segunda-feira, 21 de junho de 2010

Surreal

Hoje antes do almoço o João teve uma crise aguda de síndrome birrento com laivos de pré-adolescência. Só que, ao invés de se fechar no quarto como é habitual, fechou-se na casa-de-banho (a única divisão da casa no r/c que ainda tinha a chave na porta). Ouvi a porta a bater, a ser trancada e logo depois ouvi a chave a cair. Ele assustou-se com as tentativas frustradas para tentar abrir a porta e largou num choro de meter dó enquanto chamava por mim... Eu fiquei tipo barata tonta... o papá tinha saído e estavamos os dois sozinhos em casa. Arrombar a porta - que foi a minha primeira ideia - só seria possível se ele se enfiasse dentro da banheira, de outra forma levaria com ela em cima. Entretanto, lembrei-me que tinha a janela semi-aberta - em oscilo-batente, que não adiantava de muito, mas pelo menos podia tentar acalmá-lo. Quando ia a sair disparada para a rua, vislumbro o papá ao longe! Expliquei-lhe o sucedido e lá tentámos por todas as formas fazer com que ele enfiasse a chave na fechadura - coisa que ele sabe muito bem como se faz mas, assustado como estava, era escusado... Pelo menos estávamos a vê-lo e ele a nós - o que acabou por acalmá-lo milagrosamente. Enquanto o George pensava numa solução, eu convenci o João a pegar na chave e entrar para a banheira - a janela fica mesmo por cima. Ele conseguiu... tentei que me fizesse chegar a chave mas era impossível... a janela só estava aberta uma nesga em cima e ele não tem altura para lá chegar. A este momento já o pai se preparava para arrombar a porta, uma vez que o João estava seguro dentro da banheira. Mas deciciu fazer outra tentiva para alcançar a chave, uma vez que o João percebe muito bem as coisas que lhe pedimos e melhor ainda se nos vir a fazer. Arranjou um arame e mostrou-lhe como pendurar a cabeça da chave na ponta do mesmo... SUCESSO!!! O Joni colaborou como um menino crescido, o papá recuperou a chave e a mamã, assim que se apanhou com a dita cuja na mão, largou a correr para resgatar o seu bebé... Chorei e ri e chorei... Sei que não lhe ia acontecer nada de mal e nestas voltas todas passaram apenas 10 minutos... mas vê-lo e ouvi-lo aflito deu-me cabo da alma!... Acabou-se a privacidade nesta casa... Bye bye chaves nas portas, até qualquer dia!
Nota: Eu sabia, porque sabia, que era fudamental ter janelas nas casas-de-banho todas :o)

20 comentários:

Patrícia Teodoro disse...

vai lá vai...olha que contado ninguem acredita...beijos grandes e pelo sim pelo não vou tb tirar todas as chaves das portas

disse...

Boa dica!...
Melhor será seguir o exemplo e retirar todas as chaves das portas não vá o principezinho fazer das suas, bem acho que me dava uma coisinha má!... looolll :))

carmo pinto disse...

tb passei por esses sustos
felizmente tudo acabou em bem
jitos para todos

Tita disse...

Eh pá que aventura!

Por aqui tb não há chave na cas-de-banho, que é o único compartimento sem janela! Mas acho que tenho de eliminar as outras, não vá o diabo tecê-las... nem quero imaginar o susto...

Estás linda! E "estás quase"!

Bjocas

Vânia e Mariana disse...

Deve ser horrivel, nem quero imaginar, aind abem que conseguiram retirar o João de lá relativamente rapido e sem estragos.

beijinhos,

Marlene e Simão disse...

Imagino o susto!
O Simão tb anda com o hábito de se fechar, vou esconder as chaves.
Beijinhos docinhos.

Manuela disse...

ui, que aflição. Estes meninos são todos iguais. A Leonor no sábado, zangada com o pai. fechou a porta da sala à chave. Como eu estava do lado dela não houve problema de maior mas, pelo sim pelo não, tirei as chaves todas das portas. É que eu moro num 5ª andar e para entrar pela janela só com a ajuda dos bombeiros! bjinhos

Manuela disse...

ui, que aflição. Estes meninos são todos iguais. A Leonor no sábado, zangada com o pai. fechou a porta da sala à chave. Como eu estava do lado dela não houve problema de maior mas, pelo sim pelo não, tirei as chaves todas das portas. É que eu moro num 5ª andar e para entrar pela janela só com a ajuda dos bombeiros! bjinhos

Isabel Patrício disse...

Que susto !
Ainda bem que acabou tudo bem,a conselho do pediatra , as chaves já foram identificadas e guardadas,medo que ela se feche sozinha e entrasse em panico.
Diz lá ao Sr.Jonas que não pregue sustos desses a mãmã e a mana...
bj

mãe pimpolha disse...

Está decidido, vou tirar as chaves todas aqui de casa.
Beijocas

Alex disse...

Epá, eu quando era pequenina estive no Lugar do João!!! Agora que me contas isso eu também vou retirar as chaves da minha casa de banho. Imagino a vossa aflição... mas o João já é um homenzinho.

Barriguita disse...

que susto!

mal acabei de ler, fui tirar as chaves do wc... e vou fazer o mesmo com todas as outras, não vá o diabo tecê-las.

♥ Marta ♥ disse...

Imagino o teu coração aos pulos!
Felizmente resolveu-se sem grandes problemas... tenho uma amiga que já teve que partir o vidro do carro porque o miudo fechou-se lá dentro :s

Susana Happy Days disse...

Pois, é por essas e por outras, que cá em casa não há chaves!!!
É que se ela sair ao pai é menina para se fechar lá dentro....

Maria José disse...

Bolas que susto que apanhas-te
mas o que interessa é que correu tudo bem, mas desculpa mas ri-me com o que o Joni fez.
bjokas

Mamã Nocas disse...

BEM!!!!
Ufa...
Fiquei cansada só de lêr...e anciosa. Que bom já passou e tudo acabou bem.
SE tivesses no final do tempo a Rita tinha nascido com os teus nervos....bolas!!!

beijocas

Lipa disse...

Bem que susto... Felizmente tens aí um miudo à maneira e que vos compreende. Beijocas grandes!

Sofia disse...

:) Não sei se rio se chore, é mesmo à la Jóni Bolinha, LOL
Ainda bem que acabou tudo bem!
Bjinhos

Teresa disse...

Que susto... Já vi isso acontecer (não coma Maria ainda bem) e é o panico!
Ainda bem que correu bem!
beijinhos

© ●•ƬéƬé £ XαVιєя•● disse...

Mas será que não dá para teres uma vida sem tanta aventura, mulher?!
O teu filho tem cá uma queda para impossíveis mas felizmente portou-se que nem um crescido. Fazer entender uma criança dessa idade, não é fácil o que só demonstra o quanto ele é inteligente.
Costumo dizer que a malandrice nas crianças é proporcional à inteligência!
Fez a asneira mas desenrascou-se bem dela, menos mal :o)

Beijos
Tété & Xavier