terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Refluxo vesico-uretérico-renal

Ontem o Pedro teve consulta de pediatria no hospital. Confirma-se que tem refluxo vesico-uretérico-renal bilateral (grau II/III). Basicamente significa que a urina reflui da bexiga até aos rins, de ambos os lados, o que aumenta significativamente as probabilidades de ter infecções urinárias. Vai continuar a tomar o antibiótico na dose profiláctica e vamos esperar que seja o suficiente para não ter mais infecções. Se por acaso voltar a ter, temos que entrar logo em contacto com a pediatra que o segue no hospital. Se tiver infecções recorrentes terá que ser encaminhado para as consultas de urologia para avaliar a necessidade de cirurgia. Se correr tudo bem, à partida será um problema fisiológico, de imaturidade do aparelho urinário, que acabará por se resolver com o crescimento. Resumindo e concluindo, é esperar para ver. Importante é estarmos atentos a possíveis infecções urinárias e a sintomas suspeitos e à mínima ponta de febre que não esteja associada a outros sintomas - como sintomas gripais ou de gastro - é para ir às urgências fazer análises à urina.

Em Janeiro vai fazer o exame para avaliar o funcionamento dos rins e ver se ficaram com sequelas da infecção.

A médica recomendou que o João e a Rita façam uma ecografia renal porque os irmãos têm 35% de probabilidades de ter o mesmo problema, mesmo que nunca tenham tido qualquer infecção. Na quinta-feira já vou ao Centro de Saúde tratar disto.

O Pedro pesa à data da consulta 6,385 kg, mede 65 cm e tem um PC de 43. Tal como a pediatra dele já havia referido, é para começar a comer sopa e fruta ao almoço e daqui a duas semanas ao almoço e ao jantar, introduzindo também a carne. A verdade é que ele não abre a boca a nada que não seja o meu leite e a hora da sopa tem sido um verdadeiro filme de terror - este até o vómito sabe puxar e tudo o que engole acaba cá fora na mesma hora. Muita paciência - que não abunda por estes lados - e vamos esperar que ele se habitue à colher e aos novos sabores.

5 comentários:

Sónia disse...

Espero que seja apenas fisiológico e passe com o tempo.
Quanto à sopa sei como sofres com isso, a Sofia era igual eu chorava porque ela não comia nada e vomitava e fazia birras sem fim e ela sempre a perder peso. Até cerca dos 2 anos esteve sempre abaixo do peso normal.
Espero que por aí não dure tanto tempo.
Beijinhos e coragem.

Ana disse...

Olá Mara, espero que a fase de não comer passe rápido... quando ao diagnóstico... espero que passe com o tempo... eu sofro do mesmo mal...mas apenas fui diagnosticada já adulta... agora é antibiótico ao primeiro sinal de infecção! beijos

mãe pimpolha disse...

Quase sempre passa com o tempo, espero que seja o caso.
Aqui o Vasco tb odiava a sopa, só queria mama e agora nem me dá tempo de encher a colher.
Beijocas

Mamã Nocas disse...

O Pedro tem tal e qual o que teve a Sofia. O grau dela era de III. e aos 18 meses teve alta das consultas de nefrologia. Ficou sem cicatrizes nos rins. Está bem. E tanbém tinha que ter cuidado com as febres, pois poderia ser infeção urinária e tb tomacva o tal antibiótico consoante o peso, TRIMETROPIM.
Foi submtida a imensos exames para controlar a situação.Cintigrafia, cistologis tudo na medicina nuclear.
Mas vais vêr que depois disto tudo respiras de alivio. Vai correr tudo bem vais vêr. Beijinhos grandes!

Andreia disse...

Bem, pelo menos agora sabem o que é e o que fazer. É mesmo acompanhar e esperar que passe com o crescimento. Vai correr bem, pelo menos não voltou a ter.

Quanto à alimentação, são muitos meses só de leite e maminha! Coitados levam assim com sopa... Por cá, continuamos sem problemas, mas também não pode ser tudo mau, a maminha foi-se aos 2 meses... e quase nunca em exclusivo...
Acredita que passa, daqui a uns anos vai bifes e batatas fritas eheheheh