segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

O nosso Natal

Na véspera de Natal tivemos a visita do meu irmão durante a tarde. Já que algumas pessoas da minha família não quiseram vir cá passar a Consoada, ele veio fazer-nos uma surpresa. Trouxe os presentes dos miúdos - e os nossos - e tiveram autorização para abri-los logo :)



















Depois, já eram horas de começar a preparar o jantar e ter tudo pronto para a chegada da "famíía" como diz o João. Ele estava em pulgas, passou a tarde a perguntar quando é que chegavam e se ainda faltava muito.

Por volta das 17h30 deitámos a Rita para fazer a sesta da praxe. E esperámos. Esperámos, esperámos e esperámos mais um bocadinho. Pois que a cachopa não acordou para jantar nem para coisa nenhuma. Como tinha tido o pico de febre na sexta-feira não quisemos acordá-la. E a nossa princesa dormiu... das 17h30 até às 7h da manhã de dia 25. O pai mudou-lhe a fralda, vestiu-lhe o pijama e deu-lhe um biberão de leite por volta das 23h30 e ela sem acordar. Claro que sentimos a falta dela à mesa, mas... eles é que mandam e se ela estava abatida por causa da vacina, deixámo-la dormir descansada.

Jantou-se, conversou-se, comeu-se mais um bocadinho e depois fomos rodear a árvore de Natal. O João e a prima mais nova brindaram-nos com uma actuação em que cantaram os dois o Pinheirinho de Natal e, para mim, foi esse o momento alto da noite :)




















Depois chegou a hora de começar a abrir os presentes e ficaram todos satisfeitos. O João recebeu de nós um conjunto de camiões e escavadoras e a Rita recebeu, além da cozinha que já lhe tínhmas dado, o dvd da Xana Toc Toc. E claro, receberam mais brinquedos e alguma roupa. O João foi para a cama às 23h30 e nunca se tinha deitado tão tarde. E portou-se tão bem!

Na manhã do dia de Natal a Rita lá abriu um ou dois presentes e ficou toda contente. Fomos, depois, para casa dos meus pais, onde nos esperava um almoço maravilhoso e mais uma catrefada de presentes. A meio da tarde voltámos para casa e ainda tivemos a visita da minha irmã, cunhado e sobrinhos. Já não saímos mais de casa e deixámos ficar a aproveitar as últimas horas destes dias que passaram num instante.

8 comentários:

Paula disse...

Também estou com a sensação de que passaram muito depressa estes dias de Natal. Mas a festa vai até aos reis, pelo menos.
Um Natal em família e com saúde acho que é o melhor que se pode ter.
Um beijinho

Tânia (Mamã do Santiago) disse...

Passou depressa mas valeu por tantos dias :)

mãe pimpolha disse...

Que belo Natal, mas o melhor foi o da rita. Eheh
Beijocas

mamã ET disse...

Que venha o proximo... não sou grande fã do Natal, mas a parte do pessoal todo reunido, a comida e mais comida e o calor da época, fazem esquecer o resto :)
beijocas

Full-time Mom disse...

A Rita é que a sabe toda! ;) Beijinhos

Barriguita disse...

passa mesmo num instante. o que importa é que passaram bem! beijocas!

disse...

O nosso foi mais ou menos do género, digamos que teve mais ou menos os mesmos contornos!... hehehe =)
O importante é que tudo foi bom e estavam felizes!...
Beijinho

Sofia disse...

Passa a correr, não é? :)
Bjos