segunda-feira, 1 de outubro de 2007

Ponto de situação

2007-09-19 (9 semanas)
Cá estamos nós de repouso. O papá é que nem por isso! Além do trabalho dele ainda tem que fazer tudo o resto cá em casa: o almoço, o lanche, o jantar, a ceia, trazer-me o computador, levar o cão à rua, tratar dos cães, lavar a loiça, lavar o quintal, comprar sopa, fazer recados... Enfim! O que seria de nós sem ele?! Possivelmente estávamos em casa dos avós, dos bisavós ou da tia! Subitamente toda a família quer a nossa companhia. Mas... não há colinho como o do teu papá e, mesmo tendo que "gamar" parte do almoço aos sogros, prefiro estar em nossa casa.

Depois do susto tem estado tudo tranquilo. Não houve mais sinais de corrimento e nunca cheguei a ter dores de barriga, além das cólicas normais dos intestinos. Mas, mesmo assim, a mamã tem andado ansiosa e angustiada. Isto de passar o tempo todo a fazer rigorosamente NADA dá que pensar. No próximo dia 27 temos consulta, mas não devemos fazer ecografia. Se calhar só às 12 semanas. Já és muito amado/a e toda a gente se preocupa contigo. Tenho ordens categóricas de amigos, familiares e de quatro médicos para não sair sequer da cama! E assim será durante, pelo menos, mais 19 dias, excepção feita à ida à consulta.

A mamã

PS.: Escusado será dizer que, a passar este tempo todo deitada, ora na cama ora no sofá, vai ser difícil manter a linha! E o apetite continua devorador. Mas, como diz o papá, venham os quilos e o/a filhote/a! Que todos os males fossem esse!

Sem comentários: