terça-feira, 2 de julho de 2013

O pós parto

Depois do filme de terror que foi o pós parto do João e do da Rita, que não tendo sido tão mau como o do irmão, também não foi pêra doce, o do Pedro foi maravilhoso! Por mim podia ter vindo para casa no próprio dia. Desta vez não me fizeram episiotomia e levei apenas 2 pontos porque rasguei um bocadinho; pontos esses que eram de cair mas não caíram e acabei por ter que ir ao centro de saúde para os tirar, mas nada que me tenha incomodado. Para além das "dores tortas" - essas sim, as mais dolorosas dos três partos -, estava normalíssima. No dia seguinte a ter tido alta já fazia a minha vidinha normal e já conduzia.

Amanhã vou ter a consulta de revisão pós parto com a médica de família e dia 16/7 com a GO. A minha maior dúvida é mesmo em relação aos anticoncepcionais; tendo em conta que já engravidei a tomar a pílula, estou indecisa entre o DIU e o implante...

De resto estou bem, excepção feita à treta da rinosinusite que anda a dar cabo de mim quase há uma semana.

2 comentários:

disse...

Mara,acho mesmo que és uma mulher forte!!onde arranjas tanta energia?mae de tres miudos pequeninos,consegues arranjar tempo para as encomendas,passear,fazer a tua vidinha normalmente!!!um beijinho de parabens!

Andreia disse...

O parto e pós parto do Diogo foram melhores do que o da Joana. No parto da Joana o pior foi a episiotomia, controlada desta vez por anestesia local e no pós-parto os pontos, que repuxaram. Desta vez foi mais controlado por terem sido menos pontos e a medicação mais eficaz. No entanto o mau estar persistiu mais tempo e o calor agravou a dor e a inflamação. Claro que sendo o 2º não se descansa tanto e com as doenças na casa, pior (isso e a idade ;) ). Senti também algum ardor, relacionado com as alterações hormonais e agora, ao fim de um mês, posso dizer que estou a 100%!