de cima a baixo e está tudo bem. Pode ser uma virose ou uma reacção ao calor. Vamos esperar para ver como as coisas evoluem. Entretanto já voltámos para casa, almoçou e foi agora para a cama dormir a sesta - e sempre bem disposta.

Eu aproveitei e expliquei à médica o que se passou comigo. Já vim com análises e RX para fazer. Consoante os resultados, logo se vê. Tive uma tontura no consultório e lá estava a tensão baixa outra vez... Enfim... já fiz o RX - quando o fui marcar perguntaram se queria fazer logo - e as análises vou fazer amanhã.

E agora pergunto: alguém tem o contacto de uma bruxa das boas???

terça-feira, 17 de julho de 2012

2 anos

Nem acredito que já passaram dois anos! Obrigada, filha, por encheres as nossas vidas de luz! És um doce de menina - vá, de vez em quando levas a mãe à loucura, mas é uma loucura boa! Obrigada por me ensinares, todos os dias, a amar incondicionalmente...

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Hoje...

... é a vez do papá!

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Foguetes

"Mãe, estou a ouvir puns no céu!"

:)

Panda parabéns

Olá,
Seguem os horários dos Parabéns de Rita Filipe:

17-07-2012 14:43
17-07-2012 22:29

Esperamos que gostem da surpresa!
Cumprimentos,
Canal Panda
...
Jasus!!! Já só faltam 4 dias para a minha pitufa fazer 2 anos!

terça-feira, 10 de julho de 2012

Um dia a tenda vem abaixo

Pois que ganhei coragem e fomos mesmo acampar com os miúdos. Era costume andar nestas andanças quando era solteira e boa rapariga, mas isto de acampar com crianças tem muito que se lhe diga. Ainda bem que escrevo este post já a algumas horas de distância do primeiro impacto ou acho que muita gente não se ia aventurar nestas loucuras. Confesso que, nas primeiras 24 horas, ia enlouquecendo e faltou muito pouco para arrumar as tralhas e vir tudo a reboque para casa.
Começou logo na viagem. A Rita não é uma menina fácil para andar de carro... A meio caminho já eu bufava e não sabia mais o que fazer para a entreter - conseguir que ela durma no carro é uma missão quase impossível e só o faz quando está mesmo mesmo de rastos. Estivemos quase a desistir de ir para Odeceixe e ficar logo por Porto Covo por causa dela.

Acabámos por almoçar em Porto Covo e demos uma vista de olhos pelos dois parques de campismo que lá há. Não me agradaram, sinceramente... Voltámos à estrada e eles acabaram por adormecer os dois. Passámos por um parque a seguir a Porto Covo que me ficou debaixo de olho, mas seguimos para o nosso destino: o camping de São Miguel, em Odeceixe.
O parque é espectacular, tem excelentes condições, piscina, super-mercado, restaurante, parque infantil, boas sombras, boas casas de banho e cuidado com a limpeza. E fica a pouca distância de carro de montes de praias giras. Nós fomos à Praia de Odeceixe e à do Carvalhal - fiquei fã desta última. Num dos dias, em desespero de causa para que eles dormissem a sesta, fomos até Aljezur e alegrei as vistas só a olhar de longe para as praias que tanto gosto naquela zona - Monte Clérigo e Arrifana.
No dia em que chegámos o demo enfiou-se-lhes pelos corpos dentro e foi a loucura. Tentámos manter a rotina da noite, levei o IPad, viram o Ruca, lemos a história da noite, cantámos o Vitinho, aconchegámo-los e depois começou o fandango (agora, confesso, dá-me vontade de rir!). Juro que não sei como a tenda não caiu! Juro que eles estavam exaustos da viagem e do montar a tenda e tudo e tudo. Acreditei mesmo que eles iam adormecer bem e depressa - pois, pois! Pinotes, cambalhotas, cuzadas para aqui, empurrões para acolá, risota, guinchinhos histéricos e parvoeira com fartura. Eles partilham o quarto, mas nunca tinham partilhado a cama. Em desespero de causa, tive que me ir deitar no meio deles. Assim que perderam o "contacto" um com o outro, o João adormeceu numa fracção de segundo. A Rita demorou mais um pouco, mas lá adormeceu.
A alvorada foi às 7h15 - a mesma hora de casa - e o dia correu dentro da normalidade, com laivos de histerismo e loucura à mistura. Fomos à praia, passeámos, fomos à piscina e depois... fomos a banhos. Não sei para quê, já que 1 minuto depois da banhoca, mais coisa menos coisa, estavam os dois todos javardos, de cara, cabelo, mãos, pernas e pés pretas - literalmente. Acho que só as partes do corpo cobertas pela roupa ficavam mais ou menos limpinhas.

Depois de ter percebido e interiorizado que isto do campismo é mesmo assim e que não ia haver água, sabão ou dodot que me valesse lá consegui descontrair e aceitar vê-los na real javardice - e as unhas, senhores, as unhas!
Nos banhos, para ser mais prático e rápido íamos os 4 para os balneários dos homens para lhes dar banho - não vi pilinhas alheias. O papá dava-lhes o banho - duche - e eu secava-os e vestia-os. Rápido e eficaz.
O São Pedro podia ter sido mais amiguinho... as noites foram frias como o raio e os dias também podiam ter sido melhores - muito, muito vento! Mas deu para aproveitar e ver aqueles sorrisos branquinhos no meio das caras mascarradas valeu por tudo.
...
Nem imaginam como dormi bem esta noite, mesmo com o percalço da cabeça partida... Minha rica cama! :)

B de Badoca

(ou de banhada)
Vou começar a partilhar a nossa aventura pelo final. Aproveitámos a viagem de regresso do campismo para ir ao Badoca. Ainda bem que os bilhetes foram oferecidos pelo BPI ou ia passar uns bons tempos a chorar o meu rico dinheirinho. Não gostei particularmente de nada para além do safari. A Ilha dos Macacos então é vergonhosa e naquelas condições mais valia que fechassem o acesso - são muito poucos, mal se vêem e estão em condições muito mal amanhadas.
A quem lá for recomendo que levem comida de casa - nós passámos o dia a "sandochas", sumos e bolachas - porque até o restaurante self-service, que devia ser mais acessível, é para lá de caro! Um abuso dos grandes!
Valeu pelo passeio e pela alegria dos miúdos que é sempre contagiante. Ah! E valeu também pela bicada que levei na coxa de um belo exemplar macho de avetruz - foi a risota do dia!

Até tinha...

... coisas giras para contar. Fomos acampar 4 dias e ontem fomos ao Badoca.

Mas, ontem à noite, já em casa, o João partiu a cabeça :(
Estava aos saltos feito tontinho e bateu com o sobrolho na esquina de um armário... Fomos com ele ao hospital e na triagem disseram que teria que levar pontos. Ficámos à espera que fosse visto por um cirurgião que acabou por lhe "colar" o sobrolho com uma fita cola XPTO e vamos a ver se a coisa fica bem assim. Não pode molhar a cabeça durante 5 dias e hoje não foi à escolinha - era dia de praia... Nos restantes dias só vai para ensaiar para a festa de fim-de-ano que será no Sábado. Foi muito corajoso e portou-se que nem um valentão!

sexta-feira, 6 de julho de 2012

A pergunta da praxe

Saímos de casa há 10 minutos e o João pergunta:
- Ainda falta muito?

Vão ser três horas de viagem. E aposto que esta pergunta se vai repetir de 10 em 10 minutos. Até o papá e eu mandarmos um berro ou fazermos um voto de silêncio.

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Conversa daquilo que a gente sabe

(do desfralde e da grande falta de vontade que tenho em iniciar este processo)

Com o João a coisa correu bem. Esperámos pela altura "certa", em que ele já identificava o xixi e o cocó e se sentia desconfortável com a fralda suja, e a coisa coisa deu-se sem stress e sem grandes percalços. No belo dia em que ele se quis sentar no penico fez logo um xixi ou um cocó - já não me lembro - e daí para a frente nunca mais lhe pus a fralda  - só à noite.

Com a Rita já tive alguns sinais, mas cheira-me que a miúda vai ser mais difícil que o irmão. Há uns tempos tivemos um cocó no penico, mas depois desinteressou-se e passou a olhar para o dito cujo como se fosse um brinquedo. Começou a achar mais graça ao redutor - deve sentir-se mais importante lá no alto do trono - e a ideia dela era gastar-me km de papel higiénico sem ter feito nada, para limpar o pipi. Acabou-se o papel e começaram as birras por causa do papel.

Hoje foi atrás de mim para a casa de banho, contemplou-me durante alguns minutos - tenho uma vaga ideia da existência do conceito de privacidade -, disse "cocó", tirou os calções e a fralda e, como o "trono" estava ocupado, sentou-se no penico. Nada. Quando saí da casa de banho, ela veio atrás de mim de rabo ao léu e trouxe o penico. Quando dei por ela, poucos minutos depois, estava a pôr papel higiénico lá dentro e, já eu me preparava para ralhar, quando reparei que o papel - e as mãos dela... - estava molhado. Dentro do penico estava um belo e grande xixi.  Em vez de ralhar por causa das mãos sujas fiz uma grande festa e levei-a ao bidé para lavar as mãos.

Aguardam-se as cenas dos próximos capítulos.

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Praia

Na segunda-feira o João foi à praia com os colegas da escolinha - e a Rita e eu aproveitámos para ir também. Foi divertido e acabei por lhes dar uma ajuda, claro - que isto de ir com 19 miúdos para a praia é dose.

O João já não voltou para o jardim-de-infância e acabámos por almoçar numa esplanada - o papá foi lá ter connosco. A próxima ida será na próxima terça-feira, mas ainda não sei se estaremos cá.

Eu sei que o "normal" é os infantários irem uma semana ou duas à praia, mas aqui vivemos praticamente na praia e não se justifica - pelo menos na minha opinião. Além disso, como a maioria dos pais não querem pagar o transporte em autocarros privados, as IPSS ficam dependentes da disponibilidade do autocarro da Câmara Municipal - que tem que dar resposta a mais não sei quantos jardins de infância na mesma quinzena.
...
Entretanto já encontrei o bolo ideal para o aniversário da Rita, mas ainda não o testei - se calhar é hoje que o testo, para não ter surpresas desagradáveis no próprio dia. Parece simples e fica muito giro.

segunda-feira, 2 de julho de 2012

Da coerência

Nada como começar a manhã a gritar a dizer muito alto: "não quero ouvir mais gritos nesta casa"!