terça-feira, 7 de agosto de 2012

Hábitos

Não é bem um hábito, é mais um vício. Como me dizia há uns bons anos um amigo, tenho uma espécie de relação platónica com a literatura e com os livros. Desde miúda que adoro ler e sempre li compulsivamente. Gosto de romances, aventuras, policiais, romances históricos...

Quando o João nasceu deixei este bom hábito de parte e apenas lia coisas relacionadas com a maternidade, bebés e afins. Depois engravidei da Rita e a Rita nasceu. E depois fartei-me das "bíblias para mães ". Nunca mais comprei livros do Mário Cordeiro nem de outros que tais. Nunca mais comprei revistas de puericultura - que são caríssimas, meu rico dinheirinho!

Nas férias do ano passado retomei as minhas leituras mais a sério e consegui ler três livros numa semana. Não é por acaso que sou pitosga desde pequenina :)

Entretanto tenho duas amigas muito queridas que me foram sugerindo alguns livros que eu ia adiando porque achava que não ia arranjar tempo para os ler. Até que chegou o dia em que o carteiro nos trouxe o primeiro volume da trilogia Millennium: Os homens que odeiam as mulheres. E depois comprei os outros dois: este e este. Acho que foi com esta saga que o bichinho voltou e tenho lido livro atrás de livro em ritmo non stop. Para isso ajuda, e muito, o facto de os miúdos irem dormir cedo e dormirem bem a noite toda.

Estou também a comprar e a reler a velhinha colecção d' Os Cinco, da Enid Blyton. É o que leio quando estou a fazer o desmame entre um livro e outro para a ressaca não ser tão dura.
Também li o Jane Eyre, mais uma sugestão da Sofia. E, já que estava na onda da família Bronte, li também o Monte dos Vendavais.

E, entretanto, chegou o dia em que "conheci" o Ken Follett. Estava farta de ouvir falar nos livros dele e de me cruzar com as suas obras por todo o lado. E, claro, rendi-me. Comecei com os dois volumes dos Pilares da Terra - que vício meu deus! (Não vejam a série, é horrível! É para lá de má!) Dei pulos de alegria quando a Sílvia me disse que havia mais dois que decorriam no mesmo cenário, Kingsbridge, uns séculos mais tarde. E cá vieram parar os dois volumes de Um mundo sem fim. E também já tenho este na mesa de cabeceira, mas fiz um intervalo no Follett para ler mais uma sugestão da Sílvia que estou a adorar: A catedral do mar. E estou a ganhar coragem para começar a ler a colecção da Guerra dos Tronos - até já cá tenho o primeiro, mas parece que são p'rái 3465858 volumes ;)

E é isto que tenho andado a fazer nas horas vagas. A pôr a leitura em dia :)

4 comentários:

Fi disse...

E compras todos? Recentemente criei um sistema de trocas com uma amiga que é óptimo, poupa dinheiro porque há uma tarifa especial de envio nos CTT e assim só uma é q compra o livro e depois empresta à outra e vice-versa. Serve mt bem para aqueles livros q só lemos uma vez e q n importa ter e com gente q lê muito como nós, q invariavelmente temos o livro q a outra quer. Se te quiseres juntar diz :)

IsabelCunha disse...

Aqui em casa tb adoro ler, mas os livros estão tão caros... gostei da ideia de troca de livors que a Fi falou

mãe pimpolha disse...

Eu até nascer o Edu lia compulsivamnete, depois deixei de conseguir, porque gosto de sossego para o fazer e ele tem uma energia doida. Agora com os que vem a caminho? Cheira-me que só daqui a uns bons anos.
Beijocas

Sónia Baptista disse...

Comigo sucedeu exatamente o mesmo:
antes do nascimento da minha positiva, lia compulsivamente; depois vieram os livros de puericultura e afins, depois, nasceu o positivo e a leitura foi ficando mais escassa... até que, neste ano, a organização começou a regressar Às nossas vidas e também renasceu o desejo de ler. E, o mais giro, é que o meu "desmame" tb é literatura juvenil. No mu caso: "Uma aventura...".
Bjinhos.